13 de jul de 2012

Capítulo 11 Jantar

Posted by Dany Rocha On 7/13/2012 No comments

[N/A: PESSOAL ME DESCULPA PELO TANTO DE MESES SEM POSTAR!!! ¨O¨ Eu posto SSS no Nyah, ela já está finalizada, lá. Mas vou postar todos os capitulos aqui, ta bem? DESCULPEM MAIS UMA VEZ!]

http://www.polyvore.com/cgi/set?id=38134419&.locale=pt-br 

Bella terminava de se maquiar quando a campainha foi tocada, ela se prontificou em guardar sua maquiagem e depois caminhou em direção a porta a abrindo e se deparando com um Edward de smoking, cabelo penteado para trás, com uma pequena caixa de veludo nas mãos e um sorriso gratificante na face.

Edward a olhou dos pés a cabeça e depois olhou dentro daqueles olhos encantadores que Bella possuía. 

— Está deslumbrante. — Disse por fim. Seus olhos verdes faiscavam ao passar novamente pelo corpo de Bella, essa última corou levemente.

— Obrigada. — Ela olhou para o cabelo cor de cobre de Edward e não segurou o riso.

— O que? — Ele cerrou os olhos e depois arqueou uma sobrancelha.

— Seu cabelo. — Bella ainda rindo balançou a cabeça e se aproximou de Edward que segurou a respiração com a aproximação dela. Bella passou seus dedos entre os fios de cabelo de Edward – seu cabelo era macio e Bella gostava de tocá-lo – o bagunçando, ela sorriu. — Agora ficou melhor. — Seu olhar atravessou o cabelo de Edward até os seus olhos verdes como esmeraldas recém encontrados do fundo de algum riacho no meio de algum campo. 

Edward soltou a respiração que ainda segurava fazendo Bella a sentir quente em sua face, Bella sentiu seu coração acelerar em seu peito e sua mão suar, ela ainda estava próxima a ele e ela sabia que aquilo não era bom. 

— Obrigado, sabe resolvi mudar um pouco de visual, mas acho que o estilo “largado” foi feito especialmente para mim. — Sua voz conseguiu trazer Bella novamente a controlar seus movimentos e ela se afastou dele dando dois passos para trás. 

— É acho que sim. — Bella olhou para baixo e depois para Edward novamente. — Mas o estilo “largado” fica bem em você e a propósito, esse smoking também. — Edward piscou os olhos e riu.

— Eu não pareço um pingüim? — Bella segurou o riso.

— Não. Está ótimo. — Edward abriu um pequeno sorriso e depois fez uma expressão de como se estivesse acabado de se lembrar de algo muito importante.

— Já ia me esquecendo. — Ele levantou a caixa preta que estava em sua mão até a altura do pescoço de Bella e depois a abriu revelando um lindo colar de diamantes com rubis e um par de brincos também feito de diamantes e rubis. — Isso é para você.

Bella ofegou. 

— São lindas Edward, mas eu não posso aceitar isso. — Ela desviou seu olhar das jóias e encarou Edward.

— Mas é claro que pode. — Edward pegou as mãos de Bella fazendo com que ela segurasse a pequena caixa que guardava as jóias e depois retirou dela o colar. — Com licença. — Ele a fez caminhar um pouco para frente e depois se pós atrás dela e lhe colocou o colar cuidadosamente. Depois ele pegou um dos brincos. — Não se mecha. — Dito isso ele com mais cuidado ainda colocou o brinco no lóbulo de Bella e depois pegou o outro brinco e colocou em seu outro lóbulo.

Edward soltou o ar pesadamente fazendo sua respiração tocar no pescoço de Bella e essa última sentir todos os pelos de seu corpo se eriçar. 

Edward voltou a ficar a frente de Bella e sorriu ao vê-la.

