16 de fev de 2011

capitulo 14

Posted by sandry costa On 2/16/2011 4 comments


Despedida, Viagem.


 Narradora

Antes de voltar à cabana, Oliver ficou pensando por um longo tempo em uma boa forma de colocar seu plano em prática sem que ninguém desconfiasse.
Rachel voltou para cabana com a desculpa que havia ido caçar e que com isso tinha ido falar com Oliver sobre o fato de poder ir a Seattle.
Os dias estavam se passando lentamente, desde a conversa na floresta Rachel e Oliver não se falavam, apenas trocavam olhares evitando o máximo possível provocar desconfiança em Xavier, afinal nessa altura do campeonato, nada, absolutamente nada, podia dar errado, caso ao contrário eles estariam em grandes encrencas com os Volturi.

Rachel

Tudo estava saindo perfeitamente bem, perfeito até de mais.  Eu arrumei tudo para fim de semana. Oliver iria para o aeroporto de Seattle e lá iria para algum lugar que ele ainda não sabia. Tratei logo de arranjar dinheiro para as passagens, comprei roupas novas pra ele e para mim. Eu iria precisar quando ele viesse me buscar. 
Conversamos sobre a possibilidade de eu ir com ele, mas o que eu posso fazer? Ele não quer que eu vá, ele diz que vai ser melhor eu ficar e depois vim me buscar. Não vou mentir, eu estou realmente com medo. Tenho medo de que ele não venha me buscar, tenho medo que ele não embarque em um avião em Seattle e fique por lá mesmo.
Você precisa acreditar nele Rachel, ele é sua única esperança” Essa voz vinha na minha mente, mas era interrompida por outra “Ele não vai vim te buscar, ele irá ficar com aquela humana ridícula e irá te abandonar”.  Não, não, isso não. Ele jamais faria isso Rachel, ele te ama e você o ama e é só isso que importa.
-O que é que está acontecendo meu amor? –Sai dos meus devaneios com Xavier sussurrando ao meu lado.
-Nada só estava pensando em uma coisinha. –Menti lhe dando um sorriso malicioso.
Estávamos no quarto nos amando como sempre. Se eu não amasse o Oliver não ficaria mais nenhum minuto com Xavier na cama, só em saber que ele me usa o ódio me consome, mas o que eu podia fazer? Mesmo sendo vampira ele me dava prazer.
-Rachel? –Ele me chamou.
-Sim?
-Você esta tão distraída amor, me diz o que esta havendo.  –Ele perguntou com um tom de preocupação em sua voz.
-Eu estou bem. –Acariciei seu rosto. –Só estava um pouco preocupada, mas deixa já passou. –Colei nossos lábios antes que ele pudesse falar mais alguma coisa.  Inverti a posição que estávamos fazendo com que ele ficasse por baixo e eu por cima.
-A cada dia que se passa eu te amo mais sabia? –Ele disse passando suas mãos pelas minhas coxas.
-Eu sei disso seu bobo. –Disse convencida, mas no fundo sabia que era mentira.
-Sabe é? –Ele disse me puxando invertendo as posições e ficando por cima novamente.
Amamo-nos muito naquele fim de tarde.  A vantagem de ser vampiro é que nunca nos cansamos de fazer isso, ou fazer qualquer outra coisa. 
Naquela mesma tarde Oliver veio nos comunicar sobre sua partida, bem ele veio comunicar a Xavier que para meu total espanto ficou surpreso com tudo aquilo. Acho que ele não tinha pensado que sem Oliver ao seu lado, não teria mais ninguém que o protegesse. E aquele dia foi a primeira vez que eles realmente brigaram.

Flash Black On.

