14 de jul de 2012

Capítulo 18 I'll love you for a thousand more yea

Posted by Dany Rocha On 7/14/2012 No comments


[N/A: PESSOAL ME DESCULPA PELO TANTO DE MESES SEM POSTAR!!! ¨O¨ Eu posto SSS no Nyah, ela já está finalizada, lá. Mas vou postar todos os capitulos aqui, ta bem? DESCULPEM MAIS UMA VEZ!]

—... foi simplesmente incrível! — Alice finalizou eufórica e Bella sorriu sincera.

— Fico feliz por vocês Alice, bom saber que vocês aproveitaram bastante a lua de mel. — Alice sorriu travessa. 

— Com certeza aproveitamos.

Alice havia voltado de sua lua de mel há dois dias, ela e Jasper passaram quase um mês fora e claro que Alice já havia contado para sua mãe, Esme, todos os detalhes da viagem, talvez nem todos, e contara a Rosalie também e aquela manhã resolveu chamar Bella para um passeio no shopping e aproveitou para contar a ela como foi sua maravilhosa viagem ao lado de seu recém marido. 

— E como estão às coisas entre você e o Edward? — Alice perguntou enlaçando seu braço no de Bella, elas andavam distraidamente no shopping, próximo a praça de alimentação.

Como responder a pergunta de Alice? Bem, as coisas estavam ótimas e esse fato assustava Bella, porque a cada dia que se passavam, os atos de Edward mexiam cada vez mais com ela, cada palavra pronunciada de sua linda boca a deixava mais presa na bolha particular tão conhecida por eles, a cada olhar dele lançado sobre ela a fazia sentir sensações que só ele a proporcionava, a cada toque seu... Ah, seu toque a deixava enlouquecida, só de lembrar ela já se sentia nas nuvens e isso era estranhamente... Bom.

As coisas entre eles estavam, hmmm, legais. Bella podia definir exatamente como isso, legal. Era como se eles fossem mesmo um casal, bem, eles eram um casal certo? Bella sabia que futuramente com certeza eles seriam. Futuramente, depois que se casassem — dali exato quatro dias, no papel — e depois que ela terminasse oficialmente com Jacob, uma coisa que há tempos ela já devia ter feito, mas ela não achava certo terminar um relacionamento por celular, mas ela também não achava certo começar um relacionamento já estando em um. 

Ela esperava que Jacob entendesse. 

Jacob em certas viagens demorava bastante e isso já não a surpreendia mais. E em todas as chegadas dele ela sempre estava ansiosa por vê-lo e aplacar a saudade, porém ela não estava ansiosa dessa vez para aplacar a saudade. Ela tinha certeza que Jacob a percebeu distante desde a última vez que ele a telefonou. 

Flashback On
Sentada à mesa de seu estúdio fotográfico Bella terminava de passar algumas fotos — de uma de suas clientes — para o CD quando o seu celular tocou em cima da mesa bagunçada com vários papeis; revistas e fotos espalhadas por toda ela. Bella atendeu ao celular sem olhar no identificador de chamada.

— Alô? 

— Olá, Bella! Tudo bem? Estou morrendo de saudades de você. — Bella reconheceu a voz na hora e um sentimento esquisito lhe apoderou naquele momento.

— Eii, Jake! — Disse ofegante, como se tivesse corrido uns 5 km sem parar para descansar. — Quanto tempo, hã... — Ela umedeceu os lábios.

O nervosismo era evidente.

—... Como vão as coisas? 

—Vão indo. Desculpe a demora Bells, quando estava prestes a retornar recebi uma nova chamada e resolvi ir direto para Califórnia ao invés de voltar para Nova York e ir para Califórnia no dia seguinte. — Bella ouviu atentamente.

— Claro, não tem problema. — Bella mordeu o lábio inferior, ela poderia falar com ele agora, mas iria esperar ele retornar.

— Mas e você? Como está? Não me ligou mais. — Disse meio triste. — Esqueceu-se de mim? — Bella apenas riu nervosamente.

— Que idéia. Hmmm... — Ela soltou um suspiro. —... Estou bem, sabe, na mesma. — Bella se insultou mentalmente. É claro que não estava na mesma! Era só pegar alguma revista de fofocas e pronto! Você veria que nada estava na mesma.

— Okay. — Jacob disse soando duvidoso. — Volto provavelmente daqui umas seis semanas. Está bem? 

— Aham, claro. — Bella passou a mão por sua nuca.

— Então ta. Beijos e se cuida... E Bells, eu te amo. — O nó se fez presente na garganta de Bella.

— Beijos. — E desligou o celular o jogando sobre a mesa e passando os seus dedos sobre os fios de seu cabelo. 

Em pensar que o pior estava por vim dali seis semanas, pois seria quando ela iria terminar com Jacob e oficializar mesmo o seu relacionamento com Edward. Ela olhou para seu dedo onde a aliança brilhava intensamente, ela a usava um pouco mais de uma semana e meiaFlashback Off

— Bem. — Respondeu Bella por fim. — Estão legais. — Sorriu tímida.