— Está mais linda ainda. — Bella corou.

http://3.bp.blogspot.com/_oQrkaZ6SCL8/R6p2l3MbG0I/AAAAAAAAAIk/oHs_8GuInLw/s400/Ruby%2B%26%2BDiamond%2BNecklace%2Band%2Bearrings,%2Bby%2BVan%2BCleef%2Band%2BArpels.jpg

— Sinceramente Edward, não precisava ter comprado isso para mim e você sabe muito bem disso. — Bella mordeu seu lábio inferior e Edward passou a mão pelo cabelo. Ele sentia todo o seu corpo estremecer apenas ao vê-la fazendo isso.

— Sei, mas eu estava andando por ai e vi esse conjunto e pensei de imediato em você. — Ele sorriu torto e Bella sentiu seu coração acelerar mais ainda em seu peito. Ela odiava essas sensações que sentia ao lado desse ser que ela teimava em dizer que odiava. — Então vamos?

Bella assentiu.

— Vamos, só pegarei minha bolsa. — Edward deu um aceno de cabeça.

***

— Gosta de comida italiana Bella? — Edward perguntou ao abrir a porta de seu Volvo para que ela saísse. 

— Gosto. — Bella saiu do Volvo e Edward jogou as chaves do carro para o manobrista e depois estendeu o braço para que Bella o acompanhasse e foi isso que ela fez.

— Maravilha, então você irá adorar esse restaurante. — Edward disse caminhando em direção a entrada do Remi o restaurante é muito charmoso com um belíssimo mural veneziano que faz sua decoração ser o máximo. Os vinhos e as massas são excelentes. Remi é considerado o melhor restaurante italiano dos EUA, é sossegado no almoço e romântico no jantar.

Bella e Edward se sentaram em uma mesa bem reservada e após olharem no cardápio e decidirem o que iriam pedir foram atendidos por um garçom.

Edward olhou sugestivamente para Bella que pediu um Triangle Ravióli, ele sorriu com seu pedido e pediu um também.

— E bebida? — O garçom perguntou.

Dessa vez foi à vez de Bella olhar sugestivamente para Edward que respondeu precisamente:

— Uma garrafa de vinho, Château Lafite Rothschild. — O garçom anotou o pedido e depois pediu licença e saiu em direção à cozinha.

— Château Lafite o que? — Bella perguntou com a testa franzida e Edward riu discretamente.

— É uma propriedade de Bordeaux que se transformou em um ícone. Em outras palavras é o vinho mais caro do mundo. — Edward piscou para Bella e depois deu um pequeno sorriso.

— E eu acho que não vou querer saber o preço certo? — Edward jogou de ombros.

— Talvez uns 2 mil dólares. — Bella fez uma expressão de surpresa. 

— Meu Deus Edward. — Edward ficou confuso.

— O que? — Perguntou inocentemente. 

Bella balançou a cabeça negativamente.

— Esquece. — Edward ia rebater quando o garçom chegou com o vinho e os serviu depois se retirou novamente.

— Não está chateada pelo vinho está? — Edward arriscou perguntar.

— Não, só que... — Bella umedeceu os lábios. — Não estou acostumada com esse tipo de coisa Edward, jóias, vinhos caros, restaurantes luxuosos. Isso é tudo muito estranho. — Edward refletiu por alguns estantes e disse por fim:

— Tudo bem, da próxima vez lhe darei uma flor e iremos fazer um piquinic no Central Parker e... — Edward se aproximou de Bella e com um ar de suspense disse: —... Comprarei o refrigerante mais caro do mundo para você. 

Bella riu e depois com um sorriso disse:

— Obrigada. — Edward pegou a mão de Bella e ali depositou um beijo. 

— Disponha. 

A noite passou calma, eles conversaram sobre coisas banais e Bella com o passar da noite percebeu que Edward não era tão arrogante e metido como notara antes, ele parecia apenas um rapaz que apesar de ter tido os pais como apoio financeiro e sucesso pelo poder que o sobrenome Cullen trazia batalhou para chegar onde estava e apesar de demonstrar um homem realmente metido ele era humilde lá no fundo. 

