1 de fev de 2011

Capitulo 39

Posted by sandry costa On 2/01/2011 No comments

Love is in the air



*P.O.V. Alice*
Eu estava ficando louca definitivamente, eu tinha quase certeza que eu tinha visto o Jasper na sala de embarque da primeira classe!
Cheguei ao avião, coloquei minha bagagem de mão no compartimento e me sentei.
Jasper: Oi. - ele sussurrou no meu ouvido.
Eu dei um pulo na cadeira que todo mundo no avião olhou pra mim.
Alice: O que você esta fazendo aqui?
Jasper: Indo pra casa e você?
Alice: Também. - olhei pra ele desconfiada e ele só ficou sorrindo. Suspeito.
Já sabia de quem isso havia sido obra, peguei meu celular e liguei pra Cíntia.
Aeromoça: Senhorita não é permitido usar o telefone celular agora, por favor, desligue-o.
Alice: Vaca! - pensei.
Jasper: Ligando pra quem?
Alice: Não é da sua conta. - cruzei os braços.
Ficamos quietos até decolar, na hora da decolagem senti um frio na barriga que eu não sei dizer se foi da decolagem ou do fato do Jasper estar ao meu lado. Ele reparou isso e pegou minha mão e a segurou entrelaçando nossos dedos, de repente eu me senti aquecida e segura.
Aeromoça: Senhorita. - ela me chamou.
Alice: O que é? - eu tava sem paciência hoje.
Aeromoça: Mandaram-me entregar-lhe isso.
Eu vi um gatinho de pelúcia tão fofinho na mão dela.
Alice: Quem mandou? - falei agarrando o bichinho.
Aeromoça: O senhor ao seu lado.
Alice: Devolva pra ele então.
Aeromoça: Mas você gostou tanto, parece que ele acertou no que você iria gostar.
Ele podia ter acertado, podia ser o bichinho mais fofo que eu já tinha visto, mas ele ainda era um cafajeste.
Alice: Ele só não adivinhou que eu o amava.
Jasper: Amava? - ele me olhou espantado.
Alice: É, eu te amava muito.
Jasper: Não! Alice para com isso, por favor, por favor, não fala que você me amava, não no passado!
Alice: Jasper, eu...
Jasper: Eu cometi o erro uma vez não vou cometer duas. - ele segurava meu rosto me fazendo encarar seus olhos verdes. - Eu sei que você me ama, eu posso ver em seus olhos, posso sentir.
Alice: Jasper, eu... - ele me beijou, um beijo apaixonado. - te amo.
Jasper: Eu sei. E eu também te amo. - me beijou de nova.
Eu comecei a chorar.
Ele me abraçou.
Jasper: Desculpa por tudo que eu fiz, eu nunca mais vou duvidar de você ou do seu amor...
Alice: Não é isso, você não entende? No momento em que esse avião pousar em Londres eu não vou poder mais voltar pra Forks e vou pro Internato na segunda-feira!
Jasper: Tem que ter algo que você possa fazer?
Alice: Não há nada.
Jasper: Eu não posso fazer nada?
Alice: A menos que você conheça alguém da realeza, não.
Jasper: Como assim?
Alice: Meus pais são fanáticos pela rainha e seus seguidores, qualquer coisa que eles peçam eles farão. Sabia que a rainha estudou no Instituto que eu estudei? É por isso que eu fui pra lá. (N/A: Isso é ficção, eu não sei onde a rainha da Inglaterra estudou. U-U)
Jasper: E alguém da guarda real, eles ouviriam?
Alice: Se ajoelhariam. Mas não importa, podemos namorar a distancia até nos formarmos, né? É só meio ano.
Jasper: É.
Depois disso o vôo foi tranqüilo.
*P.O.V. Jasper*
Eu já sabia o que eu precisava fazer para que a Alice não fosse para o Internato de novo!
Eu teria que me rebaixar e submeter ao homem mais cruel, frio e insensível que eu conheço, meu pai.
