11 de fev de 2011

capitulo 13

Posted by sandry costa On 2/11/2011 4 comments


Decisão


Oliver:

Sai da cabana bufando de raiva. Que droga se já não bastasse esse plano ridículo do Xavier, Rachel vem com essa de “quero conversa com ele a sós”.  Que diabos é isso agora? Nunca teve coragem de levantar a voz com ele agora vem gritando e me mandando sair como se fosse à dona da verdade ¬¬’
            Já disse o quando odeio esse jeito das mulheres? Pois é, são todas iguais, só mudam de endereço. Tentam te controlar, tentam mandar em você com se fosse um animalzinho de estimação, mas na hora que mais precisa é o idiota aqui que ajuda sem ganhar nada em troca. E vocês podem me perguntar. E você faz alguma coisa quando ela pede? Eu não disse que os homens são idiotas, então é claro que eu faço, como se eu fosse falar um não pra ela, não sou louco. 
***
Sai da cabana e comecei a andar pela floresta. O que será que eles estão conversando? Será que estão bolando algum plano melhor? Ou eles estão se amando? Argh! Odeio quando fico curioso. Isso me da muita raiva. Eu queria mesmo é ir lá derrubar aquela porta e tirar Rachel dali o mais rápido possível. Não Oliver. Controla-se você precisa pensar em um plano, esquece os dois, pensa em algo, pensa, pensa. Coloquei minhas mãos na cabeça tentando formular algo, mas foi em vão, não conseguia pensar em nada.
-Oliver. –Olhei para trás e lá vinha Rachel com seu lindo sorriso no rosto. Ela fica tão feliz assim depois de fazer amor com o Xavier?
 -O que é? –Disse ríspido.
-Precisamos conversar. –Ela disse se aproximando e ficando frente a frente comigo.
-Não quero falar com você. –Disse me virando e caminhando floresta adentro.
-Porque não? –Ela perguntou me seguindo.
-Por quê? Por quê? –Disse me virando e a encarando. –Porque isso agora heim? Você nunca foi de ter essas conversas em particulares com o Xavier e agora você vem com essa. Ah! Rachel faça um favor pra mim ta. Vê se me esquece. –Só agora fui perceber que estava gritando. Mas fazer o que? Eu estava estressado.
-Você esta com ciúmes? –Ele perguntou debochando.
-E seu tiver heim? Tem algum problema nisso? –Disse cruzando os braços sobre o peito.
-Não, não! É que eu não pensei que você teria ciúmes de mim. –Ela disse a ultima parte em um sussurro com a cabeça baixa.
-Rachel! –Ela ergueu a cabeça e me olhou. –Como você acha que eu fico quando você se tranca naquela cabana com o Xavier? Você acha que eu dou pulinhos de alegria? Acorda Rachel, além de ele te usar você fica lá fazendo amor com ele enquanto o imbecil só te usa.  –Sabe quando falamos algo e nos arrependemos, pois bem eu disse algo agora e me arrependi.
-Não precisa ficar me lembrando. –Ela disse com uma expressão de raiva. –E só para você saber eu não estava trancada com o Xavier o amando estava o convencendo a bolar um outro plano ok? –Ela estava gritando comigo? Era isso mesmo ela estava gritando.
-E tem mais uma coisa Oliver. Eu não vou contar mais nada pra você, quero que você se...
-Abaixe o tom de voz pra falar comigo Rachel Sarah Bilson. –Eu a interrompi falando em um tom mais alto que o dela. Só um aviso, nunca grite comigo. Ela me olhava incrédula com certeza não acreditava que eu havia gritado com ela e também havia falado o seu nome inteiro, mas o que eu posso fazer sou eu que mando aqui e não ela.
Ficamos em um silêncio constrangedor. Ela me encarava e eu a encarava.
-Você não vai me dizer? –Perguntei um pouco mais calmo.
-Vou. –Ela disse.
-Então diz. Qual é o seu plano? –Perguntei não contendo minha curiosidade.  Rachel deu um longo suspiro e disse:
-Eu acho melhor você voltar para Seattle e ficar com Catherine. –Eu estava em choque, se é que isso é possível. Eu estava ouvindo bem? Ela queria que eu fosse para Seattle? Não, não isso jamais.
