31 de out de 2011

Capitulo 26

Posted by sandry costa On 10/31/2011 No comments



O primeiro dia das nossas vidas!

Ponto de Vista da Mary



----Sábado, 2 de Julho de 2022----



Ai, é hoje! São 6h da manhã e eu já estou acordada com a ansiedade.

Eu e Maggie dormimos na mesma cama hoje porque ficámos a falar até tarde essa noite sobre a surpresa que íamos fazer para os garotos no casamento. Nossos noivos não sabem ainda…

- Mary, você também não consegue dormir? – ela me perguntou ainda de olhos fechados.

- Não consigo, Maggie. – eu respondi - O nervoso tá tomando conta de cada célula do corpo.

- Do meu também! – ela comentou e se sentou na minha cama de Forks.

O casamento ia ser em La Push. Ou melhor, o “sim” ia ser dito na praia de La Push. Nós íamos casar na praia. Ideia minha e da Maggie, que a tia Ly se recusou por um tempo, mas depois teve de aceitar.

- Ai, tou tão nervosa! – eu resmunguei.

- Eu devo tar cheia de olheiras.

- Calma, tia Ly vai tirar isso com a maquilhagem. – eu a confortei.

- E se algo correr mal? – ela questionou preocupada.

- O que pode correr mal? Nada! Nenhum casamento nessa família teve uma festa desastrosa. Tia Alice é mestre nisso.

- E se eu me engano na parte surpresa?

- Não vai. – eu assegurei a ela e a mim. Eu também estava assim, como ela.

- Nós devíamos estar dormindo. Alice disse para acordarmos às 7h30m, não às 6h!

- Pois, mas para mim não dá! Sabe, temos de controlar a Marie, a Matilde e a Alyssa. Nada do que elas virem hoje pode sair daqui.

- Exato. Nada mesmo.

- Hoje é o dia…

- Bom-dia! – tia Alice entrou com cara horrorizada no meu quarto – Credo, vocês ficaram a noite toda sem dormir?

- Bom-dia. Não, nós dormimos algumas horas…

- Bom-dia.

- Quantas horas? – tia Alice quis saber.

- Hum…4 horas? – Maggie fez as contas.

- Isso explica as olheiras! Sabem o trabalho que isso vai dar para esconder? Muito!

- Desculpa. – eu e Maggie pedimos em coro.

- Vá, eu perdoo. Hoje é dia de festa, eu perdoo. – ela sorriu – Rose, Bella, Nessie, Jane, Esme, Angie!!!

- Ei, para quê tanta gente? – eu perguntei.

- Vocês são duas e hoje serão as rainhas da festa. Hoje tudo em vocês vai brilhar!

- Alice! – mamãe entrou no quarto de camisa da noite.

- As noivas já estão acordadas, infelizmente. Isso significa que vamos começar a trabalhar nelas. – tia Alice explicou assim que todas as mulheres que ela tinha chamado entraram no meu quarto.

- Todas aqui?

- Não. Esme, Angie e Jane vão ajudar os garotos. – tia Ly ordenou.

- Ok. – elas concordaram.

- Boa sorte meninas. – Jane desejou e saiu.

- Maninha, Mary, relaxem! – Angie nos aconselhou.

- Queridas, ponham um sorriso na face que tudo vai correr bem. Hoje vai ser um dos dias mais felizes da vossa eternidade.

- Obrigada. – eu e Maggie agradecemos.

- As damas de honra chegam depois do almoço. – tia Ly nos informou – Primeiro vão tomar um banho as duas. Maggie no banheiro do Nick. Mary nesse aqui.

- Mas e o Nick? – Maggie perguntou.

- Não há problema. Essa casa só tem garotas hoje. – mamãe nos disse.

- E eu tou protegendo as nossas mentes. – vó Bella adicionou.

- Sim, os garotos tão na casa grande. – tia Rose facilitou.

- Ok, até já. – eu disse e fui para o meu banheiro.

Lá encontrei um banho com sais preparado para mim. Entrei e deixei a água envolver-me esperando conseguir relaxar.

