16 de fev de 2011

Capitulo 11 - Você mudou minha vida

Posted by sandry costa On 2/16/2011 15 comments


Você mudou minha vida

Ness

Dancei com vários amigos da minha turma, e com as meninas. Sempre que algum dos meus amigos me tirava pra dançar podia ver os olhos de Arthur sobre nós. Depois das duas horas da manhã cada uma das meninas começaram a sair uma por uma, com algum garoto. Vários carinhas chegaram até mim, mas eu não aceitei os seus convites.
- Me concede essa dança? – Sorri levantando meus olhos e olhando nos olhos de Arthur. Mas seria impossível dançarmos ali, ele também percebeu e sorriu.
– Confia em mim? – Perguntei e ele afirmou com a cabeça. – Então vem comigo. – Arthur me acompanhou até o lado de fora da escola, e entramos na limusine. Pedi ao motorista que nos levasse até nossa casa, como eu imaginava meus pais não estavam lá. Subimos para o terceiro andar da casa, onde fiz várias festas com meus amigos. Coloquei uma música lenta.
Arthur se aproximou e pegou minha mão, e eu coloquei a outra em seu peito. Dançamos várias músicas ali, abraçados.

Your beautiful eyes
Stare right into my eyes
And sometimes I think of you late at night
I don't know why
I wanna be somewhere
Where you are
I wanna be where

You're here
Your eyes are lookin' into mine
So baby make me fly
My heart has never felt this way before
I'm lookin' through your
I'm lookin' through your eyes

I wake up I'm alive
In only a little while
I'll cry
'Cause your my lullaby
So baby come hold me tight
'Cause I
I wanna be everything you need
I wanna be where

You're here
Your eyes are lookin' into mine
So baby make me fly
My heart has never felt this way before
I'm lookin' through your
I'm lookin' through your eyes

Just as long as your mine
I'll be your everything tonight
let me love you, kiss you
Baby let me miss you
Let me see your
dream about
dream about
dream about your eyes
eyes
eyes
beautiful eyes
Tradução
 
Seus lindos olhos
Olham bem nos meus olhos
E às vezes eu penso em você até tarde da noite
Eu não sei porque
Eu quero estar em algum lugar
Onde você esteja
Eu quero estar onde

Você está aqui
Seus olhos estão olhando os meus
Então baby me faça voar
Meu coração nunca sentiu isso antes
Eu estou olhando em seus
Eu
estou olhando em seus olhos


Eu percebo que estou viva
Em apenas um momento
Eu chorarei
Porque você é a minha canção de ninar
Então baby, venha me abraçar
Porque eu
Eu quero ser tudo o que você precisa
Eu quero estar onde

Você está aqui
Seus olhos estão olhando os meus
Então baby me faça voar
Meu coração nunca se sentiu isso antes
Eu estou olhando em seus
Eu
estou olhando em seus olhos


Enquanto você for meu
Eu serei o seu tudo essa noite
Deixa eu te amar, te beijar
Baby me deixe sentir saudades
Me deixa ver seus
Sonhar com
Sonhar com
Sonhar com seus olhos
Olhos
Olhos
Lindos olhos


         Senti os lábios de Arthur beijarem meu pescoço e subirem para minha boca, sua língua pediu passagem e eu concedi. Nos beijamos enquanto dançávamos e era como se eu estivesse flutuando. Arthur acariciou minhas costas e fez um caminho de beijos por meu rosto. As dúvidas rondavam minha cabeça, mas nada era mais importante que aquele momento. Levantei minha mão até o cabelo dele e enrolei meus dedos em seus cachos, o perfume que exalava dele me inebriava. O beijo se tornou feroz, Arthur e eu buscávamos a boca um do outro com desejo. Deslizei minha mão por seu pescoço e peito, e comecei a desabotoar sua blusa. Eu já tinha feito um grande progresso quando ele segurou minha mão.

- O que? – Perguntei sem entender, sentindo a rejeição. Arthur se afastou um pouco e olhou nos meus olhos com uma fúria de desejo.

- Tem certeza? – Sua voz não passava de um sussurro rouco e quase inaudível.

- Nunca tive tanta certeza antes. – Falei o olhando nos olhos, não sei exatamente o que ele viu, só sei que ele me puxou pros seus braços e voltou a me beijar com mais desejo que antes. Ficamos nos beijando durante muito tempo, o beijo ficava feroz e suavizava e nós dois já estávamos respirando com dificuldade, não só por falta de ar.

