8 de jan de 2011

capitulo 11

Posted by sandry costa On 1/08/2011 6 comments


POV Nessie 

        - Ah Jake, me deixa dirigir? – ralhei enquanto saiamos para ir para o colégio.
         - Mas por que essa insistência agora? Minha moto nem é aquelas coisas! – ele falou.
         - Ah deixa vai! – fiz um biquinho.
         Ele olhava pra mim tentando ocultar um sorriso sem sucesso.
         - Ah vai Jake, todos já foram nós vamos chegar atrasados!
         É obvio que eu não queria confessar que na verdade eu adorava andar de moto por que eu sentia suas mãos em minha cintura todo o trajeto, por que a sua respiração em meu ouvido era deliciosamente boa.
         - Ah! Tudo bem! Mas não se acostuma por que é só hoje tudo bem? – ele deu aquele típico sorriso de lobo para mim.
         E eu? Derreti.
         Eu montei animada na moto, sentia suas mãos em minha cintura e seu peso abaixando a moto, dei a partida e rapidamente estávamos na estrada.
         Eu acelerava e sorria quando sentia as mãos de Jake se apertarem na minha cintura, provavelmente ele temia um acidente ou algo do tipo. Corei ao sentir que borboletas habitavam meu estômago agora, Jake estava sem capacete e como Oregon era uma cidade pequena não tínhamos chances de ser multados, mas mesmo assim ele insistia que eu tinha que colocar o meu, senti sua respiração em minha nuca e quase fechei meus olhos perdida em meu prazer, Jake provocava em mim as melhores e mais engraçadas sensações, mas como tudo que é bom dura pouco nós chegamos ao colégio.
         Assim que entramos no colégio os olhares femininos atacavam Jake da cabeça aos pés. E aquilo me irritava profundamente, ainda mais quando Angelina vinha em nossa direção.
         - Que bom que você voltou Jacob – ela deu aquele sorriso de vaca dela e em um segundo suas seguidoras estavam atrás dela – A escola também pode ser divertida afinal.
         Ela deu um beijo na bochecha dele e saiu me ignorando.
         Eu respirei fundo e contei até dez, pra não ir até aquela maldita loira oxigenada e mostrar pra ela toda a diversão que ela pode ter com a minha mão em sua cara!
         - Calma Ness – ele sorriu – Pra que tanta violência?
         Notei que eu estava de mão dada com Jake e assim sem querer eu mostrei tudo o que eu sentia para ele.
         Soltei sua mão.
         - Essa garota me leva aos extremos Jake! – trinquei meus dentes.
         - É só relaxar ok? – ele sorriu – você sabe que ela não faz meu tipo.
         E quem faz o seu tipo Jacob Black? Me diz pra eu poder ir matar a guria pessoalmente. pensei.
         - Ah que seja! Vamos pra aula! – murmurei de mau humor.
         Ele me levou até minha primeira aula me deu um beijo no rosto e seguiu para sua aula.
         A aula de Biologia estava mortalmente chata, senti uma bolinha de papel me atingir e sorri ao ver que era a Lucy.
         Peguei-a e olhei o que estava escrito.
         Ness, choquei! O J. voltou pra ficar mesmo? Você conversou com ele?
         Fiz um beicinho e sabia que ela desaprovaria o que eu ia contar.
         Sim, pra ficar. Nós conversamos, mas ele só quer amizade L. :(
         Joguei em sua direção, ela olhou para mim incrédula e respondeu.
         Mas você se declarou como eu falei?
         Ela me olhava atentamente agora.
         Não, não tive coragem...
         Mandei e ela revirou os olhos.
         - Esse papel é sobre algum assunto que discutimos em sala? – o Sr. Hammings perguntou.
         - N-Não – respondeu Lucy enquanto a classe olhava para ela.
         - Então acho melhor guardar antes que eu leia na frente de todos. – ele falou ríspido e Lucy corou assentindo.
         O resto das aulas passou igual a essa, chata, desinteressante, mortalmente entediante.
         E finalmente o sino do recreio bateu e Nathan já estava ao meu lado.
         - Hey Ness... – ele sorriu – Ficou sabendo da festa que o Jeremy vai dar na casa dele?
         - Não... – murmurei procurando Jake.
         - Então, acho que ele vai convidar a Lucy... Você não gostaria de vir? – ele sorriu e eu parei para prestar atenção nele.
