2 de jun de 2010

Talentosos

Posted by Daniella On 6/02/2010 4 comments

-Não senhor ela é uma meia vampira. –respondeu Alec no meu lugar. Aro pareceu fascinado com o que eu era.
-Isso é surpreendente, essa espécie está aumentando não é mesmo? –ele caminhou, na verdade pareceu flutuar até mim. Depois ele estendeu a mão para mim, e me veio à lembrança de que Aro consegue ler a mente das pessoas, mas para isso precisa de contato físico. Eu não podia dar a mão para ele, pois se o fizesse ele ia desmaiar e eu teria as suas lembranças e isso é uma coisa que eu não quero, já basta as lembranças do Carlisle não quero as do Aro também. Ele estava esperando com a mão estendida e me olhando com um sorriso. Olhei para Alec que disse:
-Aro consegue ler a mente das pessoas, mas para isso precisa de contato físico, ele quer que você toque nele para ele poder ti conhecer melhor.
-Acho melhor não.
-E por que não? –perguntou Alec.
-Como eu disse para você Alec, não é uma experiencia muito boa tocar em mim. –Aro pareceu ficar curioso.
-Não se preocupe querida, não ligo se a sensação não for boa, apenas quero ti conhecer.
-Pois se você tocar em mim você não vai me conhecer, eu é que vou ti conhecer.
-Não estou entendo criança. –disse Aro abaixando a mão.
-È o meu dom, eu tenho a habilidade de sugar a vitalidade, memória e poderes de outros seres
vivos através do contato com a pele. –Aro me olhou como se tivesse ganhado na loteria.
-Mais isso é extraordinário. –ele deu as costas e se sentou em um dos tronos. –Você gostaria de ficar conosco Nicoly? –essa pergunta me pegou de surpresa, eu não sabia o que responder, eu só queria vagar pelo mundo por algum tempo e depois voltar para os Cullen.
-Eu não sei, eu tenho onde ficar, estou apenas andando um pouco pelo mundo pensando nas coisas.
-Então por que você não pensa aqui? –o que poderia acontecer se eu aceitasse? Ah eu acho que tentar não vai fazer mal algum, mas depois eu iria ir embora é claro. –E depois quando você desejar ir embora. –Aro disse isso como se isso não fosse acontecer. Deve ser imaginação minha.
-Tudo bem, mas depois eu vou embora.
-Como desejar. Alec leve-a até algum quarto.
-Sim meu snhor. –Alec andou até a porta de madeira comun e gesticulou para que eu passase primeiro, eu passei por ele e ele veio atrás de mim. Ele já estava ali do meu lado.
-Então você vai me explicar como você pode ser uma meia vampira e uma recém-criada? –perguntou Alec, enquanto chegavamos ao final do corredor.
-Por que é tão dificil acreditar que eu possa ser as duas coisas? –viramos a direita e começamos a andar por outro corredor que tinha várias portas.
-Por que só existem meio vampiros quando eles nascem. E eu não creio que você tenha nascido assim. –ele gesticulou para o meu corpo.
-E não ti passou pela cabeça que eu possa ser filha de gigantes? –ele fez uma careta. E depois abriu quase uma das ultimas portas.
-Aqui é o seu quarto, tem algumas roupas no armário. –eu assenti, e entrei no quarto e ele veio atrás de mim, e se sentou na cama que fica encostada na parede.
-Vai falar ou eu vou ter que adivinhar?
-Nem se você fosse o ser mais inteligente desse mundo você poderia descobrir. –disse me virando e fitando seus olhos vermelhos.
-Ai essa doeu. –ele fez uma cara de dor.
-Será que você pode... Hã da linceça. –gesticulei para a porta.
-Ah claro. –ele se levantou e foi até a porta. –Mas depois eu volto.
-Eu não vejo a hora. –disse com falsa expressão de animo. Ele deu um riso e fechou a porta. Ele era legal, mas estranho e estava com a galera errada, perai eu também. Ah deixa pra lá.