— Que bom Bella. — Alice abriu um sorriso de orelha a orelha. — Adorei esse anel que ele ti deu. — Alice disse pegando na mão de Bella. 

— É. — Bella também olhou para o anel. — Eu também gostei.

Bella estava surpresa, pois Alice não falou nada sobre ela se casar com seu irmão apenas no cartório e não na igreja também, pois seria uma ótima oportunidade para Alice esbravejar sua criatividade e preparar toda a “coisa”. Mas Bella depois se lembrou que de todos, apenas Alice e Jasper, sabiam do tal trato que ela e Edward fizeram por isso a pressa para se casar e apenas nos papeis, então nada Alice disse sobre não haver cerimônia na igreja. 

— Mas me conte. — Alice começou. — Quando você resolver as coisas com o... Hã... Jacob... — Disse por fim. —... E as coisas estiverem tudo mais certinho, eu posso preparar o seu casamento na igreja certo? — Alice perguntou com os olhos brilhando.

— Estava demorando você falar sobre isso. — Bella disse revirando os olhos e sorrindo marota. — Pode Alice. — Alice quase quicou no chão de tanta felicidade.

— Obrigada Bellita! Você é dez! — Bella sorriu minimamente e balançou a cabeça negativamente. 

Elas chegaram à praça de alimentação e almoçaram ali mesmo, depois da refeição elas voltaram a andar pelo shopping. 

— Vamos comprar algumas camisolas para a sua lua de mel! — Alice disse sobressaltada e feliz da vida.

Bella arregalou os olhos.

— Não! Não e não! — Ela balançou a cabeça e as mãos negativamente. — Nem pensar Dona Hale! Negativo! Isso está fora de cogitação! Ninanina não!

Alguns estantes mais tarde...

— Eu ti odeio! — Bella disse pela décima quinta vez para a Alice que a puxava pelo meio da loja onde havia várias lingeries e camisolas. 

— É! É! Vamos logo! — Alice revirou os olhos.

— E todos aqueles biquínis que você trouxe para mim de Cancun? Elas já são o suficiente na minha lua de mel Alice. — Bella estranhou as palavras “minhas” e “lua de mel” dito na mesma frase e por ela.

Ela havia dito para Edward que não era necessário uma lua de mel, mas o teimoso do seu futuro marido a convenceu, dizendo ele que eles não teriam um casório tão luxuoso, mas teriam uma maravilhosa lua de mel. Os pelos do corpo de Bella chegavam a eriçar só de imaginar eles em lua de mel. 

— Os biquínis são para quando você quiser tomar um solzinho na sua lua de mel, apesar de eu achar que conhecendo meu irmão como eu conheço vai ser difícil ele deixar você com alguma peça de roupa.

— Alice! — Bella a repreendeu.

— O que? — Ela parou de puxar Bella e a encarou. — Ah, vamos lá Bella, eu sei muito bem o que um homem e uma mulher fazem em uma lua de mel, a propósito eu acabei de voltar de uma, e principalmente minha amiga eu sei como meu irmão é pervo e ele não vai deixar você com nenhuma peça de roupa. — Bella ficou vermelha, mas em seguida logo cruzou os braços no peito e rebateu:

— Então para que comprar camisolas se ele não vai me deixar vestir nada durante nossa lua de mel? — Os olhos de Alice brilharam.

— Pra deixá-lo mais louco ainda e fazê-lo arrancar sua camisola com os dentes. — Bella sentiu algo esquentar entre suas pernas só de imaginar a cena.

— Em primeiro lugar, eu não preciso estar usando uma camisola para enlouquecer o Edward, — disse sem pensar — em segundo lugar, ta, ta vamos comprar essas benditas camisolas e em terceiro lugar esqueça o que eu disse em primeiro lugar. — Disse estreitando os olhos e fazendo Alice rir. 

—Hmmm... Safadinha. — Disse sorrindo maliciosa.

— Calada. — Bella disse levantando um dedo no ar em um gesto para fazê-la se calar. 

A tarde no shopping com Alice foi tranqüila e depois ela deu uma carona para Bella até o seu apartamento e a ajudou a levar as sacolas, das compras, para o seu andar e ao chegarem ao apartamento devidamente arrumado Bella a convidou para comerem alguma coisa e Alice aceitou prontamente, pois a última vez que haviam comido fora na hora do almoço e agora já passava um pouco das 18h17min.

— Sabe Bella... — Alice começou.

Elas estavam sentadas no sofá da sala de estar do apartamento de Bella comendo a um pacote de batatas fritas e tomando refrigerantes. 

—... Eu fiquei me corroendo o dia inteiro para ti perguntar, mas fiquei em duvida, talvez você não queira falar sobre isso. — Bella que prestava atenção na TV ligada a sua frente olhou para Alice com a testa franzida.

— Falar sobre o que? Pode perguntar Alice. 

— Okay. — Alice se virou na direção de Bella. — Você sabe que eu sei que esse casamento é apenas por causa do acordo que você e Edward fizeram certo? — Bella confirmou com um aceno de cabeça e Alice prosseguiu: — E depois de um tempo vocês acabaram se gostando e parece que estão agora juntos. — Bella fez uma careta.

