16 de nov de 2011

Capitulo 7

Posted by sandry costa On 11/16/2011 2 comments

COMENTEM!

Edward deu de ombros e voltou a beijá-la, mas alguns minutos depois Isabella acabou caindo no sono e o Cullen a levou para seu quarto deitando-a na cama. Ele tentou sair, do quarto, mas a cama era tão grande para ela ficar deitada ali sozinha...


Caridoso, Edward se deitou ao lado dela, puxando-a para cima do seu peito.


Capitulo 6


- Bells...


Isabella despertou ouvindo seu nome sendo chamado, mas ela estava cansada o suficiente para não abrir os olhos.


- Hm? – A morena aconchegou-se melhor entre os lençóis e o peito de Edward.


- Pensei que estava morta, você realmente deve estar muito cansada para não se mexer, eu me lembro de como você era agitada enquanto dormia.



Aos poucos Isabella foi abrindo os olhos, confusa.


- Onde estou? – Ela perguntou, olhando o quarto branco.


Disfarçadamente escorregou sua mão pelo corpo, avaliando se estava devidamente vestida.


- No meu quarto. – Edward sorriu – Você dormiu no sofá, eu achei melhor te trazer para cá.


A morena arregalou os olhos e sentou-se na cama.


- Droga, que horas são?


- Fica tranqüila, ainda não está na hora de você ir para o hospital, são 14h26min. – Ele a tranqüilizou, puxando-a de volta. – Pode ficar mais um pouco ainda...


A boca dele cobriu a dela. Edward quis fazer isso enquanto ela estava dormindo, mas poderia acordá-la e a morena parecia tão cansada.


- Edward... – Isabella riu empurrando-o – Isso é muito estranho.


- Por quê? – Ele deitou-se ao lado dela, apertando-a contra seu peito.


- Há duas horas nós estávamos nos beijando e agora eu já estou na sua cama.


- Deixa de ser absurda Bella. – O Cullen sentou-se na cama como Buda. – E você já esteve algumas vezes na minha cama, não nessa, mas esteve.


- Isso foi há 18 anos. – Ela corou, fazendo-o rir.


- Eu sei. – Ele cerrou os olhos admirando-a, logo depois sorriu – Olha, se você quiser tomar um banho o banheiro é ali.


- Não, eu faço isso no hospital.


Era difícil ficar longe, quando Edward menos percebeu já estava deitando-se sobre ela beijando sua boca.


Isabella fechou os olhos apreciando o beijo. Suas mãos escorregaram pelas costas do rapaz, infiltrando-se na camisa dele e tocando sua pele quente.


A língua deles entrelaçou-se de uma forma deliciosa, mas o beijo começou a ficar mais... quente, o que fez Isabella tirar a mão de dentro da camisa dele, fazendo-o entender que aquilo não passaria disso.


- Acho melhor eu ir... – Ela sussurrou quando se afastaram – Posso usar seu banheiro?


- Fique a vontade. Vou estar na sala.


A morena levantou-se da cama ajeitando seu vestido que estava quase em sua cintura. Enquanto ela caminhava para o banheiro Edward sorriu observando-a.


E ele que pensou que nunca mais iria tê-la. Todos esses anos esteve muito errado, mas não deixaria o que aconteceu há 18 anos atrás se repetir. Edward lutaria por ela.


Já no banheiro Bella se olhava no espelho mal conseguindo acreditar no que estava acontecendo. Como sua vida pode mudar tanto de um dia para o outro? Em um ela estava infeliz, e agora a felicidade estava explodindo em seu peito.


Isabella abriu a torneira e molhou seu rosto e improvisou uma escova de dente com o dedo. Amarrou seu cabelo em um rabo de cavalo e saiu do banheiro. A cama onde há poucos minutos dormia, agora, estava devidamente esticada. A morena saiu do quarto, encontrando Edward na pequena e luxuosa sala.


- Quer comer algo? – Ele sorriu, levantando-se do sofá.


