25 de jan de 2011

capitulo 73

Posted by sandry costa On 1/25/2011 1 comment

Uma lagrima


Narraçao Symon






Cheguei em casa morto de cansaço, a única coisa que eu queria fazer agora, era deitar na minha cama e dormir.
-Symon é voce? - perguntou Julie, sua voz vinha da cozinha.
-Sim, sou eu - respondi sentando no sofá.
Ela veio ate a sala conferir.
-Esta tudo bem? - perguntou ela.
-Agora esta - falei.
-O que aconteceu? - perguntou ela já ficando nervosa, e se sentou ao meu lado.
-Isabell foi atacada - falei, Julie levou as mãos ate a boca.
-Mais como isso...
Eu a interrompi e achei melhor explicar tudo o que tinha acontecido.
-Quando eu sai de casa, fui direto para o lugar que tinha combinado, uns minutos depois eu escutei um sussurro de alguem pedindo ajuda, nao imaginei que fosse ela, embora a voz nao me parecesse estranha, e logo depois senti um cheiro muito forte adocicado que adentrava a floresta onde eu estava, comecei a andar na direçao em que ele levava, quando cheguei no lugar, vi um lobo branco brigando com uma vampira, não pensei duas vezes e fui ajuda-lo, querai descobrir quem era o lobo, nunca tinha visto ele antes. Nós conseguimos vencer a vampira, mais antes que isso acontecesse, a vampira agarrou o lobo branco e quebrou todos os ossos da costela do lado direito... - hesitei, de repente eu vi toda a cena se repetindo em minha mente, o que senti naquela hora, pensei que fosse perde-la pra sempre, pensar nisso fez com que uma lagrima rolasse por meu rosto, Julie nao comentou nada, mais eu percebi que estava preocupada comigo.
-Mais esta tudo bem, não é? - ela quis saber.
-Sim - sussurrei.
Depois de alguns segundos ela disse:
-Nao gosto de ver voce assim - falou - Voce precisa se animar.
-Me animar como? - perguntei.
-Eu nao sei - murmurou.
-Otimo, quando souber me avise - falei levantando e indo ate a cozinha.
-Eu sei que voce gosta dela e que esta triste com que aconteceu, mais voce nao pode ficar assim a vida toda.
-Nao tem noção do que eu sinto por ela - disse rispidamente.
Julie se suepreendeu com meu tom de voz.
-Ei! nao precisa brigar comigo por isso - falou.
-Nao ou brigar com voce.
-Ok, então o que acha de visitarmos o papai? - perguntou.
-Voce voltou da casa dele semana passada - falei.
-Eu sei, mais voce nao ve ele ha muito tempo, ele esta com saudades - murmurou.
Minha relaçao com meu pai tinha ficado um pouco estranha desde que ele se mudara, eu quase nao ia na casa dele, mais Julie tinha razão, eu nao podia ficar assim a vida toda.
-Acho que nao seria má ideia fazer uma visita - falei.
Ela sorriu levemente
-Eu vou pensar - murmurei.
-Isso já é um começo - disse ela.
Eu assenti.
-Vou dormir um pouco - falei saindo da cozinha, indo para o meu quarto.
-Tudo bem, boa noite.
-Boa noite - sussurrei apagando as luzes.

1 comentários:

nossa pra q todo esse sofrimento vai la homem e fala tudo o q vc sente....
beijussss tava lindo

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.