25 de dez de 2010

Posted by sandry costa On 12/25/2010 No comments


O Natal dos meus sonhos.

Chega. Agora eles verão só o que eu vou fazer.
Subi para o meu quarto e fiz varias plaquinhas.
MESA
CADEIRA
PRATO
COPO
GARFO
FACA
COLHER
Eu não agüentava mais todo mundo perguntando “O que é isso? O que é isso?” estão cegos. Voltei para a sala e logo coloquei minhas plaquinhas. Voltei a arrumar a mesa.
- Tio Emm o que é isso? – Ness perguntou entrando na sala.
- Nem ouse. – Edward rosnou quando eu abri a boca pra perguntar se ela não sabia ler.
- Isso queridinha é uma mesa.
- Dhan!! Isso eu sei, quero saber por que você esta colocando essa mesa tão grande. – Às vezes ela conseguia ser tão chata quanto o pai.
- Poor que amanha é natal.
         - E? – Irritantezinha.
         - Eee eu estou preparando uma ceia de natal.
         - Aah! E você vai convidar a cidade toda?
         - Não amorzinho.
         - E quem você vai convidar? – Ela nem imagina. Ouvi o Edward gargalhar. “O que?”
         - Wou, nada. – Ele me respondeu.
         - Tio?
         - Eu não vou convidar, eu já convidei. Me ajuda a colocar os nomes na frente das cadeiras.
BRANCA DE NEVE
CHAPEUZINHO VERMELHO
CINDERELA
BELA – COM UM L – Eu tive que especificar NE.
FERA
OS TRES PORQUINHOS
LOBO MAL
HARRY POTTER
GINA
MIONE
RONE
CONDE DRACULA
SININHO
POCAHONTAS
BATMAM
ROBIN
HE- MAN
SHIRRA
URSINHO PIMPÃO
...
         Ness olhava pros nomes com os olhinhos briano igual as lampinhas da arvore que tínhamos montado na sala.
         - A sininho vai vir? – Ela perguntou pulando.
         - Sim, sim.
         - Que legal. – Deixei minha mostrinho preferida terminando de arrumar a mesa.
         - Ei Lice convidei uma amiguinha sua.
         - Emmett eu juro que te mato.
         - Calma é só a sininho. – Será quem ela pensou que eu traria? Antes que a Lice reclamasse a Bells entrou na cozinha.
         - Oi Bells me faz um favor? – Perguntei.
         - Claro Emm.
         - Enquanto eu faço o boneco de neve, você mata o peru pra mim.
         - Maata?
         - É Bells maata. – Sai e fui pra frente da casa fazer o boneco de neve. Antes passei na sala e levei a reboque minha pequena sobrinha.
         - O que nós vamos fazer?
         - Um boneco de neve bem grandão.
         - Demorou. – Ness falou começando a juntar a neve. – Tio Emm temos que colocar um cachecou. Você tem um?
         - Não, cachecol é de velho. Pede seu pai.
         - Tá bom. Paaaii? – Não demorou muito e ela voltou com um cachecol xadrez. Não disse que só velho tinha. Enquanto colocávamos eu ensinei minha musica de natal preferida pra ela. Voltamos pra casa e eu fui ver como estava o peru. Quando eu entrei na cozinha a Bells estava sentada na cadeira ao lado do peru VIVO.
         - O que significa isso? – Perguntei apontando pro peru.
         - Ele não quis morrer.
         - Como assim não quis morrer?
         - Simples não querendo. Olha. – Ela levantou andou até perto do peru e pulou rápida.
         - Buu.
         - Aai Bells quer me matar de susto.
         - Não Emm você não morre, quero matar o peru de susto.
         - Você tentou matar o peru de susto? – Perguntei gargalhando, depois a criança era eu.
         - Pai. – Chamei, ele com certeza não tentaria matar o peru de
susto. – Da uma mãozinha aqui. – Quando Carlisle chegou com um bisturi na mão Bella pulou no peru o protegendo.
         - Já vi que vou ter que preparar outra coisa. – Esme falou.
         - Valeu Mãepira. – Agradeci a melhor mãepira do mundo. Como ela havia imaginado, ela teve que preparar outra coisa pra ceia, pois a Bells não largou o peru. Se eu fosse o Edward ficaria com ciúme.
         Não demorou muito e as nossas vizitas começaram a chegar, Nessie ficou toda feliz em conhecer todas as personagens dos contos que ela tanto ama.

***

- A ceia esta servida. – Mamãe Esme falou. No meio da ceia a minha pequena prodígio resolveu cantar a musica que eu a havia ensinado.
- Mamãe olha a musica que eu aprendi.
- Qual querida? – Bells perguntou babando.
- Jing Bells jing Bells Batman fede Robin pos um ovo. Bat-movel esta quebrado curinga escapou de novo. Jing Bells jing Bells Batman fede Robin pos um ovo. Bat-movel esta quebrado curinga escapou de novo. – Alguns de nossos convidados não gostaram da musica.
- Filha quem te ensinou isso? – Bella perguntou, se fosse em outros tempos estaria vermelha igual ao chapéu da chapeuzinho vermelho.
- O tio Emm. – Nessie respondeu apontando o dedo pro meu lado e toda a minha família me fuzilou com o olhar. E eu? Dei de ombros e gargalhei da minha aprendiz.
Após a ceia foi a vez de fazer o nosso amigo secreto. Eu dei um livro pra Bells, eu nunca o li “claro”, mas dizem que é ótimo, o nome é crepúsculo e conta a historia de uma humana que se apaixona por um vampiro “já ouvi isso em algum lugar”. O Harry Potter deu um colchão de ar pra Bella adormecida. A Shirra deu pó mágico pra sininho. Os três porquinhos deu uma casa de chocolate pra phocahontas, e assim seguiu o amigo secreto. No fim ouvi uma pequena confusão entre o Dracula e o Batman, mas nada que atrapalhasse o nosso natal.
Quando todos foram embora me sentei no solo ao lado da Nessie que dormia feito um anjinho. Ela se virou e pos a cabeça no meu colo, abriu um pouquinho os olhos e sussurrou.
- Obrigada tio ursão pelo natal dos meus sonhos.

Autora Sandry

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.