Abri o armário e só tinha roupas pretas, é a minha cara. Peguei uma calça, uma blusa e um manto, ficaria com o meu all star mesmo. Troquei de roupa e depois me deitei na cama, fiquei olhando para o teto branco, estava sem fome –de sangue e comida –descansada e com novas roupas. Poderia ficar ali por uma semana mais ou menos e depois iria embora, eu não queria ficar só na Itália poderia ir em outros paises, quem sabe Irlanda. Eu amo a Irlanda apesar de nunca ter ido lá, tem bastante gelo e eu sempre quis ver neve. Me levantei e fui até a janela, pelo menos ali tinha uma, menos mal, a janela dava de frente para uma especie de... Hã não sei bem como descrever, um jardim? Uma área? Uma arena de luta? Sei lá. Tinha um grande espaço e arvores. O que será que esses vampiros faziam o dia todo? È tão tedioso ficar aqui. Era melhor eu estar correndo, mas eu iria ficar aqui por mais um tempo. Houve uma batida na porta.
-Entre. –me virei para a porta e ela estava aberta e ali tinham dois vampiros, um deles era uma garota ela era a copia do Alec até parecia gemêa dele. E o outro era um rapaz com uma pele meio azeitonada.
-Olá. –a garota falou com sua voz de sinos.
-Oi.
-Eu sou Jane e esse é Demetri.
-Oi Nicoly. –disse Demetri.
-Oi, me chamem de Nick. –eles assentiram. –Posso ajudar?
-Na verdade, vamos treinar e queriamos saber se você quer vim. –treinar? Eu ia lutar com eles? Eu não sabia fazer aquilo. E tinha um outro problema, lutar que dizer contato fisico e contato fisico para mim quer dizer dor de cabeça.
-A bem que eu queria, mas eu tenho um certo problema em ter contato sabe.
-Ah entendemos. Bem é uma pena. –disse Demetri.
-Então você quer nós ver treinando?
-Hã claro. –fui até eles e começamos a andar pelo mesmo corredor dos quarto e fomos até uma porta no final que levava ao jardim? Área? Arena? Que seja. Lá tinha alguns vampiros entre eles eu reconheci o Alec ele estava lutando com um homem grande, alto e de aparencia forte e ao redor deles tinham duas garotas.
-Quem são? –perguntei a Jane que estava mais proxima de mim.
-Os que estão lutando são Alec meu irmão que você já conhece, o outro é Felix, e as garotas são Renata e Chelsea. –o Alec então era irmã dela.
-Alec é seu irmão?
-Gemêo. –agora está explicado toda essa semelhança. –Eles juntamente comigo e com o Demetri e com a Heidi que não está aqui no momento formamos a guarda.
-E por que só vocês formam a guarda?
-Por que nós possuimos dons, somos os mais fortes.
-Serio? E quais são os seus dons? –a Jane era legal, apesar de dar um medo.
-Felix digamos que seja forte, Alec paralisa todos os sentidos de uma pessoa, Renata pode criar um escudo ao seu redor, Chelsea tem o poder de romper ou juntar os laços das pessoas, Demetri rastrear pessoas, podendo sentir o "teor" de sua mente. –eu olhei para o Demetri que me deu um leve sorriso mostrando seus dentes brilhantes e perfeitos. – Eu posso criar ilusões de dor para torturar uma pessoa. –eu fiquei toda arrepiada, esse dom é muito louco assim como o resto.
-E a Heidi?
-Assim Heidi serve como isca para levar humanos para nós nos alimentarmos, alimentar principalmente os lideres. –eles caçavam humanos, isso era uma coisa que eu não ia fazer.

Oi pessoal... Comentem! Bjsculos^^

4 comentários:

Isso âe Nick, não ataque humanos, por favor.. os Cullen's ficariam decepcionadissimos com você!!
Cai fora dai logo Nick, o Seth deve estar sofrendo muito com a sua ausencia!
To amando Dany!! Parabéns.. Bjuss

Irielen

Nha! ta muito legal! Vc eh demais! ^^

continuaaaaa!

By: Aya/Bruh...

caraca dany como e q ela vai sair dai agora ..dany sera q a jane pode fazer ela sentir dor ..ou ela de algum jeito e imuni nossa to a cada cap mais curiosa ...lindo lindo lindo parabens

plzzzz nao demora mais tando pra posta to ficando louca,
quero maisss =]
alias ta ficando ótimo

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.