28 de mai de 2010

Lembranças

Posted by Daniella On 5/28/2010 4 comments

Depois do banho eu entrei no closet e peguei uma blusa branca, uma calça preta e o all star cinza, amarrei meu cabelo para cima e deixei minha franga caindo no meu rosto o tampando. Fui até a varanda, já estava à noite, fiquei ali observando a lua e as estrelas que faziam companhia para a lua, as estrelas que nunca abandonavam. Por que o Cayo teve que me deixar?
-Por quê? –disse em um sussurro. O vento soprou forte jogando a minha franga para trás deixando o meu rosto à mostra, fechei meus olhos e fiquei imaginando o rosto do Cayo, o rosto que eu nunca mais viria, o rosto que eu levaria sempre comigo.
-Cayo eu te amo. –disse novamente em um sussurro, lagrimas começaram a sair dos meus olhos sem a minha permissão, era inevitável não chorar. A saudade estava me matando, por que o Cayo se foi? Ele não tinha o direito de partir e me deixar ele devia ter me levado junto com ele. Me deu vontade de gritar, mas se eu gritasse ali os outros ouviriam e viriam aqui saber o que tinha acontecido, então pulei da varanda e caindo em pé na entrada da porta, dei me o direito de olhar rapidamente para trás e tinha um par de olhos dourados me olhando, não liguei para eles e comecei a correr, corri muito, sabia que estava longe o bastante para eles me ouvirem, subi encima de uma árvore e comecei a gritar.
-Por que Cayo? Por que você me deixou? Eu ti amo será que isso não é o bastante para você saber que se fosse preciso eu morreria junto com você? Cayo! Cayo! Cayo! Me responda.
Eu ti amo. Ah ah ah ah... Cayo eu ti amo. Sempre ti amarei. –desci da árvore e voltei para a casa dos Cullen, entrei pela minha janela, me olhei no espelho e os meus olhos estavam vermelhos, mas não por eu ser uma vampira eu tinha certeza e sim por causa do meu choro inevitável.
Olhei para trás e tinha uma bandeja com um pedaços de pizza e um copo de refrigerante, fui até a cama e devorei os pedaços de pizza e depois tomei o refrigerante. Coloquei a bandeja no chão tirei o all star e me deitei.
As lembranças do Cayo em minha mente não desaparecia, era como se ele tivesse levado com ele um pedaço do meu coração e deixado uma dor profunda em mim, mais eu sabia o que fazer para pelo menos amenizar essa dor, eu ia matar o Santiago mais primeiro o Edward disse que eu precisava me controlar, ter um controle para não atacar os humanos que estavam próximos de mim, mas esperai se eu tinha absorvido a memória do Carlisle com certeza eu teria absorvido seu controle não é verdade? Então não tinha para que eu esperar mais para ter a minha vingança, partiria amanhã de volta para o Brasil. Adormeci e tive sonhos felizes com o Cayo.

(Edward)

Logo que a Nessie levou a Nick para o seu quarto, eu sai de casa e fiquei lá fora, fiquei olhando as estrelas, passaram se alguns minutos, eu conseguia ouvir os pensamentos da Nick, e aquilo era triste. Ela pulou de sua janela –ela queria gritar, isso poderia ajudar. –e não ligou quando notou que eu estava a observando, ela correu. Ela estava longe o bastante para eu não a ouvir.
Ela estaria com fome, eu fui até uma lanchonete ali perto e comprei alguns pedaços de pizza –ela disse que estava com vontade de comer pizza então essa seria uma boa opção. –e um refrigerante. Depois entrei na cozinha sem que ninguém me visse peguei uma bandeja e deixei a pizza e o refrigerante no quarto da Nick, e sai rapidamente. Depois fui para a sala.
-Onde está o Seth? –perguntei entrando. Eu precisava falar com ele, ele tinha tido o impriting com a Nick e isso não era uma boa coisa, ela ama o Cayo apesar dele não estar vivo e não vai ser fácil para ela esquecer ele. O Seth vai ter que ter muita paciência até que ela se acostume com a morte do Cayo e com todo o restante.
-Ele foi embora. –me respondeu Jake.
-Ele ti contou né? –perguntei. Ele sabia do que eu estava falando.
-Sim, e isso é péssimo não é mesmo?
-De certa maneira, ele vai ter que ter muita paciência com ela, e vai ter que chegar aos poucos ela ainda não esta muito conformada com a morte do Cayo. –o restante da família não estava nos entendendo.
-Sobre o que vocês estão conversando? –perguntou Bella.
-O Seth teve o impriting pela a Nick. –todos ficaram surpresos.
-Com a Nick? –disse Bella.
-Coitado. –disse Rosalie.
-Nossa isso é surpreendente. –disse Carlisle.
-È verdade. –eu disse. “Eu ia matar o Santiago mais primeiro o Edward disse que eu precisava me controlar, ter um controle para não atacar os humanos que estavam próximos de mim, mas esperai se eu tinha absorvido a memória do Carlisle com certeza eu teria absorvido seu controle não é verdade? Então não tinha para que eu esperar mais para ter a minha vingança, partiria amanhã de volta para o Brasil.”
-Ah não. –disse. Ela ia embora para matar o Santiago? Todos me olharam confusos.
-A Nick quando ela tocou no Carlisle ela conseguiu um controle e eu disse a ela que ela só poderia chegar perto de pessoas novamente quando tivesse um controle, então ela vai para o Brasil amanhã matar o Santiago.
-Ela vai matar o Santiago? –perguntou Nessie.
-Sim.
-Mas como? Ela não pode. –disse Bella.
-Ela vai embora? –perguntou a Nessie.
-Ela não vai embora tecnicamente ela vai apenas matar o Santiago e acho que depois vai voltar, pra onde mais ela pode ir?
-Ela vai amanhã? –perguntou Carlisle.
-Sim, vamos falar com ela antes dela ir embora. –todos assentiram.


O que estão achando? Se tiver comentarios até a noite eu posto mais um! :)
Comentem! Bjsculos^^

4 comentários:

A fic ta ótmiaaaa
parabéns... S2
por favor posta mais um!

Muito show! eu ja disse que amo essa fic?

Axo q sim! mais td bem EU AMO ESSA FIC! *-*


By:Aya/Bruh...

Finalmente todos estão sabendo que o Seth teve seu tão esperado imprinting!
Nossa deu dó da Nick, coitada! Ta sofrendo tanto pelo Cayo né! Até eu fico triste quando lembro que ele morreu ='[!
Fico imaginando como ele vai contar pra ela.. ele realmente vai precisar de muita paciencia.
To amando sua fic Dany!! Parabens!
POsta mais um, por favor?
Bjuss

dany dany dany dany PARABENS PARABENS

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.