- Mary! Mary! – mamãe me acordou. Eu estou dormindo no meu banheiro! Dentro de água!

- Que horas são? – eu quis saber super preocupada.

- São 7h da manhã. Você adormeceu aqui…

- Eu vou sair já. – eu disse.

- Ok. – mamãe concordou e saiu.

Acabei de me secar e vesti um roupão roxo enquanto as mulheres da minha família iam me arrumar.

Quando sai do banheiro, tia Rose estava pintando as unhas dos pés da Maggie que estava embrulhada num roupão azul.

Minhas unhas, meus cabelos, minha face e até minha pele foi tratada, arrumada e cuidada.

- Ai Nessie, me ajuda aqui. Sua filha tem umas olheiras de metro e meio. – tia Ly se queixou.

- Tou a ir. – mamãe disse e veio.

Algumas horas depois, vovó Esme trouxe uma bandeja para mim e para Maggie comermos.

Uma salada de frutas leve e gostosa para não ficarmos inchadas no vestido. O casamento seria às 16h.

Todos estavam vindo: todos os lobos e suas esposas/namoradas e/ou imprintings; os Denali; vovó Rénee, vovô Charlie, Phil, Sue. Tia Rebecca e sua família também estavam vindo. Não que eu a conheça muito bem, mas é família.

- Obrigada, estava ótimo. – eu agradeci a comida para vovó Esme e limpei os cantos da boca.

- É, obrigada Esme. – Maggie também agradeceu.

- Tia Alice, não dá para ver o Seth só um pouquinho, por favor? – eu pedi.

- Tou com a Mary nessa, Alice. Posso ver o Nick um minutinho? – Maggie pediu também.

- Vocês tão doidas? Nem pensar! Os noivos só vão ver as noivas no altar!

- Por favor? – eu tentei.

- NÃO! Não deixei em nenhum casamento até hoje, nem no da Bella, nem no da Nessie, não será diferente hoje!

- Que saco! – Maggie comentou.

- Concordo.

- Mary!!! – entraram a Matilde e a Alyssa juntas, lindas e arrumadas para o casamento. – Maggie!

- Oi. – todas cumprimentámos.

- Vocês tão a ficar autênticas princesas! – Matilde afirmou.

- Obrigada. – eu e Maggie agradecemos em simultâneo.

- Vocês estão muito bem, meninas. – eu comentei – Damas de honra lindas!

- Obrigada.

- Maggie, aqui tem. – Claire entregou uma rosa vermelha à Maggie – E essa é para você, Mary.

- Rosas vermelhas?

- Nick e Seth mandaram para vocês. – Claire explicou.

- Oh…tão romântico! – eu me derreti.

- Amei! É perfeito… – Maggie disse super comovida.

- Meninas não chorem, olhem a maquilhagem. – tia Rose avisou.

- Claro.

- Meninas, essa é a Claire. – eu apresentei a Claire para a Alyssa e a Matilde.

- Prazer. – Alyssa cumprimentou Claire – Sou a Alyssa.

- Sou a Matilde, prazer. – Matilde também a cumprimentou.

- E ela é nossa dama de honra também. – Maggie explicou para as meninas – Aliais, as 3 são.

- Falta ainda uma…

- Posso? – Marie Abrell, a minha única amiga rapariga em Forks High School, surgiu na porta do meu quarto. Eu saltei de minha cadeira imediatamente.

- MARIE!!! – eu a abracei.

- MARY!!!! – ela chamou por mim, já não nos víamos há quase 2 anos e meio!

- Você tá diferente. Pintou o cabelo, né? – eu perguntei.

- Achei que ficava melhor. Você tá linda! – Marie me elogiou.

- Você também. E enorme! Como você cresceu, amiga!

- Você tá igualzinha como eu me lembro. Só mais bonita! Não posso acreditar que tá casando, já! Quando recebi seu convite fiquei de boca aberta. Era tão lindo!



- Tive saudades de você!

- Eu também. – ela me abraçou de novo – Oh, eu trouxe Pietro comigo, se importa?

- Pietro? – eu perguntei interessada nas novidades.

