29 de mai de 2010

Quando um anjo se torna humano

Posted by sandry costa On 5/29/2010 1 comment

[justo]Nicky era uma garota muito especial, que desceu a terra para cumprir uma missão, mas ela não sabia ao certo qual era essa missão. Passaram-se três anos e na convivência com os humanos e ela acabou esquecendo que era um anjo, até que conheceu um garoto chamado Daniel.
Sem perceber ele foi entrando lentamente na vida dela e eles se tornaram grandes amigos, ela não lembrava a primeira vez que o havia visto, mas já não conseguia parar de vê-lo, sentia uma imensa necessidade de estar ao lado dele. Quando ficaram pela primeira vez juntos ela descobriu que Daniel escondia alguns segredos e por mais que insistisse ele nunca se abria com ela.
Depois de um tempo ela percebeu que o sorriso que ele tanto ostentava para todos era falso e que ele era um garoto triste e depressivo. Nicky também se descobriu perdidamente apaixonada por ele e Daniel já confiava inteiramente nela, então lhe contou o que tanto escondia, a culpa pela morte da irmã dele.
A partir daquele momento ela entendeu por que haviam se aproximado, havia finalmente entendido que aquele rapaz era a sua missão na terra, então começou ajudá-lo a ver que ele não tinha culpa e que foi um desígno de Deus que a irmã dele tivesse que partir desse mundo.
Ela mostrou a ele o quanto a vida era maravilhosa e que ele era merecedor de todas as bênçãos que Deus reservou para ele.
O trabalho foi árduo, pois quanto mais ela tentava fazê-lo sentir-se melhor mais a família dele o colocava para baixo e muitas vezes ela se sentia derrotada devido a isso, mas continuava com o que lhe foi ordenado.
Poucos dias depois de ter descoberto o grande progresso que havia feito com ele, Nicky sentiu uma dor muito forte no peito e ficou o dia inteiro angustiada.
No dia seguinte ela meditou e pediu que lhe fosse revelado o que toda aquela angustia representava. A tarde foi encontrar Daniel na praça e ao abraçá-lo a dor que sentiu foi tão forte que ela finalmente entendeu o que seu coração estava tentando lhe dizer no dia anterior. Ela já havia cumprido a missão dela e era hora de deixá-lo, senão iria sofrer muito, pois ele não estava destinado para ela.
Nicky tinha que terminar com aquilo, pois já começava a amá-lo e isso não lhe era permitido, era apenas para ajudá-lo a seguir o caminho certo e não para ter se envolvido tanto assimcom ele.
Ela tinha que terminar e era melhor agora enquanto havia tempo, antes que o amor estivesse enraizado no seu peito e o sofrimento fosse inevitável.
Eles caminharam de mãos dadas pela praça e foram sentar-se num banco. E quando Daniel foi beijá-la ela se afastou.

Nicky: Daniel... Precisamos conversar!
Daniel: Diga meu amor.

Ambos voltaram o olhar para o horizonte, um olhar perdido.

Nicky: Eu não sei como te dizer isso, mas... eu acho que... que eu não sinto mais a mesma coisa por você. Parece que o meu sentimento em relação a você diminuiu.

Nicky mentia nada havia diminuído estava era se tornando cada vez mais forte.

Nicky: Não sei se foi devido ao tempo que ficamos sem nos ver...
Daniel: Duas semanas foram necessárias para você deixar de me amar? Esse pequeno espaço de tempo foi suficiente para você não querer mais estar ao meu lado?

O olhar dele era triste e ansiava por uma resposta.

Nicky: Eu...

Ela já não sabia mais o que dizer, o mesmo coração que havia dito para ela que era hora de deixá-lo, agora dizia que o amava e que precisava dele.

Nicky: Eu... eu ainda gosto de você Daniel, mas não é mais da mesma forma, nem da mesma intensidade, sinto que o tempo que passamos separados faz diminuir cada vez mais o sentimento que tenho por ti...
Daniel: Você quer terminar não é?
Nicky: É... Na verdade eu não sei... eu não sei o que devo fazer.
Daniel: Eu já sabia que hoje você iria querer terminar comigo, senti isso hoje de manhã. E quando vinha encontrar com você senti toda a sua angústia. Eu nunca disse isso a ninguém, mas às vezes eu sinto e vejo coisas que...
Nicky: Mas como? Eu não entendo...
Daniel: Eu tentei me preparar para esse momento, mas não consegui.

Iniciava uma pequena garoa mais eles continuaram lá, sentados imóveis.

Daniel: O que você realmente quer fazer Nicky?

Ele agora a olhava nos olhos e ela podia ver as lágrimas dele. Nicky sofria muito, ela sabia o que devia fazer, mas não era isso que queria, então se deixou levar pelo sentimento.