         Nathan era um garoto muito lindo, seus olhos azuis fariam qualquer garota da minha idade derreter e além disso seu rosto era perfeito demais até para um humano, assim como seu corpo. Mas eu não conseguia me sentir atraída por ele, mesmo quando todo o corpo docente me invejava por sentar ao seu lado e ter toda a sua atenção, eu não conseguia enxergá-lo como eu via Jake.
         - Jake pode ir junto? – eu sorri meigamente – Se não meu pai pode não deixar.
         Ele pareceu não gostar da idéia.
         - Pode, pode... – ele falou com desdém – contanto que você vá, já ta bom.
         Ele sorriu calorosamente e Jake veio em nossa direção, eu via sua mão tremendo e ele lançando um olhar furioso para o Nathan.
         - Vai se sentar com a gente hoje? – Nathan perguntou ignorando Jake a meu lado.
         Julgando pela expressão de Jacob era melhor não.
         - Não, vou sentar com a minha família hoje.
         - Tudo bem – ele fez uma careta – a propósito a festa é amanhã as 10h ok?
         - Ok, eu vou – sorri e dei um beijo em sua bochecha – até mais Nate.
         Deixei ele lá com uma expressão embasbacada e segui para o refeitório com Jake.
         - Nate? – ele falou de mal humor – Estão íntimos então?
         - Ah Jake – eu sorri – Ele é apenas um amigo.
         Era bom provar do próprio veneno Jacob Black? pensei enquanto vi ele com ciúme.
         - Sei – ele murmurou enquanto pegava a bandeja – Mas acho que ele não sabe disso.
         - Relaxe ok? – murmurei enquanto pegava minha comida.
         Eu não conseguia parar de sorrir, saber que Jacob tinha ciúme de mim já era algo, não era? 
         - E essa tal festa? – Jake murmurou quando sentamos ao lado de minha mãe e meu pai.
         - Ah, é do Jeremy... – eu sorri – Posso ir né pai?
         Ele me analisou por um momento.
         - Ah deixa ela ir Edinho! – tia alice murmurou – Você vai deixar eu vestir você não vai?
         Tia alice e suas manias loucas.
         - Contanto que não exagere... – suspirei – Vou tia.
         - Eba, eba eba! – ela batia palminhas animadamente enquanto o tio Jazz ria.
         - Mas eu nem deixei ainda! – Papai reclamou.
         - Deixou sim! – mamãe sorriu – Desde que o Jacob vá com você.
         - Nunca pensei que iria dizer isto mais... – tia rosalie começou – também me sinto melhor se o vira-lata for junto.
         Tio emmett começou a rir.
         - Olha baby, você não parece mais a Rose que eu conheço – ele riu.
         Todos começaram a rir.
         - Então, decido! Você vai a festa do Jeremy e eu arrumo você e o Jacob! – Tia alice sorriu amplamente – Nós podíamos sair também não é?
         - Sim! – tia Rose se empolgou – Faz tanto tempo que não saímos para dançar!
         - Isso ai baby, temos que mostrar para esse pessoal como se dança! – Tio emmett falou balançando a cabeça em um ritmo que eu acredito ser Rap.
         - Então vamos? – Tia Alie sorriu.
         - Por nós tudo bem! – Tia Rose sorriu.
         - E vocês vão? – tia Alie perguntou para mamãe e o papai.
         Minha mãe fez uma careta um tanto quanto engraçada.
         - Não sei – ela olhou para meu pai – Acho que vamos ficar em casa mesmo não é Edward?
         Ele a fitou intensamente e eu pensei que ele a engoliria com o olhar.
         - Definitivamente vamos ficar em casa.
         Todos nós rimos.
         - Discutindo sobre o buraco na cama de ozônio aposto. – tio Emmett brincou.
         E todos nós voltamos a rir, quando a sineta tocou.
         Esvaziamos as bandejas e o resto de minha família foi para sua aula, Jake estava do meu lado quando Lucy veio falar comigo.
         - Lucy, esse é Jacob – eu apresentei – Jacob essa é Lucy, minha amiga.
         - Oi – Jake sorriu e estendeu sua mão para Lucy que o cumprimentou acanhadamente.
         - Oi. – ela respondeu corando – Er, então Ness, você vai na festa do Jeremy? Eu vou...
         - Vou e Jake vai comigo também – eu sorri e ela entendeu – Você sabe onde fica a casa dele?
         - Ah ele mora duas ruas depois do Nathan, o numero da casa é 89.
         - Ook, a gente se vê por ai – dei um beijo em seu rosto.
         - Ah, tudo bem Julieta – ela riu e me deu um beijo no rosto também.
         - Tchau Jacob! – ela sorriu.
         - Tchau! – ele respondeu.
         Então Lucy iria? Boa ocasião para ela se resolver com Jeremy afinal!
         Nós começamos a andar e Jake me perguntou.