- Desculpem interromper, mas Mary senta. Você pode ouvir e falar sentada. Preciso acabar de arrumar seu cabelo. – tia Alice comandou.

- Eu e Pietro…nós tamos namorando há 1 ano e tal…nós vamos morar juntos agora que eu vou para a faculdade. Vou cursar veterinária em Denver. – ela me informou.

- Parabéns, Marie! – eu a felicitei.

- Obrigada. Mas a noiva aqui é você! Tão nova e já vai casar…e você também Maggie, parabéns às duas. – Mary disse.

- Obrigada. – eu e Maggie afirmámos.

Era estranho ver Marie tão alegre, feliz e sem problemas depois de tudo o que se passou no passado. Primeiro o amor não correspondido com o Nick…depois a violação e a gravidez seguida de um aborto após uma queda nas escadas e a rejeição da mãe que a mandou viver com a avó…

Mas ela é uma mulher forte e sobreviveu a tudo isso. E está aqui, esbelta, com a vida bem encaminhada, me mostrando que existe sempre uma segunda chance na vida e que para quem sabe aproveitar, ela funciona. Fiquei realmente satisfeita de ver que minha amiga estava bem.

Incrivelmente, eu estava chorando. Hoje realmente ia ser um dia de muitas emoções.

- Marie, essas são a Alyssa e a Matilde. Minhas amigas de Fairwood e também minhas damas de honra. E essa é a Claire, minha amiga daqui, também minha dama de honra. – eu adicionei.

- Prazer conhecer você. – elas se cumprimentaram.

- Por favor, Mary não chora! – mamãe pediu – Tá estragando a maquilhagem.

- Tudo bem, eu já parei. – eu disse e sequei com cuidado as lágrimas.

- Nossas quatro damas de honra juntas, não são lindas Mary? – Maggie comentou.

- Perfeitas. – eu afirmei.



- Obrigada. – elas disseram em uníssono.

- Rose, vá ajudar a Bella com as meninas. – tia Alice pediu.

- Ok. Eu vou acabar de arrumar as meninas lindas das alianças. – tia Rose cantou e saiu.

Sara e Carol tinham pedido muito a mim e à Maggie para serem nossas meninas das alianças. Elas queriam levar um vestido lindo com um cestinho com os anéis lá dentro.

Assim sendo, Carol seria a menina que levaria as alianças de casamento da Maggie e do Nick e Sara seria minha menina das alianças, ou seja, levaria minha aliança e do Seth.

Elas ficaram tão contentes que seus sorrisos lindos foram o suficiente para convencer a mim e à Maggie que tínhamos feito a coisa certa.

Quase todos tinham ido para a praia. Aqui em casa, só restava eu, Maggie, minha mãe, meu pai, Sophie (mãe da Maggie) e o vovô Billy que ia levar a Maggie ao altar.

As mulheres tinham ficado lindas mesmo.





- Mary, fica quieta. – mamãe me disse quando acabava de passar meu vestido em mim.

- Filha, você tá linda! – Sophie disse olhando a Maggie, assim que acabou de vestir o vestido nela. Imediatamente, Sophie começou a deitar algumas lágrimas de felicidade.

- Tá uma princesa. – minha mãe me sussurrou no ouvido e me abraçou.

- Minha garotinha linda! – papai também me abraçou.

Meu cabelo estava solto e muito lindo com uma flor branca da cor do vestido na cabeça. Meu vestido de noiva era lindo, branco, tomara que caia, com alguns brilhantes aplicados no tecido.

Era longo, simples e bonito. Elegante, bem como eu gosto. Ainda faltava colocar a bijutaria.



Na flor do meu cabelo, bem no centro estava uma peça azul, uma safira de vovó Sarah, a mãe de meu pai, que morreu. Essa safira azul foi bordada na minha flor branca do cabelo. Era algo azul e emprestado. Era especial.

Minha mãe me colocou a liga de tia Alice e proferiu as palavras que tia Alice dizia em todos os casamentos sobre querer a liga de volta, segundo minha mãe.

