16 de fev de 2011

capitulo 37

Posted by sandry costa On 2/16/2011 6 comments

Destino





Nós decemos e depois de eu comer algo, fomos todos para a sala, exeto Alex e Ashley que haviam saído.
- Em primeiro lugar: como ele  conseguiu me controlar? – perguntei e o Scott deu um longo suspiro antes de responder
- Porque depois de tudo que aconteceu ontem á tarde a Ashley acabou ficando confusa com seus sentimentos e sem perceber desativou o escudo que te envolvia, o que nós não esperavamos é que Luiz iria agir agora.Você deve ter dormido ou no minimo cochilado só que não deve se lembrar e nesse meio tempo ele se apossou de sua mente, usando você pra chegar até a Ashley.Era um teste. -  o silencio prevalecia na sala
- Mas...Mas eu pensei que ele..._ fiz uma pequena pausa – Que ele não sabia de vocês.
-E não sabia. Mas quando não sabemos de algo, nós descobrimos e foi isso que ele fez. – explicou-me a Kat.
- E há mais uma coisa ... – Scott falou olhando para cada um de nós – Ele está vindo e com um exército de recem criados, além dos... – ele parou.
- Lobisomens ou crianças de lua, se preferirem – a Kathlen completou.
- Mas os Volturi não exterminaram, eles? – tio Jazz perguntou
- Os Volturi não tinham acabado com nós, bruxos, também? – a voz de Ashley soou na sala, assim como o fortissimo cheiro de sangue. Eu olhei para a porta e vi ela e o Alex parados, com as suas roupas todas ensanguentadas.Sangue humano.
- O que aconteceu? – Scott perguntou estarrecido
- Eu e o Alex fomos até as montanhas do Canadá, pra que eu pudesse meditar um pouco e então sentimos um cheiro forte das crianças da Lua e fomos verificar, seguimos o rastro até encontrar um acampamento... – Ash parou como se as lembranças fossem dolorosas de mais.
- Ou oque restou dele. Varios cadávares e entre eles ainda havia uma garotinha viva.Não tinha mais que 8 anos.Nós tentamos salva-la, mas não conseguimos e então tudo que fizemos foi ficar com ela até que... – a frase do Alex ficou no ar, por que não precisava de mais nada para que entendessemos
- Precisamos reunir todos os aliados que conseguirmos, por que ele está vindo e com força total. – Ashley falou antes de subir para o quarto, mas eu percebi que havia algo estranho com ela. Seus cabelos que antes eram cacheados e em um tom dourado, agora estavam assumindo uma forma um pouco mais ondulada e um tom mais escuro.
Estranho.
Mas tratei de afastar esses pensamentos e prestar atenção na conversa.
- Jake, você acha que os lobos lutariam ao nosso lado? – Scott perguntou
- Eu tenho certeza que sim. – Jake respondeu e logo em seguida saiu para se tranformar e informar ao Sam.
- E os seus amigos, Carlisle?
- Vamos chamar á todos que pudermos. – vovô falou.
- Ótimo.
- Precisamos nos organizar, para podermos ir... – tio Jazz  começou a falar, mas foi imtrrompido
- Não temos tempo para isso. Vamos fazer de um jeito mais prático.
Jacob já avisou aos lobos e estes estão vindo.Vamos fazer contato com todos os conhecidos de vocês, que tem residencia fixa e os nomades, nós encontramos e buscamos, mas de uma maneira diferente.
- Que maneira? – tia Rose perguntou.Então Alex, que estava ao lado de Ashley, sumiu e reapareceu ao lado da tia Rose, em uma fração de segundos.
- Dessa maneira. – ele falou, voltanto para o lado da irmã
- E como vamos saber onde eles estão?... Exatamente. – minha mãe perguntou cruzando os braços
- Pela natureza – Ashley respondeu e todos nós á olhamos perplexos.
- Mas... – começei a falar, porém vovô logo me imterrompeu.
- Os bruxos tem uma ligação muito forte com a natureza, lembram?Ela faz parte deles – então tudo fez sentido.
- Quando começamos? – Alex perguntou
- Avisamos a todos que pudermos hoje e amanhã bem cedo, nós três começamos a procura os outros e trazer os que “aceitarem” juntar-se a nós. – quando ela falou nós três gesticulou para o vovô também.
- Jacob, quanto tempo, mas ou menos, os lobos levam para chegarem? – Scott perguntou
- Eles chegam amanhã cedo também.
- Ótimo. – assim que eles chegarem, nós nos encontraremos aqui.
- Tudo bem. Até amanhã, então. – vovô falou se despedindo.

