8 de nov de 2011

Capitulo 20

Posted by sandry costa On 11/08/2011 3 comments

Neste momento todos nós paramos e olhamos para Emett que simplesmente respondeu com um sorriso nos lábios pálidos; eu fiquei estática e quando olhei para Jake notei que ele também estava sem jeito. Edward foi o primeiro a falar.
- Ah, então, acho que podemos entrar não é mesmo? Está frio aqui fora e Bella, você não estava saindo para ir visitar Charlie?
- Ah é, isso mesmo, vou pegar a Nessie e já estou indo – disse Bella ainda mais encabulada.
- Emett... vem cá – chamou Rosie – Precisamos ter uma conversinha.
- Ai ai, eu sempre sou o alvo das críticas – reclamou Emett seguindo Rosalie para dentro da casa.
- Então é isso – pigarreou Carlisle – Crianças, vocês vão entrar?
- Acho que sim – eu respondi baixinho – Eu e Jake vamos sair e eu preciso trocar de roupas... nós vamos sair ainda?
- Claro que sim! – disse Jacob me olhando – Vamos, eu espero você.
Eu saí em disparada e subi as escadas para o meu quarto como o mais veloz dos ventos, nem me dei ao trabalho de olhar para Emett, se eu tivesse um sangue correndo em minhas veias, teria ficado vermelha como um tomate. Não era legal ter toda a sua família saber que você estava louca para dormir com o namorado... desta vez eu fiquei realmente magoada com Emett.
Tanto que abri as portas do closet muito lentamente e nunca em minha vida admirei com tanto desânimo a minha coleção de roupas e sapatos; para tanto que apenas calcei um scarpan e coloquei um sobretudo cinza escuro sobre a blusinha branca que usava; me maquiei e despenteei os cabelos, mesmo sem jeito, eu não queria parecer uma sem graça para o Jake.
Enrolei um cachecol creme no pescoço e me olhei no espelho me considerando razoavelmente satisfeita com o visual, normalmente eu não gostava de usar tantas roupas, mas seria estranho para os humanos verem uma garota andando de saia em pleno inverno.
Então, quando peguei minha bolsa para sair do quarto ouvi uma freada de carros, um deslizar e uma batida surda causada pelo entrechoque de latarias; assustada voei pelas escadas para não encontrar ninguém na sala, quando saí para o jardim pela porta já aberta dei de cara com uma Bella deixando seu carro com uma cara de susto.

Já estavam todos reunidos ao redor dos dois carros.
- Jacob, por favor, me perdoe – choramingava Bella.
- O que aconteceu? – eu perguntei assustada.
- Calma, está tudo bem – disse Carlisle – Bella estava tirando o carro da garagem e acabou deslizando no gelo formado na calçada... infelizmente o carro desceu sem controle e bateu no de Jacob.
Eu olhei e vi quando a Mercedes de Carlisle (Bella tinha uma Ferrari, mas nunca a usava quando ia visitar Charlie) esmagando a parte de trás do pequeno carro de Jake, como a Mercedes era muito maior e mais pesada, fez um estrago considerável na lataria.
- Jake, me perdoe? – choramingava Bella.
- Está tudo bem, Bells – riu Jacob – Foi só um amassado, eu conserto na oficina na segunda-feira, além do mais, eu precisava pintar mesmo.
- Eu pago por tudo – disse Bella nervosa – Ou melhor, te compro um carro novo se quiser.
- Que bobagem, Bella... eu já disse que não tem problema, foi um acidente.
- Querida – chamou Edward – Me dê licença para tirar o carro daí.
Com cuidado, Edward empurrou a Mercedes rampa acima, mas no momento em que fez isso ouvimos um baque seco e o carro de Jake vergou para o lado enquanto a roda se dobrava em duas. Emett cruzou os braços e fechou a cara, eu soube que ele estava louco para fazer uma piada, mas calou-se instantaneamente, pelo visto o sermão de Rosalie fez efeito.
- Nossa! – assustou-se Edward.
- Acho que o ganho do reboque acertou em cheio a roda – opinou Carlisle – Neste frio os metais ficam mais quebradiços... quando você puxou o carro o reboque deve ter forçado o eixo da roda.
- Ai ai – disse Bella.
- Está tudo bem – falou Jake, mas o sorriso havia sumido de seu rosto.
- Você tem um estepe? – perguntou Emett.
- Tenho, mas está furado.
- Nós podemos ir no meu carro – eu disse rapidamente – E Edward pode chamar Seth para ele vir com o guincho da oficina e levar seu carro para lá, Jake. Segunda eu levo Bella para o centro para ela lhe comprar um jogo novo de rodas, não é mesmo, irmãzinha?
- Sim – disse Bella num grito – Eu juro que também compro a tinta para você repintar o carro todo.
- Está tudo bem, eu já disse – falou Jacob com um sorriso amarelo – Não tem problema nenhum... mas agora que tal a gente ir, Alice?
- Sim, eu vou buscar a chave do carro – eu respondi e antes de sair Emett trouxe da garagem um apoio de metal, com uma mão ele ergueu o carro de Jake e ajustou o apoio sob o carro.
- Pronto – disse ele sem jeito – Assim não compromete a estrutura.
- Valeu Emett – sorriu Jacob.
Eu não falei nada, apesar do gesto de Emett eu ainda estava chateada e não iria falar com ele tão cedo, assim, subi para o quarto correndo e trouxe a chaves do meu Porshe, as atirei para Jake e ele me olhou com o brilho nos olhos.
- Eu posso ir dirigindo?
- Claro que sim, meu lindo – respondi – Sei o quanto você adora carros velozes e, além disso, eu ando preferindo ir no carona mesmo.
Porque, afinal de contas, no banco do passageiro eu poderia ir olhando Jacob o tempo todo.
- Não corram muito – pediu Esme a Jake – As estradas estão escorregadias e não quero vocês machucados.
- Não esquenta, Dona Esme – riu Jake abrindo a porta do carro para mim – Prometo entregar o carro e sua filha em perfeitas condições. Ah, Edward, você avisa o Seth para mim?
- Claro – respondeu Edward.
- Então vou para a cozinha fazer alguma coisa para ele comer – disse Esme – Imagine só Seth vir aqui em casa e sair com fome.