-Você esta louca. –Esbravejei. –Jamais voltarei pra Seattle Rachel, não posso.
-Pode e deve. –Ela disse.
-Porque eu vou ter que ir? –Perguntei já com raiva. Nada disso estava fazendo sentido.
-Eu bolei um plano para nos sairmos dessa digamos que vivos Oliver, mas para isso dar certo você terá que ir para Seattle. –Ela disse se sentando no chão e esperando minha resposta.
Eu estava perplexo. Não estava acreditando, era esse seu plano? Isso é loucura.
-Eu não estou entendo aonde você quer chegar com esse plano Rachel. –Disse me sentando a sua frente cruzando as pernas.
-Preste atenção Oliver - Ela disse pegando minhas mãos e olhando nos meus olhos. – Pelo que eu pude entender Xavier quer matar os Volturi e dominar Volterra, mas para isso ele precisa de aliados, certo? –Ela perguntou e eu assenti. –Então a minha idéia é que você vá para Seattle e tenha um envolvimento com a Catherine e depois nos vamos até Volterra e falamos para os Volturi que quem teve este relacionamento foi o Xavier, afinal nem você e nem eu queremos estar nessa luta. –Ela disse com um sorriso divino nos lábios se orgulhando pela idéia que eu não gostei.
-Eu não vou para Seattle. –Disse me levantando.
-Porque não? –Ela se levantou também.
-Não tem lógica Rachel. Você sabe muito bem que nos vampiros não podemos nos relacionar com humanos e também sabe que isso não dará certo.  –Disse tentando de alguma forma que minhas palavras tirassem esse plano da cabeça dela.
-Você tem alguma idéia melhor? –Ela disse cruzando os braços sobre o peito.
-Tenho. –Eu afirmei a olhando. -Eu não vou para Seattle, mas também não vou ficar aqui. Eu vou para qualquer lugar, mas menos para Seattle.
-Mas quem vai ter este envolvimento com Catherine? Mais cedo ou mais tarde os Volturi vão vim atrás de nós.
-Isso tudo está muito estranho Rachel, o único jeito de fazermos isso é fugindo.
-Mas para onde? –Ela me perguntou.
-Eu não sei, mas não vamos ficar aqui por muito tempo, temos que ir embora enquanto der. -Disse a olhando com amor. Ela tinha que acreditar nas minhas palavras para meu plano dar certo.
-Então vamos fugir juntos? - Ela propôs.
-Sim, mas antes de tudo. Eu vou sair daqui sozinho dando a desculpa para Xavier que vou para Seattle e você fica.
-Por quê? Porque eu tenho que ficar? –Ela perguntou emburrada,
-Porque é o jeito. Eu vou embora faço minha vida e quando todo estiver certo eu venho te busca. –Disse me aproximando. Peguei suas mãos e as coloquei em meu pescoço. Coloquei meus braços em sua cintura e aproximei meus lábios do seu. A beijei com amor e ternura, mesmo não querendo.
-Fica tranqüila Rachel, eu vou, mas eu volto para te buscar - Disse passando minha mão em seu rosto.
-Acho bom mesmo. –Ela disse sorrindo.
-Faz um favor para mim? –Pedi
-Sim.
-Volta para cabana e fica com Xavier, ele já deve estar ficando preocupado com nosso sumiço.
-Tem razão, então eu vou ta, mais tarde a gente conversa sobre isso. –Ela disse me dando um selinho e caminhando em direção à cabana.
Ótimo Oliver, agora esta tudo certo. Desde que eu me transformei está é a melhor idéia que eu tive. Agora sim eu poderei ficar com a mulher da minha vida.

4 comentários:

*-* Ta dimais! e eu to super ansiosa por mais! *-*
Amo mesmo a fic e to lendo sempreee!

Oxii amei o cap Jess
ta muito bom
a fic ta cada vez melhor e eu cada vez mais viciada nela
Anciosa pelo p´roxim
Beeeijos

to curiosa, muito boa a fic!
sera que o OLIVER vai ficar com a Rachel ou com a Catherine ?
brjos e continua assim , jéssica

nossa um plano mais mirabolante q o outro rsrsrsrsrsrsr
cap incrivel e vc esta de parabens
mais confesso q nao entendi muito nao...mais nao faz mal eu quase sempre nao entendo muito logo de primeira...rsrsrsrskkkkkkkk
mais estava lindo
beijusss

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.