17 de jan de 2011

capitulo 71

Posted by sandry costa On 1/17/2011 2 comments


“Ainda que haja noite no coração, 
vale a pena sorrir para que 
haja estrelas na escuridão.”



Lobo Branco 


Narração Symon


Eu estava em casa descansando um pouco quando o telefone começou a tocar...
Alguns dias atras nós sentimos um cheiro estranho na fronteira entre La Push e Forks.
Desde então nós nos revezavamos dia e noite, mais sejá lá quem fosse que estava rondando Forks e La Push, desapareceu sem deixar rastros.
-Symon acorda - falou uma voz baixa, mais eu estava cansado demais pra identificar quem era.
-Symon! - chamou outra vez.
Eu abri os olhos, Julie estava em pé na minha frente.
-O que foi? - perguntei meio grogue.
-Nossa voce esta um bagaço - falou.
Eu assenti, precisava mesmo de uma boa noite de sono.
-Seth ligou, disse que estava indo pra casa, Embry vai ficar lá ate voce chegar, Quil também já esta indo pra lá - disse ela hesitante.
Eu me levantei do sofá e fui ate o banheiro lavar o meu rosto.
-Voce tem mesmo que ir? - ela perguntou.
Eu assenti.
-Não se preocupe comigo,estou bem - falei tranquilizando-a.
-Tem certeza?
-Sim, se eu ficar cansado venho pra casa
-Tudo bem - ela suspirou.






(...)






Quando cheguei no lugar combinado, Embry veio em minha direçao já na forma humana.
-Oi Symon - disse ele - As coisas estão normais por enquanto, Quil esta no limite entre La Push e Forks, Jacob e Collin vão assumir de manha.
Eu acenei com a cabeça, ele se virou e foi embora.
Depois de um tempo, eu senti um cheiro doce bem proximo dali, o mesmo cheiro que estavamos procurando a dias, corri na direçao em que ele estava, parecia ficar cada vez mais forte.
Uma vampira estava lutando com um lobo, um lobo branco que eu nunca tinha visto antes, ele estava tendo dificuldades ao lutar contra a vampira que o atacava, e por alguma razão, eu senti vontade de ajuda-lo, senti uma angustia muito grande ao ver ele ali nos braços daquela vampira, como se ele fizesse parte de mim, como se eu o conhecesse.
Caminhei lentamente entre as arvores, tentando nao pisar nos galhos de arvore pra não fazer barulho, o lobo branco percebeu que eu estava ali, ele tentou distrair a vampira a medida em que eu me aproximava.
O lobo branco se afastou, eu pulei em cima da vampira por tras e ela caiu no chao, consegui arrancar seu braço, mais ela era forte demais e lutava violentamente.
"Quil, eu preciso de ajuda, se estiver me ouvindo venha por favor" falei sem saber se Quil realmente me ouvira.
"Symon? Symon onde voce esta?" a voz de Quil entrou em minha mente, mais nao era mais que um sussurro, ele estava longe demais.
"Na floresta, em Forks um pouco depois da fronteira" respondi.
"Estou indo" disse ele, sua voz já estava ficando um pouco mais proxima.
O lobo branco pulou pra cima da vampira outra vez, eu consegui me livrar dos braços dela, mais ainda sim, ela insistia em lutar.
E comum golpe serteiro, ela conseguiu derrubar o lobo branco no chão, eu escutei os ossos da costela do lobo estalando, puder sentir a dor que ele sentia.
"Não!"
Nao suportei ver aquele lobo gemendo de dor, ataquei a vampira por tras e consegui decapita-la, Quil chegou logo em seguida.
"Symon, esta tudo bem?" perguntou ele
"Agora está" respondi.
Corri para o meio das arvores, ele me acompanhou, voltamos a forma humana e fomos ajudar o lobo branco.
-Sabe quem é? eu nunca o vi por aqui - perguntei.
-Sim... - respondeu ele nao querendo terminar a frase.
Observei o lobo caido no chão aos poucos voltar a forma humana...
Não, nao podia ser, eu nao conseguia acreditar naquilo.
Ela agora tremia de frio, eu nao sabia o que fazer.
-Isabell? - aquilo era inacreditavel.
-Symon, leve ela pra casa, ela pode piorar - disse Quil - Eu vou ir falar com os outros.
Eu assenti.

2 comentários:

wau ta bonito gostei muito!!!

ass:mariana

ai meu deus ele nunca tinha visto ela de lobo e quando ve ela esta em apuros...
muito lindo beijusss

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.