Oliver entrou batendo na porta, eu e Xavier estávamos sentados no sofá abraçados. Oliver passou por nós e parou em nossa frente.
-Posso saber o que é que aconteceu Oliver? –Xavier perguntou.
-Eu estou indo embora. –Oliver respondeu sem cerimônia.
 Eu olhei para o Xavier e ele olhou para mim e deu uma sonora gargalhada, como se não estivesse se importando com nada daquilo.
-Pode ir eu não ligo. –Ele disse.
-Ótimo espero que não ligue mesmo. –Oliver se retirava da sala quando eu peguei seu braço e o fiz se virar para mim.
-Você esta louco? –Sussurrei para que o Xavier não ouvisse.
-Ninguém se importa que eu vá então que fique ai com ele. –Ele disse indo em direção ao quarto.
Virei-me para Xavier e perguntei.
-Você vai o deixar ir?
-Eu sei que ele não vai. –Disse convencido.
-Tem certeza? –Perguntei.
-Sim, eu tenho certe... - Nesse momento Oliver passa por nós com uma mochila. Não me pergunte aonde ele conseguiu isso.  Xavier levantou rapidamente do sofá e o parou antes de chegar à porta.
-Você só pode estar brincando comigo.
-Eu disse que ia embora Xavier. Não me importa o que você acha ou deixa de achar, eu já estou indo e agora sai da minha frente. –Oliver disse empurrando Xavier para o lado, mas o mesmo agarrou seu braço e com um só movimento o atirou contra a parede atravessando a sala.
-Você não vai sair desta cabana, esta me ouvindo. –Xavier gritou.
Oliver se colocou de pé novamente com um pulo e correu em direção a Xavier. Xavier tentou se esquivar do golpe abaixando, mas Oliver já havia visto seus movimentos e antes que pudesse se abaixar ele o puxou pelo tornozelo e o arremessou contra a parede o prendendo logo em seguida.
Eu estava em choque com tudo aquilo. Pela primeira vez eu vira Xavier e Oliver em uma briga. É claro que eles se odiavam, mas nunca desde que me transformei presencie uma luta dos dois. Isso foi horrível. 
-Você não pode ir! –Xavier exclamou enquanto Oliver o soltava. –Eu não vou permitir isso, vou te rastrear onde você estiver. Eu não vou ficar sem proteção Oliver! –Eu podia ver a fúria nos olhos do Xavier e sabia que ele estava falando a verdade.
-Você até pode me rastrear, mas não interessa. Eu não me importo com você e seu plano. –Oliver afirmou.  E saiu pela porta me pedindo para segui-lo.
Flash Black Off.

Desde aquele dia Oliver e Xavier não se olhavam. Oliver não foi embora ele só disse aquilo porque queria falar comigo, mas o que eu podia fazer? Estava na beira do abismo. Às vezes fico pensando se não é melhor ficar com Xavier e deixar que as coisas aconteçam naturalmente, mas depois me lembro do Oliver e dos Volturi e vejo que o melhor é fugir enquanto tenho tempo.
-Rachel?
-Hum.
-Eu estava pensando. Porque nós não tiramos umas férias? –Ele perguntou.
-Que horas são? –Perguntei me levantando da cama enrolada no lençol.
-São 15h30min por quê? –Xavier perguntou levantando da cama também.
Peguei minhas roupas que estavam no chão, me vesti rapidamente  e sai porta a fora ouvindo Xavier me chamar.

Oliver.