— Mais ou menos, vamos oficializar entre nós mesmo só depois que eu terminar com o Jacob, pois no cartório já estará oficializado, né? — Bella pegou seu copo com a bebida e tomou um pouco dela.

— Isso. — Alice concordou. — A minha pergunta é: Então você realmente ama o Edward, certo? Porque você está se casando com ele mesmo depois dele ter dito que o acordo estava desfeito e bem, já que ele não está mais concorrendo à presidência da empresa se casar não é mais necessário, pelo menos por agora.

Bella se engasgou com a bebida.

— Como é?! — Sua voz se elevou algumas oitavas. — Como assim ele não está mais concorrendo à presidência? Ele sempre não quis a presidência? Ele não fez todo aquele joguinho para nos casarmos para ele consegui-la? E agora ele esta desistindo? Como assim?

— Bella você acredita mesmo que Edward fez essa proposta por causa da empresa? Quer dizer, no começo até pode ter sido, mas depois, bem, ele levou esse acordo adiante por que ele realmente gosta de você, mas ele deixou em suas mãos a decisão de continuarem ou não e você disse que queria levar adiante.

— Sim, mas eu achei injusto não continuar, pois já que ele cumpriu com a parte do acordo dele eu também queria cumprir com a minha e agora ele não quer mais a presidência? — Bella não estava irritada, estava apenas... Confusa.

Flashback On

— Eu não quero que você case comigo por causa daquele acordo, eu já ti ajudei com seu estúdio, mas você não precisa cumprir com a sua parte do acordo. — Bella perdeu uma batida de seu coração, para logo em seguida as batidas ficarem aceleradas.

— Como assim Edward? — Bella balançou a cabeça confusa, fazendo Edward retirar sua mão do queixo dela. — Por que está falando isso? Não. Eu vou casar-me com você. Esse foi o trato. — Edward fez uma careta e se levantou.

— É isso Bella. Eu não quero que você fique comigo por causa de um trato. — Ele se ajoelhou a sua frente e pegou suas duas mãos. — Eu quero fazer o certo, quero que você termine com o Jacob e... Se... — Edward umedeceu os lábios. —... Ainda for de sua vontade ficar comigo. — Edward olhou para algo sem importância atrás de Bella.

Um vinco se formou entre as sobrancelhas de Bella que soltou as mãos de Edward e tocou seu rosto com as mesmas fazendo o olhá-la.

— Edward eu acho que já deixei claro que quero ficar com você lá no chafariz, não foi? — Ele nada respondeu. — Eu quero ficar com você, apesar de você ser arrogante e me irritar. — Edward sorriu torto e Bella lhe deu um selinho. — Eu não sei quando Jacob retornará, talvez leve um tempo, é sempre assim. — Bella jogou de ombros. — E a presidência é algo que você quer muito e eu vou ti ajudar.
Flashback Off 

A presidência! 

Sempre teve haver com ela. E agora ele não quer mais? Mas por quê?

— Bella, Edward era um homem que só vivia para o trabalho, ele era obcecado por aquela presidência, mas depois que ele ti conheceu, ele mudou, mudou muito, para melhor é claro e de repente ele passou a se preocupar mais com as pessoas ao invés daquela presidência ou ao invés de simples objetos, ele passou a viver a vida com mais intensidade. — As palavras de Alice foram como um banho de água fria em Bella.

É claro que ela notara a mudança de Edward, mas ela não achou que essa mudança fosse por causa dela e nunca passou pela cabeça dela que ele largaria assim a sua busca pela presidência.

— Bem, Bella, agora eu tenho que ir. — Alice se levantou. — Sou uma mulher casada e tenho que acatar com as minhas responsabilidades de esposa e como eu amo essas responsabilidades. — Ela disse sorrindo sacana e fazendo Bella sorrir levemente. — Tchau Bella. — Alice lhe deu um beijo em sua testa e caminhou em direção a porta. — Eu sei a saída, beijinhos. — Depois Alice desapareceu do apartamento de Bella fechando a porta em seguida. 

Bella ficou divagando sobre as palavras que Alice lhe lançara e ela notou que talvez fosse verdade. Ela mudara Edward. Afinal, o amor é realmente capaz de mudar as pessoas? 

***

Depois que Alice foi embora do apartamento de Bella ela lavou as louças que elas sujaram e foi em direção ao seu quarto dando de cara com as sacolas das compras que elas haviam feito, ela balançou a cabeça negativamente, mas com um pequeno sorriso nos lábios. Só Alice para fazê-la comprar todas aquelas coisas, ela guardou as sacolas dentro do closet sem nem ao menos retirar as mercadorias de dentro da sacola. Depois ela foi ao toalete e tomou banho, após o banho ela se secou e foi em direção ao closet, onde ela pegou um pijama e o vestiu.

