12 de fev de 2011

capitulo 36

Posted by sandry costa On 2/12/2011 4 comments



- Nessie! – todos me chamavam
- ME DEIXEM EM PAZ! – gritei, inclusive para o Jake.
Eu estava com raiva e via tudo vermelho.Como ela pode?Como?
Por que foi que ela fez aquilo com o Seth?Por que?
Sem me dar conta, eu já estava chorando. Peguei um vaso de flor que estava em cima da minha mesa e o arremesei contra a parade, fazendo-o virar pó.
Sentei-me na minha cama e abracei meus joelhos.Assim eu fiquei por horas, meus olhos estava ardendo devido ao choro.
Levantei-me e fui para o banheiro.Olhei-me no espelho: meu cabelo estava bagunçado, meus olhos vrmelhos e inchados, ou seja, eu estava um “bagulho”.Tomei um banho quente pra relaxar meus músculos, escovei meus dentes e coloquei meu pijama.
Deitei na cama, mas o sono não vinha.Virei-me na cama e nada.
Olhei pra janela e uma idéia me ocorreu.Virei-me de volta para o canto, desistindo daquilo, mas novamente tive a mesma idéia.
Levantei-me e troquei de roupa, eu sei que meu pai não está me escutando, porque bloquiei minha mente.
Fui em direção á janela e pulei, silenciosamente. Me certifiquei de que niguem me viu ou ouviu e então corri em direção á floresta.
O único barulho que se ouvia era o balançar das árvores e aqueles que os animais noturnos faziam.
A floresta consegue ser terrivelemnte assustadora á noite, mas isso não me intimidou.
Eu continuei correndo até chegar onde eu queria: a casa dela.
Logo a Kat e o Scott surgiram na porta com expressões assustadas.
- Nessie, o que.... - a Kat tentou falar, mas eu passei por entre os dois empurrando-os e os jogando longe.
Nenhum deles entendeu, o motivo daquilo. Eu corri com toda minha velocidade até o quarto da Ashley e quando ia entrar  Scott me segurou.eu me debati, mas ela era muito mais forte que eu.
Mas... Ele não vai me machucar, eu sei disso.
Girei meu corpo e em um golpe rápido me livrei dos seus braços, mas quando vi estava suspensa no ar.
- Nessie, essa não é você.
- Tem razão. – falei com a voz diabólica.Então começei a mostrar imagens dos pais deles pra ela. Deles morrendo, de como mnorreram e o quanto sofreram.Vi ela se contorcer e sem conseguir controlar-se mais desativou seu poder. Eu voei até ela e a lançei em cima do Scott que a segurouão eu entrei no quarto. E os vi...
Ashley e o irmãozinho querido dela dormindo juntos.
Rosnei e na minha velocidade vampirica corri até eles, mas para a minha total frustação Alex me segurou e me arremessou contra a parede e logo em seguida Scott estava me segurando pelos braços, assim como Alex enquanto a Ashley veio até mim e segurou meu rosto entre suas mãos.
- Eu.Vou.Matar.Vocês. – cuspi as palvras, em uma voz grossa.
-Pro omnibus malefici caelo Tellus facultates volo me exire sola puella est. Release corpus et animam eius potentias.Hoc proelio non sua.Exitus. – todo meu corpo tremeu e eu me lembro de sentir uma dor imensa na minha cabeça seguida de um grito, com aquela voz grossa.
- O- oque.... – tntei perguntar, mas não consegui, pois logo senti meu corpo ser amparado por braços quentes e então a escuridão tomou conta de mim.