Rachel estava uma hora atrasada.  Isso iria dificultar as coisas. Eu precisava me despedir dela. Por mais que isso fosse difícil eu teria que me despedir e quem sabe algum dia cumprir minha promessa.
-Oliver? –Me virei e vi Rachel vindo na minha direção.
-Você demorou, achei que tivesse acontecido algo. –Disse indo ao seu encontro e a abraçando.
-Você tem mesmo que ir? Quero dizer nós podemos pensar em outra coisa. –Ela disse com a cabeça baixa.
-Você sabe que eu tenho que ir, não tem outra solução.
-Eu tenho que te dar uma coisa. –Ela disse quando nos separamos mudando de assunto.
-O que? –Não contive a curiosidade.
-Eu roubei uma coisinha pra você, acho que vai gostar.
-Ta me deixando curioso.  –Confessei.
-Vem comigo. –Ela disse me puxando mata adentro.
***
Caminhamos por alguns segundos apenas e chegamos até a clareira mais próxima.
Não acreditava no que estava vendo. Ela havia roubado isso para mim? Que perfeito. Rachel era um máximo sem duvidas.
-E ai gostou? Ela perguntou se aproximando mais do meu novo presente.
-Você ainda pergunta. Eu amei Rachel, isso é perfeito, muito obrigado. –Não contive um sorriso e a puxei para mais um abraço e um beijo cheio de amor.
-Sabia que você ia gostar. Acho que vai precisar para chegar ate Seattle. –Ela caminhou em volta daquela belezura e completou. –Ouvi dizer que essa moto aqui é bastante rápida.
Sim eu havia ganhado uma moto. Uma moto não, A moto.  Uma autentica Hayabusa preta e vermelho vinho com detalhes cromados que chamavam a atenção. Nossa, era perfeita.

(ignorem a moto que está na capa)
-Para de babar Oliver, é só uma moto. –Rachel disse fechando a cara.
-Eu sei, mas é que isso é de mais. –Disse passando minhas mãos na lateral da moto.
-Tudo bem. Acho melhor você ir, já esta ficando tarde, vá antes que Xavier venha, será melhor você ir sem avisá-lo.
-Tem razão. Acho que chegou a hora não é mesmo. –Tirei minha atenção da moto e a voltei para Rachel que me olhava com os olhos marejados. Isso mesmo ela estava chorando. Ela conseguia chorar por conta de seu poder. Isso me deixou chateado e me fez sentir pena dela.
Aproximei-me de seu lindo rosto e sequei suas lágrimas que escorriam.
-Não chora meu amor. Eu prometo para você que vou voltar. –Disse tentando acalmá-la.
-Promete pra mim que vai voltar? Por favor, Oliver não suma e me deixa aqui, se os  Vol...
-Shhh. –Eu a abracei antes que falasse mais alguma coisa.  –Eu prometo que vou voltar meu amor. Não pense isso, eu vou voltar antes que algo aconteça. Eu prometo pra você.
Sai de seus braços para poder olhar seus olhos enigmáticos que tanto me fascinam.
-Não fique assim. Você sabe que é preciso.  
-Você precisa fazer isso, é a nossa única chance. Mesmo que precise ficar longe eu não vou deixar de te amar, sempre estarei com você. –Ela disse voltando a me beijar e a chorar.
-Eu vou ok? Vou para uma cidade qualquer e faço minha vida. Só volto quando você me disser que esta tudo bem. Não deve se preocupar comigo, não importa onde eu esteja eu sempre vou te amar.  –Disse abraçando-a mais forte enquanto ela soluçava em meus braços.
-Vai antes que Xavier venha. –Ela disse enxugando as lágrimas.
Acaricie seu rosto com minha mão tentando guardar comigo cada expressão, cada traço daquele rosto angelical. Eu iria ficar muito tempo sem vê-la, mas era necessário.
-Isso não é um beijo de despedida... –Disse juntando nossos lábios. Minha língua explorava cada pedacinho daquela boca tentando guardar cada lembrança comigo.
-É um beijo de até breve. –Ela completou separando nossos lábios.
Dei um singelo beijo em sua testa e caminhei em direção a moto. Subi nela e rodei a chave a ligando. Pilotei até a estrada principal e olhei pelo retrovisor. Rachel não estava mais lá. E nunca mais estaria. E era isso que eu queria.

4 comentários:

ah eu amei o cap viu??
ta muito vom
parabéns
triste com a despedida. çç
Beeeijos

Nossa! *-* que cap de mais! cara super emocionante! \o/
Amei e super querendo mais! *-*

nossa muito bom
pra onde será que o Oliver vai,
to curiosa pelo p´roximo cap. , rs
a fanfic está otima!
beijos jess

ok////////////////// eu me perdi um pouco nesse finalzinho.
mais o cap em si estava magnifico e vc de parabens
beijusss

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.