Eu esperei Jake dar a volta e se acomodar ao meu lado, ele ficou um tempo olhando para o painel do carro e sentindo a textura do volante, aspirou fundo e me olhou com um sorriso nos lábios.
- Eu adoro este cheiro de couro nos automóveis.
Então ele ligou o carro e o motor roncou com força, deu uma ou duas aceleradas fortes e o sorriso se alargou ainda mais em seu rosto, vagarosamente tirou o carro da garagem e desceu tranquilamente em marcha ré sem perder um segundo a direção. Deu uma buzinada para o pessoal e saiu pelo caminho de casa seguindo para a estrada, fez isso com tamanha confiança só para mostrar para Bella que mesmo ela sendo uma vampira, ainda era completamente sem jeito para fazer qualquer coisa.
Quando alcançamos a estrada, percebemos que ela não estava tão escorregadia e Jacob acelerou com vontade rumo a Port Angeles, tadinho, eu deixei que ele brincasse um pouco com o carro; Jacob, apesar de tudo, era apenas um adolescente com seus 18 anos de idade... um pouco depois que ele se satisfez com o carro e virou-se para mim.
- Você está muito quietinha.
- Por favor... por favor... me perdoe – eu disse olhando para ele com um ar de choro.
- Pelo quê? Pela mordida?
- Claro que sim, Jake. Mas eu juro que eu jamais pensei em te atacar, jamais pensei em sugar uma gota de seu sangue ou de te matar, seu sangue não me atraí justamente por você ser um lobo... eu juro que foi sem querer, foi uma mordida de...
- Desejo?
- É... foi. – respondi sem jeito.
- Estão está tudo bem, Alice. Além do mais o corte já fechou...
- Acho que eu me esqueci que sou uma vampira e que tenho dentes afiados...
- Está tudo bem, princesa...
- E me perdoe por Emett também.
- Pois é... para falar a verdade, eu preciso que saiba que apesar de meu pai estar doente e de sua casa estar sempre cheia de gente, eu morro de vontade de te ver sem este monte de roupa.
- Jacob!? – eu disse alto me assustando com aquela direta, afinal, um moreno alto, lindo e delicioso acabara de dizer que queria me ver pelada... como eu poderia reagir?
- Não deixa de ser verdade – ele falou com um sorriso maroto nos lábios.
- Vou pensar no seu caso, Sr. Black – eu respondi provocando.
- Aliás, se bem me lembro... eu tentei um vez.
- Claro – eu respondi rindo – Era começo de namoro e estávamos na sua cama barulhenta com o seu pai na sala ao lado do seu quarto... com certeza eu conseguiria ter feito amor com você nestas condições.
- Eu sei, me perdoe... eu esqueço que você é um princesa e que merece sempre ser tratada como tal.
- Eu sempre me sinto uma princesa perto de você... não se preocupe – e dito isso Jake me roubou um beijo rápido e voltou a atenção para a estrada, eu me sentei mais perto dele e fiquei afagando seus cabelos enquanto ele ria da barbeiragem de Bella.
Ah, como eu amava estes momentos a sós com ele.

3 comentários:

Oi amei o capitulo mas quero muito ler sobre os finalmente a sós na cama com Alice e Jake rsrsrs. bjs

Oi, comecei hoje e adorei, simples assim!!! Posta mais, please!!!! Alinica

Ai que horrorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr, tadinho do emmet, levou uma bronca...

eita a bella mesmo vampira é barbeira...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

tadinho do rabbit do jacob....

e gente o clima vai esquentarrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr?????

amando a estoria

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.