(N/A*: oucam essa música enquanto leem, daqui pra frente)

Nós fomos para casa. Todos estavam quietos, pensativos. Eu subi até o meu quarto e fui até a varando.  Uma chuva fina caia no jardim, e o sol brilhava de maneira majestosa.Os passaros canyavam como se agradecem pela chuva.
E olhando tudo aquilo, eu senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto e não pude evitar que outras também caíssem.
A minha familia estava em perigo e novamente por minha culpa. Eu não sei por que essas coisas acontecem comigo, elas simplesmente acontecem. É como se algo dentro de mim pedisse pra que a paz fosse banida pra longe, impedindo que eu sentisse o gosto de poder viver uma vida em que eu não coloque minha familia e as pessoas que amo em perigo.São desejos tão pequenos e ao mesmo tempo tão grandes.
É engraçado como a vida gosta de nos pregar peças. É engraçado como as coisas parecem não ter um motivo  pra acontecer, mas por trás de uma aparencia insignificante está o sentido de tudo o que acontece em nossas vidas. Por trás de cada gesto, cada palavra, cada olhar... Por trás de qualquer coisa sempre há algo a mais.Algo que muitos veem, mas não entendem. Algo que muitos querem acreditar que existe, mesmo quando suas mentes lhes obriga a acreditar que isso não passa de metáfora. Algo em que muitas pessoas se agarram com todasas forças quando perdem a vontade de acreditar em algo mais forte. Esse é o destino.
Muitos acreditam e o idolatram. Juram que tudo que acontece em nossas vidas, é obra dele; costuman dizer que o que ele escreve não pode ser apagado. Há também aqueles que acreditam que o destino é o segundo nome de : escolhas.Por que a nossa vida é regida por nossas própias escolhas, pelos caminhos que decidimos seguir. Com qual dessas opções eu fico? Não sei.
O destino pode ser varias coisas, mas a que me parece mais apropiada neste momento é: confuso.
Tudo está de cabeça para baixo e eu não sei de quem é a culpa.Mas colocar a culpa de lgo, no destino é acreditar que é ele quem manda em nossas vidas.E eu acredito que não tenho controle sobre minha vida?
Bem, quando o simples fato de você ter nascido já fez sua familia ter que enfrentar uma “quase guerra” e agora, anos depois, ela está novamente passando por problemas, por minha culpa...Bem eu acho que não tenho muitas opções a não ser acreditar nisso, não é?
- Todos temos opções Nessie. Todos temos o direito de escolher no que queremos acreditar, não importa se parece errado aos olhos de outras pessoas.É a nossa opnião, é o nosso direito.você não tem culpa do que está acontecendo, você não fez nada. – meu pai falou me abraçando e eu escondi meu rosto em seu peito.
- Ele só está vindo até aqui por minha causa.É minha culpa. - falei e ele sorriu.
- Você com toda a certeza no mundo é filha da Bella. Herdou todas as suas qualidades e infelismente o mesmo defeito de ficar se culpando por tudo que dá errado, ou por todos os problemas. – ele afastou-me um pouco para poder olhar em meus olhos. – Não se culpe por isso Nessie. Isso não é o destino.Isso é apenas...A vida.
- Isso vai passar, meu bebê. – mamãe falou juntando-se ao abraço.
- Eu espero. – falei.
- Nós ficamos os três, ali. Parados, apenas aproveitando o momento. Esses pequenos grandes momentos, que sómente as pessoas que você ama, podem te dar.

6 comentários:

To amando muito essa fic!!
vc ta se superando!
parabénss

aa eu queria mais momentos de apenas Nessie e jacob!!
nao demora pra postar o proximo capitulo pf!!
beijos♥

By: Bianca

a nessie ta igualzinha a bella kkkk
amei o cap, tomara q a ash e o seth se acertem rapido

bjjs

ta meuito legal o cap, e estou morrendo de curiosidade
erloa

obrigada por comentarem pessoal
isso é muito importante para nós ( autores )
Que bom que estão gostando
*---* E quanto ao Seth e a Ash.... esperem só mais um pouquinho, okay?
Eu sei que torturanter ver o nosso lobinho lindo, sofrendo assim
mas eu prometo recompensar vocês
Beeeijos

ai flor linda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! suspirando pelo Alex sempre independente de tudo??????????????????
cap perfeito beijuss

Cada dia melhor e melhor.
estou ansiosa pelos próximos =)
beijos e parabéns.

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.