- Não estou com fome, mas obrigada. – A morena sorriu pulando em um pé só para colocar a sapatilha. – Já te atormentei demais por hoje.


- Eu adoro ser atormentado por você. – Edward caminhou até ela, abraçando-a pela cintura.


- Você se importaria se cancelássemos nosso cinema? – Ela mordeu os lábios – Eu vou chegar exausta do hospital e preciso descansar para acordar cedo amanhã. – Isabella ficou com dó da cara de cão que ele fazia. – Mas eu posso retribuir o jantar amanhã à noite, lá em casa.


- E os seus filhos?


- Vão depois da escola para o apartamento do pai. – A morena deu de ombros – Eles ficam lá até segunda, voltam para casa depois da escola.


- Hmm. – Edward não pode evitar que um sorriso nascesse em seus lábios – Por mim tudo bem.


- Eu te ligo para combinarmos tudo. – Isabella ajeitou os cabelos, pegou sua bolsa e as chaves do seu carro.


- Espera. – Edward a segurou puxando-a para mais perto do seu corpo. Os lábios dele colaram no dela, em um simples selinho – Agora sim.


- Você não muda Edward.


- Eu sei que você gosta de mim assim.


Os dois se despediram com mais um selinho e Isabella saiu do apartamento de Edward ansiando para que o jantar em sua casa chegasse logo.


[...]


A morena retirou sua roupa e deixou seu corpo relaxar na cama. Seu dia no hospital havia sido cansativo e a única coisa que ela queria agora era dormir, mas seus pensamentos foram interrompidos por batidas na porta.


- Entre.


July sorriu colocando a cabeça para dentro do quarto da mãe.


- Te acordei?


- Não querida. – Bella sorriu – Pensei que você estivesse saído.


- Hoje não. – A menina deu de ombros entrando e fechando a porta. Isabella deu espaço para que a filha se deitasse ao seu lado. – Como à senhora está?


- Bem.


- Mãe, eu sei que você está mentindo.


July enxugou algumas lágrimas que sua mãe deixou escapar.


- Eu só queria um tempinho com vocês, mas sem o seu pai. Ele estragou tudo, ele sempre estraga tudo.


- Eu sei mãe. – A menina deitou a cabeça no braço de Isabella, abraçando-a. – Thony é infantil, nós dois discutimos hoje. Ele não devia ter convidado o papai para vir aqui em casa sem te avisar.


- Anthony não tem culpa, ele se deixa levar pela conversa do seu pai.


- Agora me conte onde a senhora ficou até a hora de ir para o trabalho, nem adianta dizer que foi direto para o hospital porque eu liguei para lá, procurando pela senhora.


Isabella não pode conter um sorriso.


- Por ai...


- Hm... E esse por ai tem nome?


- July!


- Qual é mãe. – A menina riu – E aquela historia de amigas? Que devemos contar tudo uma para a outra... Eu não vou criticar a senhora, pelo contrario, vou ficar muito feliz se você estiver feliz.


- Eu ainda não sei o que estou sentindo. – A morena riu escondendo o rosto no ombro da filha – Mas é tudo muito bom.


- Se precisar de umas dicas pode contar comigo.


Bella arqueou as sobrancelhas,


- E você já é muito experiente?


- Em sexo não, mas em pegar caras sim. Eu já beijei mais caras que você mãe, sua lista é bem pequena, só tem o papai.


- Não exatamente...


- Conta...


- July, não.


- É o professor Cullen certo?


- Acho que está na hora de você ir dormir, amanhã temos que acorda cedo.


- Mãe...


- Durma bem querida. – A menina bufou. Isabella riu beijando sua testa – Amo você princesa.


- Também amo a senhora.

2 comentários:

DEMAISSSS
Só pode ser o Edward mesmo.
Amei ve se ñ demora de postar o outro cap
bjs
RM

AMEI esse capítulo.
Estou louca para ver o próximo.
Por favor não demora muito para postar.
Bjs
Aline

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.