         - Por que ela te chamou de Julieta?
         - Ah, por que eu vou fazer o papel da Julieta na peça do colégio – eu sorri.
         - Hmm... – ele me analisou – E quem vai ser o Romeu?
         Eu corei, será que ele ficaria com ciúmes se eu falasse? Obvio! Eu sorri.
         - O Nathan.
         O meio sorriso que dançava entre seus lábios se estabilizou em uma careta, sim! Ele estava com ciúmes!
         - Por que isso não parece surpresa pra mim? – ela reclamou em um muxoxo – É só deixar você por uns dias e todo o cara dessa escola tenta se aproximar de você!
         - Ah Jake – abanei toscamente – Você está vendo coisa onde não tem!
         - Ah Renesmee! Nem vem me dizer que você não viu que o cara ta caidinho por você!
         Ele parou na minha frente, com o rosto a centímetros do meu e tudo o que eu quis foi beijá-lo agora mesmo.
         Quem eu queria que estivesse caidinho por mim, não está! Infelizmente.
         - Ah Jake, vai assistir sua aula... – sussurrei me afastando e indo para a aporta da sala – Encontro você depois!
         Ele deu de ombros e saiu.
         Yeah! Ele ficou com ciúme!
         Não que ele gostasse de mim, mas era normal amigos terem ciúme uns dos outros não era?
         As aulas passaram rapidamente desta vez, e logo já estávamos em casa.
         Jake ainda mantinha aquele beicinho fofo em seus lábios.
         - Ah Jake, para né! – eu sorri e apertei sua bochecha – Ele é meu amigo! E você não está animado com a festa de amanhã?
         - Nem um pouco. – ele fez uma careta.
         - Mas você vai deixar eu ir sozinha?
         - Obvio que não.
         - Então se anime ok? – sorri.
         Ele revirou os olhos enquanto eu entrava em casa.
         Só então eu vi uma familiar forma em pé encostado no sofá.
         - Nahuel! – eu sorri e corri para lhe dar um abraço apertado.
         - Renesmee! – ele sorriu e me pegou no ar, me girando em um daqueles abraços de urso.
         - Que saudade de você! – ele murmurou ao me colocar no chão – Como você cresceu garota! Está mais bela ainda do que antes!
         - Também tava com saudades! – sorri – Obrigado, você sempre foi muito gentil.
         Ouvi alguém limpar a garganta atrás de mim, Jake.
         - Ah! Esse é o meu amigo Jacob – eu peguei na mão de Jake – Jake esse é Nahuel.
         - Nós já nos conhecemos – Jacob falou taciturno.
         - É – Nahuel falou no mesmo tom de voz – Nos conhecemos.
         Eu notei a tensão entre eles e resolvi interferir.
         - Então Nahuel, como foi a viajem?
         Ele sorriu pra mim, Nahuel era bonito seu cabelo era castanho claro e ia até o seu queixo, seus olhos eram claros como mel, seu rosto não tinha nenhum defeito assim como seu corpo, mas mesmo assim jamais chegaria perto da beleza do meu lobo.
         Ele vestia uma calça jeans preta, uma blusa branca e uma espécie de cachecol, qualquer guria derreteria por seu sorriso extremamente branco e suas covinhas perfeitas, mas eu não conseguia ver mais que um bom amigo nele, apesar de eu saber que ele gosta de mim, de um jeito que Jacob ao menos tentaria matá-lo se soubesse.
         - Foi cansativo Ness, várias horas de avião e o fuso horário também é muito confuso. – ele me fitou – Você sabe que eu sou novo nessa vida de vegetarianos então eu ainda fico um pouco fraco.
         - É, no começo é assim mesmo, mas depois você se acostuma – sorri abertamente – e como estão suas irmãs?
         - Elas estão bem, ficaram um pouco relutante com a minha decisão de vir pra cá, mas estão bem, elas te mandaram lembranças.
         - Oh, obrigado! – eu sorri e cutuquei Jake – Jake, sabia que eu aprendi a surfar lá? Nahuel que me ajudou.
         - Sério Nessie? – ele falou com pouco interesse – Que legal.
         - É, as praias de lá são maravilhosas! Além daquelas que você viu no Sul, eu gostei de Fernando de Noronha também.
         - É, realmente um lugar muito bonito – Nahuel comentou ainda me olhando.
         - Eu imagino – Jake falou mau humorado.
         - Então Nahuel, já mostraram onde seu quarto vai ser e tudo mais?
         - Sim, estava esperando você chegar e já ia caçar.
         Ele sorria o tempo inteiro ignorando Jacob e eu podia sentir a tensão emanar dele.