Bella: http://www.polyvore.com/cgi/set?id=40104425&.locale=pt-br 

Depois de secar e pentear os fios de seu cabelo molhados ela os deixou solto caindo em alguns cachos em suas costas e caminhou até a cama onde ela deitou e antes que apagasse a luz olhou no relógio, 21h32min, ainda era cedo, mas ela havia andado o dia todo no shopping ao lado de Alice e estava cansada, mas antes que o sono pudesse alcançá-la, ela ouviu a campainha tocando, ela se levantou e caminhou preguiçosamente até a porta e quando ela a abriu se deparou com aquele par de esmeraldas a fitando intensamente. Seu coração acelerou ao mesmo tempo em que a alegria invadiu seu ser, ela sempre se sentia assim na presença dele.

— Boa noite. Estava dormindo? — Perguntou com a testa franzida.

— Na verdade não, ainda não. — Ela deu passagem para que ele entrasse. — Entra.

— Com licença. — Disse e entrou no apartamento de sua futura esposa que acabava de fechar a porta e quando ela se virou para encarar Edward ela não teve tempo de pensar apenas retribuiu ao beijo inesperado que Edward lhe roubou. — Que saudade dessa boca. — Disse passando a ponta de seu dedo sobre os lábios dela, depois ele desceu sua mão pelas costas dela até chegar à cintura. — Desse corpo maravilhoso. — Ele a puxou contra o seu corpo e ela sentiu nitidamente toda a excitação dele e ela gemeu conseqüentemente. — Adorei essa sua roupa. — Disse mordendo o lóbulo de sua orelha. 

Bella ficou toda arrepiada. 

— Quer... — Bella suspirou quando ele beijou seu pescoço e o mordiscou levemente. —... Hmmm. — Ela não conseguia formular frase alguma com ele tão próximo dela, ela tão pouco conseguia pensar, quem dirá então falar. — Edward. — Implorou em um gemido. Edward apenas sorriu e a olhou.

— Quero o que? — Perguntou divertido. 

Bella semicerrou os olhos. Ele adorava a provocar. 

— Beber alguma coisa? Já jantou? — Perguntou o puxando em direção ao sofá de sua sala de estar o fazendo se sentar. 

Ela ainda estava mexida com as caricias dele agora pouco, ela nunca se acostumava com elas e achava difícil se acostumar algum dia até mesmo com o próprio Edward. 

— Mais ou menos, se você considerar lasanha de microondas como janta, sim, eu jantei, do contrário, não, eu não jantei. — Edward puxou Bella pela cintura a fazendo se sentar ao seu lado. 

— Se eu estivesse no seu apartamento com certeza você teria jantado alguma coisa bem mais saudável do que congelado esquentado a base de microondas. — Disse com ar de reprovação. Edward apenas sorriu torto.

— Se você tivesse aceitado morar no meu apartamento, quem sabe né? — Ele colocou a mão na coxa desnuda de Bella — pelo micro short que a mesma usava — e passou a acariciá-la, mas sem maldade, era apenas um singelo carinho. — Mas tudo bem, nós já conversamos sobre isso e você vai morar comigo quando nos casarmos. — Edward reparou na pequena careta que Bella fez. — O que?

— O casamento. — Bella se lembrou da conversa que teve com Alice.

— O que tem? — Edward franziu o cenho.

— A Alice me contou sobre você não querer mais concorrer à presidência. 

Edward com uma expressão de entendimento suspirou.

— E deixe-me adivinhar. — Ele arqueou uma sobrancelha. — Você não quer mais casar comigo por que não faz mais sentido nos casarmos se eu não quero mais a presidência, certo? 

Bella ficou paralisada.

Aquilo não havia passado pela sua cabeça — cancelarem o casamento.

Depois de alguns estantes calada Bella balançou a cabeça negativamente.

— Errado. Eu nem cheguei a cogitar essa idéia Edward. — Bella disse com uma careta estampada na face, uma careta, como se tal idéia a provocasse dor.

— Mas tudo bem, eu vou entender se você não quiser se casar comigo. Além do mais você talvez queira terminar com o Jacob primeiro, é claro que você quer terminar com ele primeiro. Ainda está cedo e podemos nos conhecer mais um pouco e depois se você ainda quiser nos casamos, por que eu não... — Bella o interrompeu colocando suas pernas, cada uma, ao lado do corpo dele. Ela sentou em seu colo colocando os braços ao redor de seu pescoço e tampando sua boca com seus lábios em um beijo luxuriante. 

Edward ficou surpreso no começo, mas depois retribuiu o beijo de bom grado e passou suas mãos pelas coxas dela, às apertando, e depois as subiu para sua cintura. Bella roçou suas intimidades e Edward gemeu em sua boca. Suas línguas sedentas uma pela outra traçavam uma batalha na qual não havia perdedores, apenas vencedores. 

Quando o ar se tornou necessário Bella se separou dos lábios avermelhados de Edward — mais avermelhados do que o normal pelo beijo avassalador que acabaram de trocar — e segurou seu rosto com suas duas mãos.