Arthur se abaixou e subiu sua mão lentamente por uma de minhas pernas, e quando chegou à coxa ele a puxou, passando minha perna por sua cintura, uma descarga de energia percorreu todo meu corpo, quando senti nossas intimidades se tocaram, mesmo com toda a roupa.

- Você não sabe o que faz comigo. – Arthur sussurrou, e eu decidi ser um pouquinho mais ousada.

- Ah... Eu sei. – Falei tocando o volume sobre sua roupa. Arthur gemeu e devorou minha boca com fome. Sua mão voltou a passear pelo meu corpo e logo ele se livrou do meu vestido, ele me olhou de cima a baixo, aprovando com os olhos o que via.

- Estou em desvantagem. – Sorri enquanto eu terminava de tirar sua blusa e passava logo pra sua calça, nos deixando somente com as roupas íntimas. Voltamos a nos beijar, Arthur passou sua língua por meu lábio inferior e desceu beijando meu queixo, pescoço e subiu até a minha orelha, mordendo o lóbulo da minha orelha.

- Você mudou minha vida. – Arthur falou e me olhou antes de continuar, eu me vi perdida naquele olhar. – Eu te amo, Wanessa. – Meu coração pulou no meu peito e meu estômago revirou como se tivesse mil borboletas passeando dentro dele. Eu vi verdade em suas palavras e no seu olhar. E me vi respondendo.

- Eu também amo você, Arthur. – Depois que aquelas palavras saíram, eu vi o quanto elas eram verdadeiras. E percebi que foi a primeira vez que eu as disse para um homem, que não fosse meu pai. Um sorriso lindo nasceu no seu rosto e a luz que brilhava em sua volta se intensificou. Por um momento pensei no que eu estava fazendo, eu não sabia o que ele era nem porque ninguém mais, a não ser eu mesma, podia vê-lo. Do mesmo jeito que esses pensamentos vieram eles passaram, pensei nos pequenos detalhes, como o jeito que meu coração pulava sempre que o via, como minhas mãos suavam, como eu sentia a sua falta quando passava muito tempo sem o ver e só restou a certeza que eu o amava.

- Você desistiu? – Arthur perguntou, uma tristeza profunda tomou conta dos seus olhos, e doeu ver aquela tristeza. Em resposta eu o beijei, um beijo calmo e cheio de amor. O beijo logo intensificou, Arthur tornou a passar minha perna por sua cintura, fazendo o mesmo com a outra, sem quebrar o beijo ele caminhou comigo até a beira da cama e lentamente ele me deitou. Senti seu peso contra meu corpo e me senti completa.

Passeei minha mão por sua barriga e abdômen, sentindo cada detalhe do seu corpo, Arthur começou a conhecer meu corpo também, passando sua mão por minha perna, coxa, barriga, braços, deu uma atenção especial para meus seios, brincando com um e com outro e chegou ao meu rosto.

- Você é linda. – Ele falou. Seu hálito tocando meu rosto, e eu senti espasmos por todo meu corpo.

- Você está me enlouquecendo. – Falei brincando com um dos seus cachos que caia no seu rosto. Ele riu maliciosamente e se ajeitou sobre mim, me fazendo sentir sua excitação.

- E como você acha que eu estou? – Sua voz saiu falha e eu deixei um gemido baixo escapar, como um ronronar de um gato. Eu vi seus olhos brilharem e sua ereção aumentar. Arthur desceu refazendo o caminho de beijos e parou na beirada da minha lingerie, seus olhos em dúvida, apertei minhas pernas em torno dele o fazendo gemer e arrancar minha ultima peça sem hesitar. Seus olhos me devoraram me fazendo corar e ele sorriu ao perceber. Ele retirou sua boxer e colocou uma camisinha.

Arthur se colocou novamente sobre mim e cuidadosamente me penetrou, sem desviar seus olhos dos meus. Ele começou a se movimentar lentamente e aumentando seu ritmo, quando eu atingi meu ápice parecíamos estar ligados, como se estivéssemos envoltos em sua áurea branca. Estávamos ofegantes e com o coração acelerado, mas longe de estarmos saciados. Arthur me virou e fiquei sobre ele, nossos corpos pulsavam na mesma sincronia, nossos corações batiam no mesmo embalo e era como se eu pudesse sentir toda a alegria que fluía do seu corpo. Nos amamos novamente e novamente, até que eu repousei sobre seu peito, exausta.
- Fica comigo.
- Fico. – Ele prometeu e eu fechei meus olhos, inebriada com o cheiro másculo e exótico que exalava dele, e rapidamente caí na inconsciência.