                                                ****

Senti uma luz forte bater em meu rosto e abri meus olhos vagarosamente.Olhei em volta, minha cabeça estava girando e doendo.Que elugar é esse?
Procurei me lembrar de como cheguei até aqui, mas nada.Eu simplesmente não consigo me lembrar de nada.Apenas alguns flashs me vinham á cabeça.
 Eu estava correndo pela floresta á noite....
O Scott estava segurando meus braços...
A Ashley segurava meu rosto entre suas mãos e falava palavras estranhas..... depois a dor e a escuridão.
 Quanto mais eu tentava me lembrar do que havia acontecido, mais minha cabeça doia.
A porta do quarto se abiru e eu me encolhi automaticamente, mas relaxei meus musculos ao sentir os braços do tio Jazz e da Tia Alice me envolverem.
- A pequena. – tio Jazz falou acariciando meu cabelo.
- Filha. – a voz da minha mãe invadiu o quarto em um misto de alivio e alegria.Logo senti os braços dos meus tios serem substituidos pelos da minha mãe.
- Mãe... – falei.Minha voz não passando de um sussuro.
- Você está bem? Ah Nessie que susto você nos deu meu anjo. – ela falava, engasgando com suas lágrimas silenciosas.Meu pai beijou o topo da minha cabeça.
- O que aconteceu? – perguntei.Todos ficaram rígidos.
- Masi tarde nós conversamos sobre isso, Nessie – meu pai falou
- Não. Eu quero que me digam, agora. – exigi e meu pai respirou fundo.Mas foi a Ashley quem respondeu.
- Eu dormi.E você ficou vulnerável ao dom de Luiz.Ele estava te controlando, e usou sua raiva contra você mesma.
- E o que eu fiz? – perguntei temendo a resposta.
- O que ele fez. – corrigiu meu pai.
- Correu pela floresta, noita a dentro. Veio até aqui e bem... Tentou... – ela não terminu a frase mas eu ja sabia o final
- Matar você.
- Não foi sua culpa Nessie. – ela tentou me tranquilizar.
- Foi sim. Se eu não tivesse ficado com raiva de você, se eu não tivesse ficado cega de ódio daquela maneira , talvez... – Ashley me imterrompeu.
- A questão não foi você Renesmee. A questão aqui é que eu deixei as emoções me dominarem. É por isso que odeio emoções, elas te distraem.
Depois do que aconteceu ontem á tarde, eu me deixei levar por sentimentos, eu fraquejei e quem pagou foi você. Agora sabe quais sãos as minha razões – ela falou a saiu do quarto, sendo seguida por Alex.
Agora eu entendi, o por que dela fazer aquilo com o Seth. ´E por minha culpa.Como se ja não bastasse eu fazer minha familia sofrer agora
Eu to acabando com a vida deles também. Ele não ama o Seth por que isso seria uma fraqueza e ela não poderia me proteger, é tudo pra me proteger.
“Para com isso Renesmee. Para de se lamentar.Ela não faz isso por você. Nunca foi por você. Ela faz isso pra ter a vingança que tanto deseja, infelismente”  - a voz de Alex soou em minha cabeça e meu pai rosnou alto, fazendo todos os presentes estranhare o ato.
- Ta tudo bem, pai. – falei abraçando-o.
- Você precisa comer alguma coisa Nessie. - a Kat falou.
- Sim, mas antes... – eu olhei no quarto e me concentrei em sentir o cheiro deles mas, nada. – Onde estão o Jake e o Scott? E o Seth? – perguntei aflita.
- O Jake e o Scott foram buscar o Seth e já estão chegando pois posso ouvir os pensamentos deles. – meu pai falou e eu me senti aliviada.
- Nessie. – Jake falou entrando no quarto e me abraçando. – Você está bem,meu amor? – perguntou preucupado
- Estou. – respondi e vi o Seth chegar ao quarto.
Ele veio até mim e sentou-se ao meu lado na cama.
- Como você está?
- Melhor – respondi e ele sorriu fraco.
- Ok. Agora a senhorita vai comer algo. – minha mãe falou e eu apenas assenti, por que querendo, ou não, eu estou com fome.

4 comentários:

Oi, tudo bem!!!
Vixi,levei um baita susto com a reação da Nessie kkkkkk mas depois tudo ficou esclarecido.
Tadinho do Seth, pensei que nesse cap ele se daria bem, acho que vai demorar muito tempo...
E esse Luiz esta começando a por as manguinhas pra fora.
Bora pro próximo cap que a fic esta cada vez melhor.
Beijos

adorei..ah mais sei la eu queria que a Nessie tivesse dado nem que seja um soco na cara da Ash, ela é cheia de odio por dentro como o Seth pode ter tido o imprinting por ela?
aii que raiva!
fora isso to amando e nao demora pra postar o capitulo.
Beijinhos!
By: Bianca(nao pus como contas do google pq passei rapidino por aki)..

oie
esse cap foi show
intenso e perfeito
parabens

Valeu gente
pois é Bianca, a sorte da Ashley que o Alex
nunca deixa que nada acontessa á ela, pq senão a Nessie tinha acertado pelo menos um soco poaskopaksoaps
( eu so mal)
eu prometo que as coisas vão esquentar cada vez mais, viu gente?
Obrigada por comentarem e que bom que estão gostando
Beeeijos
e...
não vai demorar muuito pra fic acabar gente, mas também não é logo kkkk

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.