— Cala a boca Cullen. — Ela sorriu e voltou a roçar suas intimidades em um pedido claro do que ela queria. Edward deu um longo suspiro de prazer e retirou à camiseta a regata de Bella a jogando no chão. — Mesmo sendo errado, sendo imprudente e até mesmo estúpido... — Ela retirou a blusa cinza de algodão que ele usava e depois passeou suas mãos por seu peitoral. —... Eu quero me casar com você, porque tudo que é errado parece certo quando estou com você. — Sorriu maliciosa e Edward sorriu torto abrindo o fecho de seu sutiã e fazendo o mesmo deslizar pelos braços de Bella deixando seus seios descobertos e a pura mercê de Edward.

— Acho que não preciso dizer de como esse fato me deixa feliz, certo? — Disse passando os lábios pelo o colo dela e logo em seguida eles abocanharam um de seus seios a fazendo ofegar e jogar a cabeça para trás.

— Não. — Disse em um longo gemido.

— Ótimo. — Edward se levantou enlaçando as pernas de Bella ao redor de sua cintura.

Ele atravessou a sala e caminhou em direção ao quarto de Bella e ao chegar lá a depositou na cama e antes de se deitar junto com ela retirou seu sapato, suas meias, sua calça e quando já estava completamente nu passou a terminar de despi-la para em seguida deitar-se sobre ela e a cariciar todo o seu corpo que possuía traços tão familiares para suas mãos másculas e de apertos que a levavam ao delírio. 

***

As ondas se chocavam uma com as outras fazendo a movimentação do mar ficar mais intensa. A brisa que entrava pela janela semi-aberta do quarto era tranqüilizadora, o gosto era um pouco salgado e fez Bella sorrir. O azul do céu contracenava perfeitamente com o verde das palmeiras e com o bege claro da areia. Aquela vista era incrível! E ficou mais incrível ainda quando ela o viu, tão lindo saindo do mar e indo em direção a areia, seus atos, por mínimos que fossem, eram tão sensuais, era uma coisa que saia naturalmente, não que Edward Cullen precisasse se esforçar muito para ser sensual. 

As gotículas de água desciam de seu cabelo e passavam por seu pescoço, ombros e peitoral desaparecendo na bermuda preta que ele usava. Quando seus olhos esverdeados olharam para a janela de seu quarto sorriu para Bella que retribuiu o sorriso e se afastou da janela.

Bella olhou ao redor do quarto e com as lembranças da noite passada que invadiram sua mente ela sorriu.

Flashback On 

— Onde estamos? — Bella estava deslumbrante naquele vestido que Alice escolhera para ela ir para sua lua de mel ao lado de Edward.

Bella: http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_158/set?id=39778523 

Edward ajudou Bella a descer da lancha — que os levara até aquela ilha — e depois retirou as malas da mesma.

— Estamos na Ilha de Esme. — Respondeu sorridente.

Bella já estava surpresa por eles passarem sua lua de mel no Brasil e imagine só em uma ilha.

— Ilha de Esme? — Bella perguntou encantada com o lugar.

— Um presente de Carlisle. — Respondeu dando de ombros. — Vamos. — Gesticulou com a cabeça para que Bella o seguisse e foi o que ela fez.

Ao chegarem ao hall da casa Edward deixou as malas no chão e a pegou no colo. 

— Edward. — Disse sobressaltada pelo ato de seu... Marido e depois sorriu diante daquele sorriso torto que ele lhe lançara.

— Aceita me acompanhar em um tour pela casa Sra. Cullen? — Bella corou e assentiu colocando seus braços ao redor do pescoço de Edward.

Ele lhe mostrou cada pedaço da casa e Bella achou tudo muito elegante. 

Quando chegaram no quarto Edward a colocou no chão e os olhos observadores de Bella passaram por cada detalhe do quarto.

— É lindo. — Ela se virou para Edward. — Assim como todo o resto. — Edward sorriu feliz e enlaçou sua cintura e depositou um beijo carinhoso em seus lábios.

— Que bom que gostou. — Deu um beijo molhado em seu pescoço que fez todos os pelos de seu corpo se eriçar. — Vou buscar as malas e já volto.

Ele a soltou e caminhou de volta para o hall deixando Bella com o coração acelerado no quarto.

Edward tinha esse poder sobre ela e Bella não duvida de que sempre o teria.

Depois de alguns estantes Edward retornou com as malas e Bella o comunicou de que iria tomar um banho e que era para ele lhe esperar na cama, ele apenas assentiu e feliz retirou os sapatos e se sentou na cama com as costas apoiadas na cabeceira e com as pernas esticadas. 

Não era para ele está nervoso era? Hmmm... Talvez. Bem, era a sua lua de mel, mas ele já havia feito aquilo muitas vezes, porém aquilo era diferente. Era a lua de mel dele com Bella.

Ele sorriu torto e se levantou da cama indo em direção a cozinha e retirando da geladeira uma garrafa de champanhe e pegando duas taças, ele ainda pegou uma vasilha de cristal e encheu de morangos depois ele levou a champanhe e os morangos para o quarto e notara que ao lado da porta havia uma mesa de mármore com um vaso de rosas vermelhas, ele caminhou até as rosas vermelhas e fez um caminho do toalete até a cama com as pétalas e depois arrumou a cama e distribuiu as pétalas por ela e por algumas partes do quarto. 

