9 de mai de 2010

Amigos de verdade

Posted by Daniella On 5/09/2010 3 comments

Era um barulho de tiros, eu sabia da onde vinha mais eu não queria ter a certeza, eu estava realmente com medo mais ao mesmo tempo ansiosa para ir naquele lugar da onde vinham os tiros, eu queria estar lá mais ao mesmo tempo não.
-Isso foi o que eu estou pensando o que foi? –perguntei para Diogo ainda sem me mexer.
-Acho que sim. –disse ele se virando e olhando para mim.
-Mas não era 18h00min? Por quê? –não me importava a hora; aquilo em qualquer horário era errado e perigoso.
-Eles devem ter se provocado e começaram. –de repente me veio á mente o rosto do Cayo.
-Ele... –não conseguia dizer o nome dele. –Ele esta lá? –ele sabia de quem eu estava falando.
-Provavelmente.
-Quem? E onde? –perguntou Nessie, a família dela estava atenta a nossa conversa. Eu não podia falar sobre aquilo, eu não queria falar sobre nada eu só queria sair correndo dali e ver o Cayo.
-Isso não interessa a vocês. – eu não queria ser grossa com ela eu não queria ser grossa com eles mais era preciso. - Vamos Diogo.
-Esperai vocês vão ir para onde está acontecendo esse tiroteio? –perguntou o Edward; mas q droga eu não queria ser ignorante com eles; será que eles não podiam me deixar em paz?
-Eu já disse isso não interessa e vocês. –disse dando um passo.
-Nos somos seus amigos; nos vamos ti ajudar.
-Não; você é minha amiga. E você nem pense nisso. Vem Diogo Vamos logo.
-Todos nos somos seus amigos Nicoly e sim a Nessie não vai mesmo mais nos vamos. –disse Edward apontando para o forte Emmet e um louro Jasper se não me engano.
-Ta já provaram que são meus amigos; mas vocês não tem que se meter nisso ta legal! –eu queria sair da li o mais rápido possível eu queria ver o que estava acontecendo. Houve outro tiro, eu fiquei mais desesperada e sair correndo e nem liguei quando Edward, Emmet e Jasper vieram atrás de mim e de Diogo que estava ao meu lado. Corremos muito até chegarmos á quadra; agradeci a Deus que a quadra não fosse tão longe; quando eu vi aquela cena eu fiquei em choque, caras se batendo se cortando, sangue, caras caído no chão, e no meio de toda essa confusão estava lá a pessoa que eu tanto ansiava para ver; ele estava lutando com um cara, ele estava na melhor mais eu ainda estava com o coração na mão, tudo piorou quando eu vi um cara apontando uma arma para ele, eu não pensei apenas corri em direção ao Cayo.
Eu não via nada eu estava em uma escuridão profunda apenas ouvia gritos e o Cayo chamando pelo meu nome eu queria responde-lo mais não conseguia encontrar as palavras elas estavam perdidas juntamente com essa escuridão profunda.
-Nicoly, Nicoly! Responde! Por favor. –ele suplicava, mas eu não conseguia.
-Nicoly. – ouvi uma voz vindo, era Edward. - Temos que levá-la. Jasper ligue para a policia Emmet ajude-me aqui. Temos que levá-la.
-Quem são vocês? –perguntou Cayo.
-Somos alguns amigos agora me deixa pega-lá. –senti algo frio me tocar, doía muito meu braço.
-Temos que levá-la para um hospital.
-Ela esta perdendo muito sangue, não se preocupe vamos cuidar dela. –sentir algo se movimentar debaixo de mim.
-Não eu quero ir.
-Não se preocupe, agora vai embora a coisa vai ficar feia aqui. –Edward disse com autoridade e pareceu convencer Cayo.
Eu agora não ouvia nada, apenas sentia um vento, parecia que eu estava flutuando, mais eu cai na inconsciência e adormeci.
(...)
Quando abri os olhos eu estava em um quarto e meu braço estava enfaixado e ele doía muito, e tinha duas agulhas em mim; uma me passando soro e a outra era sangue. Eu queria sair da li, saber o que aconteceu. Levantei-me mais alguém colocou a mão em mim me impedindo.
-Ei calma ai agora você tem que descansar não se preocupe Cayo está bem.
-Onde eu estou? O que aconteceu? Por que você esta aqui? –eu não entendia o Edward ele estava tão preocupado comigo.
-Você esta no hospital. Você se colocou na frente do Cayo lembra? O tiro pegou no seu braço e você perdeu muito sangue.
-E o que você esta fazendo aqui? Cadê o Cayo?
-Ele esta pegando um café.
-E... E o que você esta fazendo aqui? –eu já tinha perguntado duas vezes e ele não tinha me respondido.
-Sou seu amigo lembra? Você sempre pode contar comigo, como a minha família. –ele realmente era um amigo, um amigo que tentou me proteger e que esta aqui comigo, assim como a sua família; é eles eram amigos de verdade enfim.

3 comentários:

MUITO SHOW!

continuaaaa! \o/

Ah que lindo!
To até emocionada..
Graças a Nick não aconteceu nada com o Cayo..
tadinha.. isso é que é uma prova de amor heim.
To simplesmente amando Dany.
A sua fic é a primeira que leio quando entro no blog, é muito emocionante =]
Parabens!!
bjuss

Irielen

Obg meninas... Agora eu q me emocionei Irielen é muito bom saber disso! Obg ☺
Bjsculos^^

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.