A liga da Maggie era da mãe dela, a Sophie. Sophie com imenso carinho a colocou no sítio certo e desejou a ambas que fossemos noivas e esposas felizes.

O cabelo de Maggie foi arrumado num apanhado bem bonito. Seu vestido de noiva era tomara que caia também.

Maggie usou um pequeno colar com uma safira azul nele. E as molas em seu cabelo foram emprestadas pela sua irmã, a Angie.



Nós fomos para a praia onde os convidados nos esperavam a cavalo. Sim, nós decidimos que seria bem romântico e achámos que um cavalo branco se adequava aos contos de fadas.

Quando chegámos à praia, papai me ajudou a descer do cavalo e depois ajudou Maggie, sendo que vovô Billy não conseguia…

Eles nos deram os braços e eu olhei para Maggie para ter certeza que ela estava pronta para nossa surpresinha. Apenas vô Edward, tia Alice, vovô Billy e papai sabiam.

Tia Alice deu permissão para vô Edward começar a tocar a marcha nupcial e as cortinas que tapavam a passadeira abriram.

Tive contato visual com os convidados todos nesse cenário paradisíaco de casamento e por fim com a pessoa mais importante da minha vida, meu noivo: o Seth.

As gêmeas, nossas meninas das alianças avançaram e de seguida as damas de honra entraram. Eu e a Maggie ficámos sempre na entrada de braço dado com nossos pais até que as damas de honra percorressem todo o caminho até a fila da frente do altar.

Seth estava tão maravilhoso que algumas lágrimas ameaçaram transbordar. Mas eu sabia que não podia chorar porque senão ia estragar a surpresa.

A marcha nupcial parou, como eu e a Maggie combinámos com vô Edward e nossa surpresa começou.

A instrumental da música “First Day of My Life” de Melanie C começou a tocar e agora era nossa vez. Eu e Maggie íamos atravessar a passadeira vermelha até o altar a cantar.

First Day Of My Life – Mary e Maggie – Clique aqui para ouvir

(Maggie)
So I found a reason to stay alive
Try a little harder, see the other side
Talking to myself
Too many sleepless nights
Trying to find a meaning to this stupid life
I don't want your sympathy
Sometimes I don't know who to be

Hey, what you´re looking for?
No one has the answer
They just want more
Hey, who's gonna make it right?
This could be the first
Day of my life

Maggie cantou os primeiros duas partes da música e avançou até ao meio da passadeira calmamente dando o braço a Billy.

Agora era minha vez de avançar.

(Mary)
So I found a reason
To let it go
Tell you that I'm smiling
But I still need to grow
Will I find salvation in the arms of love?
Will it stop me searching?
Will it be enough ?

I don't want your sympathy
Sometimes I don't know who to be

Assim que cheguei no mesmo ponto da passadeira que Maggie, dando o braço a meu pai, começámos a cantar o refrão em coro e a avançar lentamente para os braços de nossos amados noivos.

(Mary e Maggie em coro)
Hey, what you looking for?
No one has the answer but you just want more
Hey, who's gonna make it right?
This could be the first day of my life

The first time to really feel alive
The first time to break the chain
The first time to walk away from pain

Hey, what you´re looking for?
No one has the answer we just want more
Hey, who's gonna make it right?
This could be the first day of your life
Hey, what you´re looking for?
No one has the answer, they just want more

Hey who's gonna shine alight?
This could be the first day of my life

Seth e Nick olhavam para nós surpresos e os convidados pareciam estar surpreendidos pela positiva.

Quando chegámos no altar, Billy entregou pousou a mão da Maggie na mão de Nick, que a recebeu chorando e meu pai, pousou a minha na do Seth, dizendo estas palavras:

- Confio em você, a minha princesa.

- Eu serei merecedor dessa confiança. – Seth prometeu com as lágrimas nos olhos e a cerimónia começou.

- Então, estamos aqui presentes para celebrar os casamentos destes jovens apaixonados. – o conservador disse e avançou com o casamento até a parte mais importante – Podem trocar alianças se assim quiserem assim que fizerem os votos.