Cheguei em Londres, me despedi da Lice. Ela não desgrudava do gatinho que eu dei pra ela, ele era meu quando eu era pequeno.
Cheguei em casa e me acomodei. Meu pai só apareceu à noite e ficou surpreso quando me viu na mesa do jantar.
Pai: O que você faz de volta? - carinhoso ele.
Jasper: Eu estou namorando sabia? -  se me ligasse, ele saberia.
Pai: Voltou com a Marina?
Jasper: Era Maria, e não, eu nunca vou voltar com ela.
Mãe: Então quem ela é? - minha mãe ainda demonstrava um pouco dos seus sentimentos.
Jasper: Alice Brandon.
Mãe: Acho que já ouvi falar nela.
Jasper: Ela é bem rica, então você deve conhecer a mãe dela.
Mãe: Acho que ela é do meu clube do livro.
Jasper: Éhr... Pai, eu preciso de um favor seu.
Ele sorriu aquele sorriso "você precisa de mim". Odeio esse sorriso.
Pai: Fale.
Jasper: Você poderia falar com os pais da Alice, pra ela tipo não ter que voltar pro Internato.
Pai: É uma decisão deles e não nossa.
Jasper: Mas pai eu gosto muito dela e eles te ouviriam, já que você é da guarda real.
Mãe: Você gosta dela tanto assim, pra pedir um favor ao seu pai? - mamãe sabia como era nossa relação.
Jasper: Eu a amo.
Pai: Você vai ter que fazer um favor pra mim também.
Jasper: Qualquer coisa.
Pai: Eu convenço os pais dela a não deixar ela mais de uma semana lá, se você me ajudar no exercito por uma semana.
Eu pensei um pouco.
Jasper: Feito.
Se esse era o preço da liberdade da minha fadinha eu pagaria.
*P.O.V. Pai do Jasper* (N/A: POV novo *-*)
Pai: Você já viu essa menina? - perguntei a minha mulher assim que meu filho subiu para seu quarto.
Mãe: Já ouvi falar muito, parece ser bem educada, nobre e se estudou no Internato deve ser realmente digna do Jasper, só as melhores entram lá.
Pai: Será que finalmente ele arranjou alguém pra ele, alguém assim como você é pra mim.
Mãe: Acho que sim.
Era tudo o que me importava. Sei que errei com o meu filho, mas só queria o melhor pra ele, aposto que é o mesmo que os pais da garota querem ao colocá-la no Instituto.
Mas nós só queremos a felicidade dos nossos filhos.
*P.O.V. Alice*
Fui ao meu quarto depois do jantar e atendi o meu telefone que estava tocando.
Jasper: Tenho boas noticias.
Alice: Nós voltamos a namorar.
Jasper: Essa você já sabia, não vale. A noticia é que eu falei com o meu pai e ele vai falar com os seus pra você não ir ao Internato.
Alice: Mas o que tem a ver uma coisa com outra?
Jasper: Meu pai é da guarda real. Você não pesquisou sobre mim não?
Alice: Eu até fiz um dossiê, mas não abri.
Jasper: Pode abrir, eu quero que você saiba tudo sobre mim.
Alice: OK, espera.
Eu abri e fiquei surpresa com o que tinha ali.
*P.O.V. Jasper*
Alice: Eu não acredito!
Jasper: Então você leu.
Alice: Como ele te mandou pro exercito aos 7 anos? Você era muito fofo!
Jasper: Como assim era, eu ainda sou! - ela riu. - E vai me mandar de novo, mas só por uma semana, pra ajudar ele.
Alice: Mas por quê?
Jasper: Essa foi tipo a condição de ele falar com seus pais.
Alice: NÃO! Você não vai fazer isso por mim!
Jasper: Já fiz meu amor, temos até segunda pra nos divertimos aqui em Londres e depois eu vou passar uma semana ajudando o meu pai no exercito.
Alice: Não quero que você vá. - ela falou com voz de choro e eu sabia que ela estava fazendo aquele biquinho lindo dela.
Jasper: Talvez você vá ter que passar uma semana no Internato também.