♥♥♥

Tive uma noite tranquila e sem sonhos, senti a consciência ao longe me puxando pra algo maravilhoso, lembrei-me de tudo o que tinha acontecido na noite anterior e virei-me na cama buscando por ele. Tateei o lado da minha cama e toquei seu torso ainda nu. Sorri antes de abrir meus olhos lentamente.

- Bom dia princesa.

- Você ficou! – Exclamei em êxtase.

         - Eu disse que ficaria. – Arthur riu e deu um beijo no meu nariz, subi meu rosto e toquei seus lábios, meu corpo ainda sentia os efeitos da noite que tivemos, era mais que sexo, era amor, como se nossas almas estivessem fundidas em uma só.

- Obrigada. – Sussurrei.

- Disponha. – Sorri com as entrelinhas dessa palavra.

- Ness. – Ouvi mamãe falar. – Ainda está dormindo? – Olhei pra fora e vi que o sol já estava alto no céu. Quando olhei novamente Arthur já não estava mais, senti meu peito apertar e meu rosto se contorceu em dor. Arthur reapareceu na minha frente e passou a mão carinhosamente em meu rosto, o dele refletindo a minha dor.

- Eu volto. – Ele me deu um selinho. – Amo você.

- Idem. – Falei para o vento, pois ele não estava mais lá. Mas eu sabia que ele tinha ouvido.

15 comentários:

Meu Deus Sandry
você que nos enlouquecer né?
Só pode
ahh curiosidade mata e você atiça a nossa a cada cap
to ancioso pra descobrir o que o Arthur é ( eu até imagino, mas naum quero estragar a surpresa kkkk )
Anciosa pelo próximo cap
Beeeijos
A fic tah cada vez melhor

amei san!!
eu ainda naum sei oq ele é mais to curiosa=D
quando é o prox. capitulo??
bjss
By: Bianca!

Eu só posso estar louca, mas essa menina imagina ele.
Só pode, só ela o vê.
To ficando louca e ñ to entendendo nd.
Curiosa pra quando ela descubrir a verdade sobre a família.

Oie, vc nao esta louca, mas nao posso contar ainda o q ta acontecendo, mas em breve descobriremos

bjjs e obrigada a todos pelos comentarios

cada cap que passa eu fico mais anciosa p/ saber o que vai acontecer

Está perfeito, esse capítulo ficou muito bom. Foi tao romantico eu amei mesmo.
Estou curiosa pra saber mais e mais sobre o Arthur, posso imaginar, mas quero decobrir o resto.
Com toda certeza quero que eles fiquem juntinhos =)
Beijos e parabéns, ansiosa por mais =)

ansiosa pelo proximo capitulo
parabens

Sandry... super top esse capitulo!!! Gente são tantas espectativas, tipo:
1- quando ela vai conhecer toda sua familia
2- Qual vai ser a ser a sua reação? Vai entender o que os pais fizeram por ela??, ao privarem de crescer perto dos irmãos, tios e avós?
3- Quando ela irá desenvolver seus poderes como hibrida? Em que situação isso acontecerá (Vampira e Lobisomem)?
4-Quem é esse artur (vampiro, lobisomem, ou aquela outra raça que eu esqueci o nome que a irmã do seth teve o imprint de olhos azuis - que conseguem esconder bloquear o cheiro e o pensamento)?

Enfim... curiosa para descobrir esses segredos, mas apesar disso Sandry estoou amando o jeito com que vc esta levando a carruagem... nem rapido e nem devagar... sempre deixando a gente com um gostinho de quero mais!

Bjks!

oi Die, vou tentar responder suas perguntas, sem prejudir o segredo kkk
1 em breve ela começara a conhece-los, sem saber quem eles sao
2 a reaçao dela nao vai ser nada legal asuhasuht
3 nao da pra responder kkkkk
4 a outra raça é imortal, mas isso veremos mais pra frente aushaush
muito obrigada
e tambem aos demais comentarios

aiim!!!!
morrendo de ansiedade e curiosidade aki !!!
meu deus!!
otimo como sempre sandry!!
como sempre amando suas fics1!
bjs!

Amei
eu ainda nao sei oq o arthur é mais vai ser um bac quanto descobrirmos.
quando ela ira encontrar sua familia?
e quando vai descobir?
Amei ta perfeito

ai meu deus!!
ta otimo!
esperando o proximo!!

amei ta tudo perfeito!!!!
serio só vc mesmo san!

Amei né! *-*
Cara que super! Mais ainda assim to super curiosa tbm! u-u San revela logo o segredo desse cara!

TA LINDO !!!!!!!!!!!
to amando ,,, só tem um defeito você semre me deixa curiosa rs'

eu quero saber como é esse athur ..
beijinhos

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.