Ele olhou para o quarto e sorriu. Ele sabia que Bella iria gostar.

Ele caminhou até a mala e trocou de roupa — ele sabia que era idiotice trocar de roupa já que dali em estantes ele estaria sem nenhuma peça no corpo — vestindo uma calça de algodão branca e uma blusa social também branca. Ele pegou um rosa — a segurando na mão — e ficou de frente para a porta do toalete e quando a mesma abriu e Bella surgiu, ele a olhou dos pés a cabeça.

Bella: http://www.polyvore.com/cgi/set?id=40260710&.locale=pt-br 

Christina Perri — A Thousand Years: http://www.youtube.com/watch?v=OHkvan-NFnM 

Bella olhou ao redor do quarto e um lindo sorriso se fez presente em seus lábios vermelhos. O quarto estava lindo. A cama com os lençóis brancos e as pétalas de rosas vermelhas como sangue a enfeitando e em cima do criado mudo uma garrafa de champanhe e um vasilha com morangos. O chão carregado de mais pétalas e Edward a alguns metros de distancia trajado de branco e com uma rosa na mão.

— Está linda. — Edward disse sem conseguir desviar seus olhos do corpo de Bella. — Uau! — Ofegou. — Se você se vestiu assim pra me deixar excitado, bem, você conseguiu. — Bella riu e caminhou em passos lentos até ele.

— O quarto está lindo Edward. — Ela parou a dois passos de distancia dele. — E eu não me vestir assim para deixá-lo excitado.

— Não? — Edward perguntou sorrindo.

— É... Talvez. — Bella disse e Edward riu. — Mas, eu me vesti assim para, hmmm... Ficar mais especial. — Ela corou e Edward estreitou os olhos passando as pétalas da rosa suavemente pelo rosto dela que o olhou — ela estava olhando para o chão.

— Só de eu estar aqui com você já é especial Bella. — Edward disse passando sua outra mão pelo braço desnudo de Bella até chegar ao seu ombro e depois acariciou seu pescoço e depositou sua mão em uma de suas faces ruborizadas. 

Bella deixou o pequeno buquê de flores em sua mão cai no chão e enlaçou o pescoço de Edward com seus braços.

— Eu te amo. — Edward não conseguia acreditar naquelas palavras tão maravilhosas que saíram da boca de Bella. 

Seu coração bombardeava tanto em seu peito que as batidas poderiam ser escutadas por toda a ilha. As sensações que atravessaram seu corpo foram maravilhosas. Não havia palavras para descrever o que ele sentia, não havia frases, poesias ou musicas... Apenas atos. 

O toque de seus lábios acarretou uma explosão de sentimentos. Alegria, paz, satisfação, harmonia e principalmente... Amor.

Os lábios se mexiam em sincronia. Bella colocou uma de suas mãos na face de Edward — assim como ele estava segurando seu rosto — e o acariciou e entre o beijo ela pôde sentir uma gotícula de água salgada e com um de seus dedos ela enxugou a lágrima que escapou dos olhos de Edward.

Eles se separaram e Edward olhou nos olhos de Bella.

— Bella, eu te amei desde o primeiro momento em que ti vi, eu te amo só por saber que você respira e eu te amarei para toda a eternidade e além dela. — Edward a pegou no colo e a depositou gentilmente sobre as pétalas de rosa na cama. — Você é a minha vida agora e nada e nem ninguém vai nos separar. — Os olhos de Bella estavam marejados.

— Eu te amo muito Edward. — Edward deitou sobre ela e fechou os olhos saboreando o poder que aquelas palavras carregavam. 

— Como é bom escutar isso. — Ele abriu os olhos e lhe beijou novamente.

O beijo começou calmo, mas depois foi ganhando mais intensidade e se tornou urgente, um beijo carregado de paixão e desejo.

Bella invadiu a camisa de Edward com as mãos acariciando seu peitoral e depois com ajuda dele retirou-a. Ela beijou seu pescoço e acariciou toda a extensão de suas costas a arranhando no final. Edward gemeu e subiu sua mão pela perna de Bella retirando a tira ali existente e depois foi retirando a sua camisola a deixando apenas com a parte de baixo de sua lingerie. 

Ele suspirou com a visão e passou à rosa que segurava sobre o corpo de Bella que fechou os olhos sentindo o toque das pétalas macias sobre o seu corpo. Conforme a rosa ia passando pelo corpo de Bella Edward olhava cada parte dele com veneração.

— Você é perfeita. — Bella abriu os olhos e encarou os olhos de Edward que transmitiam todo o amor que ele sentia por ela.

Bella levantou seu tronco e voltou a beijar os lábios de Edward invadindo sua boca com sua língua e sentindo o gosto adocicado de sua boca. Ela inverteu suas posições ficando por cima e beijou seu pescoço e peitoral, ao chegar à calça ela a retirou e depois ficou a observar o corpo de Edward seminu — apenas de boxer — e seu olhar era de cobiça.