         - Ah sim – eu sorri – Mas eu já cacei...
         - Tudo bem, eu não vou muito longe... A gente conversa depois Nessie.
         Eu assenti e ele veio até mim, pegou minha mão e a beijou demoradamente.
         Eu o achava super fofo, ainda mais por que ele fazia essas coisas mas eu senti Jacob tremer ao meu lado, ignorei o calor que eu senti no momento mas mesmo assim não pude deixar de sorrir abertamente para ele.
         - Eu adoro o seu sorriso – ele sussurrou ao passar do meu lado.
         Pude sentir sua voz rouca em meu ouvido o que me causou arrepios, mas não chegava nem perto da intensidade que eu sentia quando Jacob o fazia.
         Ele saiu sem esperar minha resposta ou algum protesto de Jacob.
         Eu olhei para ele, que estava vermelho de raiva, não pude deixar de corar.
         Mas o que Jacob queria afinal? Ele era apenas uma droga de amigo! Eu podia estar em seus braços agora mesmo, mas não, ele não me quer! Então é assim? Já que ele não quer ninguém pode querer?
         - Então é desse jeito que você passou dois anos sentindo minha falta. – ele murmurou raivoso.
         - Claro que não Jacob, ele não fazia essas coisas! – eu peguei sua mão – Eu era uma criança e se você quer mesmo saber ele que me ajudava quando eu chorava até tarde da noite! Para com esse ciúme bobo Jake!
         - Mas como? – ele soltou minha mão como se o queimasse – Se é só eu virar as costas que os pretendentes fazem filas atrás de você!
         - E me responde que culpa eu tenho, Jacob Black? – falei irritada, meus olhos já queimavam.
         Ele apenas me fitou intensamente e sem conseguir me segurar eu deixei as lágrimas caírem.
         Mas que droga! Ele mal tinha retornado e nós já estávamos brigando? Será que a nossa amizade vai se resumir a isso agora?
         Vi sua expressão mudar e assumir o tom de sempre, o de protetor.
         - Me desculpa Nessie – ele me abraçou – Me desculpa, é que eu ainda tenho que me acostumar com isso.
         A sua voz rouca em meu ouvido me fez tremer, as borboletas já voltavam ao meu estômago e todo meu corpo o queria, o desejava.
         Eu apenas afundei a minha cabeça em seu pescoço, sentindo seu cheiro almiscarado que eu tanto amo. Eu repreendi a parte insana de mim que queria beijá-lo e agarrá-lo assim como eu fiz em meu sonho, eu apenas senti o seu cheiro e o deixei me entorpecer, o deixei tirar todos os meus pensamentos de minha mente, me deixando focada em apenas uma coisa, apenas nesse maravilhoso homem-lobo a minha frente.
         - Tudo bem – murmurei e ele se afastou um pouco de mim.
         - Eu vou lá fora, preciso falar com Seth e os garotos novos do bando, eu volto já.
         - Você vai voltar mesmo não vai? – perguntei me sentindo patética.
         - Claro meu anjo – Ele beijou minha testa – Eu nunca vou conseguir ficar longe de você por muito tempo e aliás eu tenho uma divida a pagar não tenho?
         Eu já mencionei o quanto eu amo o sorriso dele?
         - Sim, eu vou cobrar – acariciei sua bochecha – volte logo, temos que estudar.
         Na verdade tudo o que eu queria era apenas ficar com ele, mas é obvio que eu não falaria.
         - Sim, eu vou tão rápido que você não vai nem ter tempo de sentir minha falta.
         Eu sorri, isso era impossível.
         Ele saiu e eu fui tomar uma ducha rápida.
         E o resto do dia passou assim, hora eu ensinava Jacob uma matéria, hora eu conversava com Nahuel.

6 comentários:

Eu to amando cada vez mais esta fic.
O jake e a nessie poderiam se entender logo néh, eu acho tao fofo esse ciumes dele =)
Capitulo perfeito
Parabens.
Beijos.

Oi est perfeito melhor ainda sera o jake
e a nessie se declararem na festa e nao
quero o nahuel no rolo nao rsrsrs

aff odeio o Nanhuel pq vc tinha que por ele hein?
vc autora naum responde aos comentarios nao? (aposto que nem le)
♥jake e nessie eternamente♥

Amei o capitulo esta lindo.
-
E essa festa vai dar o que falar!
-
Parabéns para escritora , que esta a cada capitulo muito melhor!
-
tem pessoas que não tem jeito mesmo!
ate o proximo !

waaaaaaaaa

eu amo essa fic!!

simplesmente d+

adorei o cap
mas esses joguinhos de fazer ciumes nunca dão certo
;/
nãovai acabar bem
ótimo cap
parabéns

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.