Nicky: Eu não quero perder você meu amor.
Daniel: Sou eu que não quero perdê-la meu amor. Eu preciso tanto de você.

Então eles se abraçaram e ficaram namorando sob a garoa.

...

No dia seguinte Nicky acordou tarde e assim que se levantou sentiu novamente aquela dor no peito. E a ordem de deixá-lo foi ouvida novamente. Ela já havia cumprido a sua missão e era hora de retornar. Então ela pegou o telefone e ligou para ele.

Nicky: Alo! Daniel, nós podemos nos ver hoje?
Daniel: Nicky, você sabe que não dá, meus pais não vão permitir que eu saia hoje.
Nicky: É que eu preciso muito falar com você.
Daniel: Pode dizer amor.
Nicky: Eu quero terminar... você sabe que eu gosto muito de você, mas o melhor para nós é que esse relacionamento acabe.

Daniel largou o telefone, pois não conseguia se controlar, o corpo dele tremia descontroladamente e ele começou a chorar. Por mais que ele tentasse não conseguia entender porque ela estava fazendo isso, pois haviam conversado no dia anterior e prometeram um ao outro que só se deixariam quando não se amassem mais.

Daniel: Você não pode fazer isso meu amor. Eu te amo tanto e sei que você também me ama.
Nicky: Isso não é importante Daniel, é melhor terminarmos agora enquanto a dor é suportável.
Daniel: Não Nicky! Pelo amor de Deus! O amor que sinto por você é imenso e a dor que você está me fazendo sentir agora é insuportável, não me deixe, por favor, eu preciso muito de você.

Nicky não agüentava saber que ele estava sofrendo por sua causa.

Nicky: Entenda meu menino é o melhor para nós dois.
Daniel: Não meu amor, não me deixa...
Nicky: Não Daniel, entenda acabou...

Não suportando mais Nicky desliga o telefone.
Desesperado Daniel liga para casa dela várias vezes, enquanto isso Nicky chorava deitada no chão. Ela sentia-se muito mal, como se não conseguisse mais respirar e a dor que ela sentia era tão grande que não tinha forças nem pra se levantar.
O telefone continuava tocando, e ela havia decidido não atendê-lo, pois se fizesse isso iria ceder mais uma vez, como fizera no dia anterior.
Uma hora depois o telefone tocou novamente e ela levantou-se e foi atendê-lo, pois sabia que não era ele que estava tentando falar com ela.

Nicky: Alo!
Loren: Nicky é você?
Nicky: Sim Loren! O que aconteceu?
Loren: O que aconteceu pergunto eu? O Daniel me ligou chorando desesperado e me disse que você terminou com ele, e que você não atende ao telefone, o que houve?
Nicky: Eu não sei Loren... – diz chorando.
Loren: Preste atenção! Vou desligar e dizer para ele ligar, por favor, atenda o telefone e se você o ama não termine com o que pode durar por muito tempo.

Loren desligou e 3 minutos depois o telefone tocou novamente. Era ele e Nicky não sabia o que iria fazer.

Nicky: Alo! – ela falou com uma voz imensamente triste.
Daniel: Amor, por favor, não me deixe assim... Eu te amo e não quero te perder... Você é a única pessoa que me faz feliz, sem você a minha vida vai voltar a ser o inferno de sempre.
Nicky: Daniel... Eu...

Daniel soluçava de tanto chorar enquanto pedia que o amor da vida dele não o deixasse.

Daniel: Eu sei que não te mereço... Que não sou bonito... Que você merece muito mais do que isso...
Nicky: Pare Daniel não diga isso... Você é lindo! É o meu amorzinho que eu amo muito! Desculpe-me pelo que fiz não queria te fazer sofrer.
Daniel: O que me importa é que você fique comigo e que me ame Nicky.
Nicky: Eu te amo Daniel e quero ficar pra sempre com você meu menino.
Daniel: Eu te amo Nicky e amanhã vou te ver está bem meu amor?
Nicky: Sim! Vou te esperar.
Daniel: Te amo e obrigada por me amar.
Nicky: Te espero amanhã. Se cuida!
Daniel: Até amanhã

E assim mais uma vez Nicky havia voltado atrás. Ela sabia que a felicidade deles não iria durar muito tempo, mas havia feito a sua escolha e estava preparada para as consequências.
Assim um Anjo havia perdido as suas asas e agora nascia um novo humano, pronto pra viver tudo o que a vida tinha pra ensinar a começar pela dor da perda.
[/justo]


FIM


Fanfic escrita por SiL-Chan

1 comentários:

Ameii essa estoria!
Muito linda
Parabens!
Bjuss

Irielen

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.