Edward circulou a cintura de Bella com os braços a trazendo para junto de si novamente e aos poucos foi retirando sua peça intima e depois foi à vez de Bella retirar a sua boxer. Já nus eles estavam sedentos para sentir a fusão de seus corpos mais uma vez e sem delongas Edward trocou as posições ficando por cima e a penetrando lentamente. Bella circulou sua cintura com as pernas fazendo conseqüentemente Edward a invadir completamente. 

Seus gemidos eram ouvidos por todo o quarto. 

Edward subiu sua mão da cintura de Bella e massageou um de seus seios, Bella arqueou as costas em busca de mais contato e Edward sugou seu outro seio, sugou, lambeu e mordiscou o levemente fazendo as ondas de prazer invadir mais ainda o corpo de Bella. Ela arranhou suas costas e agarrou a nuca de Edward — brincando com os fios de seu cabelo — o trazendo para mais junto de si e beijando seus lábios como se ela sentisse fome do toque deles, sentisse fome de sua maciez, de seu gosto. Suas línguas em uma dança erótica os deixavam mais excitados ainda. 

Edward que começara com movimentos lentos agora fazia a cama ranger de tão rápido e forte que eram suas estocadas. Os gemidos de Bella era um estimulo e tanto para ele continuar cada vez mais rápido e forte. Ele desceu uma de suas mãos até a intimidade de Bella e a estimulou massageando seu clitóris. Bella simplesmente gritou seu nome e apertou mais o aperto de suas pernas ao redor de sua cintura ao mesmo tempo em que Edward sentiu seu membro sendo esmagado pelas paredes do sexo de Bella. 

Edward estocou mais rápido e eles chegaram ao ápice do prazer juntos! 

Eles estavam ofegantes e contemplados de tanta alegria. Bella afrouxou suas pernas ao redor de Edward e a deixaram sobre a cama. Edward saiu de Bella e antes que ela tivesse tido tempo para alguma reação Edward a fez se deitar sobre ele — suas costas sobre o peitoral dele — e então voltou a invadi-la sem avisos prévios. 

Bella voltou a gritar seu nome e jogou suas mãos para trás acariciando os cabelos de Edward. Ela rebolou sobre o membro dele. Ele gemia sem se contentar de tanto prazer que ela o proporcionava. 

Ele os virou, fazendo-a ficar de bruços na cama e ele por cima a estocando com mais intensidade a cada nova investida. Edward voltou a massagear um de seus seios e depois o outro, ele beijou seu pescoço e depois o arranhou com os dentes.

Bella suspirou no meio de um gemido.

Edward trilhou beijos até o seu ouvido enquanto continuava a estocando com mais força e sussurrou:

— Tão deliciosamente gostosa. — Bella sentiu todos os pelos de seu corpo se eriçar e impulsionou seu quadril na direção do de Edward na mesma hora em que ele ia a penetrar e ele sentiu seu membro ir mais fundo na intimidade molhada de Bella e juntos, novamente, eles chegaram ao orgasmo.

— Eu te amo. — Bella disse ofegante. Edward beijou as costas dela e sorriu.

— Eu também te amo. — Bella também sorriu e quando Edward saiu dela, ela se virou ficando de frente para ele e lhe beijou os lábios carinhosamente.

E assim aquela noite se seguiu. Eles se amaram por diversas vezes, tomaram champanhe, comeram morangos, se declaram novamente um para o outro e Bella percebeu como ela estava sendo idiota em não admitir seus verdadeiros sentimentos para Edward, mas agora ela poderia gritar para todo o mundo que ama Edward Cullen!

Flashback Off 

Bella continuava sorrindo quando se virou novamente para a janela, mas Edward já não se encontrava mais na praia. Ela franziu o cenho, mas logo voltou a sorrir ao sentir um par de mãos frias em sua cintura coberta apenas pelo lençol que ela havia enrolado em seu corpo nu ao levantar.

— Bom dia Sra. Cullen. — Edward a cumprimentou colando as costas dela em seu peitoral e distribuindo beijos por seu ombro e pescoço.

Bella sentiu todos os pelos de seu corpo se eriçar com o contato, primeiro por ser Edward a tocando — ter essa reação perto dele já era bem comum — e segundo por a pele dela está quente e a dele fria. 

— Bom dia amor. — Edward a virou para ela ficar de frente para ele.

— Aproveitando muito a vista? — Bella espalmou suas mãos no peito molhado de Edward.

— Estava até agora a pouco, mas você sumiu da paisagem então não tenho mais o que aproveitar. — Disse fazendo um biquinho e Edward riu beijando seus lábios docemente.

— Vamos dá uma volta pela ilha. — Ele disse alisando o rosto de Bella que apenas assentiu.

***

Bella: http://www.polyvore.com/cgi/set?id=40274842&.locale=pt-br 

Edward:http://2.bp.blogspot.com/_cMynBW5I21Y/TQwr8IyEt_I/AAAAAAAABoM/ZFh9Cwd0n1k/s640/praia.jpg 

A água do mar banhava seus pés que davam passos curtos pela praia. 