Alice: Eu agüento, só não vou agüentar de saudades suas.
Jasper: Por isso temos que nos divertir ao máximo no fim de semana.
Alice: Podemos ir no Big Bang e fazer...
Ficamos a noite toda fazendo planos.
Uma semana se passou e eu estava saindo do exercito, Alice saia no mesmo dia do Internato.
Eu não lembrava que a vida no exercito era tão puxada, cansei, to idoso agora.
Sai de lá e ela estava lá fora.
Jasper: O que você faz aqui?
Maria: Te buscando MEU amorzinho. - falou com aquela voz que me deixa enojado.
Jasper: Não sou mais SEU amorzinho, eu tenho namorada, e eu prefiro e ir de joelhos a ir com você.
Maria: E cadê essa namorada? Não estou vendo ela.
Jasper: Esta aqui.
Maria: Aqui onde.
Jasper: No meu coração. Um lugar onde você nunca esteve e nunca estará.
Maria: Não preciso também. - deu ré e foi embora.
Alice me falou que ela foi expulsa das ultimas 2 escolas. Não mudou nada, mas eu mudei.
Fui ao ponto de ônibus.
Procurei Alice na casa dela, mas ela não estava, era domingo, ela sairia no máximo uma semana!
Será que ela ainda estava no Internato?
Peguei o endereço com minha mãe e fui até lá.
Cíntia: Jasper? Jasper! - ela me chamou na secretaria.
Jasper: Oi?
Cíntia: Eu sou a amiga da Lice.
Jasper: E cadê ela?
Cíntia: Saiu no sábado e parece que teve uma emergência com o casamento da Esme e ela já foi pra casa.
Jasper: Tudo bem.
Cíntia: Eu já comprei sua passagem e seu vôo sai em uma hora.
Jasper: AH, ok depois eu te pago então.
Cíntia: Não precisa, eu usei o seu cartão de crédito mesmo.
Jasper: Como?
Cíntia: Não importa, lembra que você tem um vôo pra pegar? O que faz aqui ainda? Tchau. - ela me deu as costas. E quando eu ia embora falou. - Prazer em te conhecer, mas se você magoar a Lice, digamos que todo o mundo virtual vai ver uma fase ruim e inexistente sua, que eu farei parecer bem realística.
Jasper: Pode deixar, eu não vou magoá-la.
Sai em direção ao vôo, depois que passei em casa e me despedi dos meus pais.
Foi um vôo tranqüilo e rápido.
Quando cheguei em Forks fui direto ao local que sabia que Alice estaria. Estava chovendo então logo entrei na lanchonete.
Ela pulou de um banco alto no canto assim que entrei e veio diretamente na minha direção.
Alice: Você me deixou esperando por tempo demais.
Eu inclinei a minha cabeça, como um bom cavalheiro inglês e disse:
Jasper: Desculpe, senhora.
Ela riu e estendeu a mão que eu prontamente peguei sem parar para pensar no que estava fazendo. Pela primeira vez em uma semana eu senti esperança.
Alice: Fiquei tão aliviada. Pensei que você nunca mais fosse aparecer.
Sorrimos por um longo tempo e depois resolvemos nos sentar em uma das mesas da lanchonete.
(N/A: Adaptado de Eclipse. Eu amo essa cena *-*. Eles são meu casal favorito)
*P.O.V. Alice*
Colocamos as novidades em dia. O tempo que eu passei no Internato só me fez valorizar tudo o que eu tenho, eu não sou como a Cíntia que gosta de lá. Eu gosto da liberdade e meu lugar favorito... Não, não é Forks, é o colo do Jazz!
Agora tudo estava bem... caótico. Os preparativos pro casamento de Esme ainda nem começaram direito e tudo já está uma loucura e ainda tem mais uma coisa acontecendo, mas agora não me importa.
Tudo que me importa é que eu estou com o meu Jazz!

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.