Sara se aproximou de nós e Carol se aproximou com a cesta de Maggie e de Nick.

- Eu, Seth Clearwater, aceito-te a ti, Marianne Cullen Black, como minha esposa, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, enquanto nós dois vivermos. Aceita esta aliança como prova do meu amor e da minha fidelidade. – Seth jurou com amor e sinceridade nos olhos colocou a aliança no meu dedo.

- Eu, Marianne Cullen Black, aceito-te a ti, Seth Clearwater, como meu esposo, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, enquanto nós dois vivermos. Aceita esta aliança como prova do meu amor e da minha fidelidade. – eu repeti os votos e coloquei o anel no dedo dele. Meu coração estava a mil.

- Eu, Nick Cullen Black, aceito-te a ti, Margaret Ateara, como minha esposa, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, enquanto nós dois vivermos. Aceita esta aliança como prova do meu amor e da minha fidelidade. – Nick proferiu as palavras sagradas do casamento e deslizou a aliança no dedo dela.

- Eu, Margaret Ateara, aceito-te a ti, Nick Cullen Black, como meu esposo, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, enquanto nós dois vivermos. Aceita esta aliança como prova do meu amor e da minha fidelidade. – ela fez os votos com emoção e colocou a aliança no dedo de Nick.

- E assim, eu vos declaro maridos e mulheres! Podem beijar as noivas! – o conservador declarou e eu suspirei de felicidade.

Seth me agarrou pela cintura e eu passei minhas mãos pelo cabelo dele. Sem mais demoras, selámos nossos lábios pela primeira vez como marido e mulher para toda a eternidade.

Maggie e Nick também se beijaram apaixonadamente e choveram assobios e aplausos dos convidados.

Nós atravessámos a passadeira vermelha de mãos dadas e arroz choveu sobre nós.

Em cima de um cavalo branco, cada casal se dirigiu para a casa grande onde seria a festa do copo-de-água.

Os convidados já sabiam portanto seria fácil.

Já na festa, o jantar foi servido e todos os que comem pareceram apreciar o buffet.

Seguiu-se a tradicional ronda dos noivos às mesas e logo depois viria a acontecer o ponto alto da festa.

A primeira dança entre noivos como casados. Eu, Seth, Nick e Maggie ensaiamos essa “surpresa” por algum tempo e ia ser divertido…eu acho. Pelo menos, um pouco diferente.

Escolhemos a música “Everytime we touch” dos Cascada porque todos concordamos que era perfeita para nós.

(Nota da Autora: Por favor, vejam, ou melhor, oiçam o vídeo para poderem compreender. Eu própria o fiz. http://www.youtube.com/watch?v=BkVMwV2oH6U&feature=youtube_gdata)

A música original era lenta e era perfeita para dançar calmamente, agarrados, mas nosso casamento era mais moderno e mais jovem. Sendo assim, usámos a versão rápida da música misturada com a versão lenta e deu nisso.

No inicio, estávamos dançando abraçados, mas depois o ritmo aumentou e nós pudemos concretizar nossa coreografia.

Após essa muitas musicas vieram e eu dancei com meu pai a música “I Loved Her First” dos Heartland. A letra tinha tanto a ver conosco. Foi um momento lindo e ambos chorámos quando ele disse:

- Minha pequena garotinha casou. – e me abraçou. Nossa relação sempre foi tão especial…

Dancei com todos os homens da família e da festa e em especial com meu noivo. Também dancei com meu irmão que estava tão feliz como eu por estar casando hoje.

A hora de tirar a minha liga e da Maggie foi a mais hilária. Pietro foi o homem que a agarrou a minha e Embry agarrou a da Maggie. O meu boquê calhou na Marie. E boquê da Maggie calhou na Sara.

A hora da despedida foi a parte mais difícil. Chorei litros e meus pais também.

Eu e Seth estávamos indo para um sitio diferente da Maggie e do Nick, mas qual eu não sabia, nem Maggie. Isso já vinha sendo tradição na família…

Mas uma coisa eu tinha certeza hoje era o primeiro e o melhor dia de toda a minha vida eterna…

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.