Lu – Por Besarte: http://www.youtube.com/watch?v=GKvGlxekF9A 

Uma música começou a tocar e Edward se levantou e caminhou em direção a Bella.

— Me daria a honra dessa dança? — Bella estava tentada em negar, mas não resistiu e aceitou a mão de Edward estendida em sua direção. 

Os dois caminharam onde havia mais alguns casais dançando e Edward parou a frente de Bella e passou a mão por sua cintura e com a outra mão ele capturou a dela. Bella segurou firmemente na mão de Edward e sua outra mão ela colocou no ombro dele. 

Quiero pertenecerte ser algo en tu vida
(Quero te pertencer ser algo em sua vida) 
Que me puedas amar
(Que me possa amar) 
Con un abrazo fuerte hacerte una poesia
(Com um abraço forte fazer-te uma poesia) 
Renunciar a lo demás.
(Renunciar aos demais) 


Edward gostava da sensação de ter Bella em seus braços, o calor que emanava do corpo dela o levava a loucura. 

Bella depositou sua cabeça no ombro de Edward, o cheiro que emanava dele deixava-a anestesiada, como se todos os problemas sumissem, na verdade apenas a presença dele já a fazia ter essas sensações, porque quando ele estava com ela parecia que tudo e todos sumiam e que apenas restava ambos no mundo.

Un solo intento basta en este momento
(Um só instante basta neste momento) 
Para poder saber
(Para poder saber) 
Si aún nos queda tiempo para estar en medio
(Se ainda nos resta tempo para estar em meio) 
De lo que va suceder
(Ao que ira acontecer) 
Conmigo no hay peligro, ven te necesito
(Comigo não há perigo, vem te necessito) 
La distancia no es
(A distância não é)
Motivo del olvido aquí estoy yo contigo
(Motivo do esquecimento, aqui estou eu contigo)
Y para siempre yo estaré...
(E para sempre eu estarei)
Edward se separou um pouco de Bella a fazendo olhá-lo. Seus olhos achocolatados possuíam um brilho que ele nunca havia visto antes e seus olhos verdes estavam mais escuros pelo desejo que sentia, ele queria, ele tinha que aplacar aquele desejo e sem pensar muito ele subiu a mão que estava na cintura de Bella até a sua nuca e se inclinou na direção dela. Bella apenas fechou os olhos e sentiu os lábios de Edward tocar os seus.

Seu coração acelerou e a mão que estava no ombro dele ela levou até a sua face e depois até os seus cabelos. Edward percorreu um caminho da mão de Bella até o seu braço, ombro, costas e ao chegar à cintura a puxou mais contra seu corpo. 

Seus lábios se moldavam perfeitamente como se tivessem sido feitos um para o outro. Edward tocou a ponta de sua língua no lábio inferior de Bella e ela entre abriu os lábios dando permissão para que ele explorasse cada pedaço de sua boca e foi exatamente isso que ele fez. 

Por besarte...
(Por beijar-te...) 
Mi vida cambiaría en un segundo tu...
(Minha vida mudaria em um segundo, tu...) 
Serías mi equilibrio mi destino
(Seria meu equilíbrio, meu destino) 
Bésame...
(Beija-me...) 
Y solo así podré tenerte eternamente en mi mente.
(E somente assim poderei te ter eternamente em minha mente.) 

Bella se afastou de Edward assustada e ofegante.

— Bella. — Edward tentou pegar em sua mão, mas Bella já havia se virado e caminhado em direção a mesa em que eles estavam minutos atrás e pegou sua bolsa, depois caminhou até a saída. 

Edward foi até a mesa e deixou uma grande quantia de dinheiro ali depositado e depois seguiu em direção a Bella, ela caminhava pela calçada e ao avistar um taxi acenou para que ele parasse.

— Bella! — Bella ouviu a voz de Edward chamá-la, ela se virou e em seus olhos não continha raiva ou arrependimento por ele tê-la beijado, mas apenas um pedido de desculpas, depois ela abriu a porta do taxi e entrou nele.

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.