Edward e Bella caminhavam pela praia de mãos dadas e conversavam sobre banalidades. Aquela ilha era muito linda. Eles estavam ali já fazia alguns dias e a cada novo dia o amor que sentiam um pelo o outro aumentava gradativamente. 

— Então vai ser isso. — Edward disse sorrindo maroto. — Quando retornarmos a Nova York você vai terminar com o Jacob depois vamos nos casar na igreja e passaremos a lua de mel em Veneza. — Ele olhou para Bella que preservava um sorriso sincero e feliz nos lábios.

— Outra lua de mel? — Edward parou de caminhar e se pós a frente dela.

— Claro, teremos muitas. E para finalizarmos, quando voltarmos de Veneza vamos comprar uma linda casa, com um enorme jardim e piscina. Nossos filhos vão adorar. — Bella colocou os braços ao redor do pescoço de Edward e o olhou nos olhos. 

Seus olhos achocolatados estavam marejados. Ela estava muito feliz. 

Feliz por vários motivos. Mas nesse momento sua felicidade baseava-se no fato de Edward querer construir uma família ao lado dela. 

— Eu te amo. — Edward abriu um sorriso espetacular e envolveu a cintura dela com seus braços. 

— Eu te amo também. Muito. — Ele beijou seus lábios os moldando com gentileza e leveza.

O som das ondas se quebrando, a brisa suave, o cheiro salgado do mar que com o passar dos dias passou a ser tão familiar para eles, a luz do luar sobre as peles deles, o beijo apaixonante, os toques se tornando cada vez mais ousados, mas nunca deixando de ser toques carregados de amor.

Aquilo parecia o paraíso para ambos! 

Eles estavam felizes e nada e nem ninguém podia mudar isso. 

— Vamos mergulhar? — Edward perguntou retirando sua camisa.

— Claro, por que não? — Bella retirou as sandálias e depois desabotoou o botão de seu short.

— Mas tem um, porém. — Edward sorriu malicioso. 

— Ah, é? — Bella franziu o cenho e retirou a camisa a dobrando e colocando sobre a areia. — Qual? 

Edward olhou para o corpo de Bella com cobiça e depois retirou suas sandálias e sua bermuda.

— Vamos mergulhar nus. — Bella olhou atentamente para as mãos de Edward que foram até a sua sunga e a retirou a colocando sobre as outras peças de roupa. — Então? — Ele sorriu torto.

Bella desfez o laço de seu biquíni — a parte de cima — e o retirou deixando a amostra seu belo par de seios. 

— Vamos lá. — Foi à vez de Bella sorrir maliciosamente. 

Após ela retirar a parte de baixo do biquíni Edward a olhou dos pés a cabeça e depois a pegou no colo.

— Que bom que só somos nós nessa ilha. — Ele caminhou em direção ao mar.

— Concordo plenamente com você. — Ela sorriu.

Quando a água já batia na cintura de Edward ele a soltou.

Bella pegou na mão de Edward que olhou para ela e assentiu, então eles mergulharam juntos de mãos dadas. 

Eles nadaram por alguns segundos apreciando a beleza natural das profundezas do mar e depois emergiram novamente. 

— Vou sentir falta daqui. — Bella disse após tomar fôlego. 

— Eu também, mas podemos voltar quando quisermos. — Edward ficou de frente para ela.

— Mesmo? — Ela perguntou colocando as mãos em sua nuca.

— Claro. — Edward colocou as mãos nas pernas dela e as enlaçou em torno de sua cintura.

***

Sentados no sofá da sala de estar da linda casa da ilha estavam Bella e Edward. 

— Você esta cansada esses dias hein? Acho que vou pegar mais leve com você Bella. — Edward disse com um sorriso brincando nos lábios.

— Não enche Sr. Cullen. — Bella disse sonolenta, mas com um sorriso tímido nos lábios.

Ela estava deitada entre suas pernas e com a cabeça sobre o peito dele.

Edward acariciou seu cabelo e depois suas costas.

Aquela temporada na ilha foi incrível para Bella e Edward. Eles puderam se conhecer melhor, se apaixonarem um pelo o outro a cada dia mais e principalmente... Descobriram juntos que um não poderia mais viver sem o outro. 

Os dias se passaram e Bella e Edward retornaram para Nova York com a promessa de que futuramente retornariam ao Brasil. 

— Certo Srª. Cullen, eu vou ao meu apartamento organizar as minhas coisas e daqui a pouco estarei de volta para buscá-la, okay? — Edward roçou seus lábios sobre os de Bella.

Eles estavam em frente ao apartamento de Bella, um taxi aguardava Edward para levá-lo ao seu apartamento.

— Não vai mesmo me dizer aonde nós vamos? — Bella perguntou com os olhos brilhando.

— Nem adianta me olhar assim, amor. Desfaça suas malas, se vista casualmente e me espere. — Ele tocou seu queixo com a ponta do dedo e lhe deu um beijo na testa. — Te amo. 

— Também te amo, anjo. — Bella o respondeu e Edward sorriu torto indo em direção ao taxi e entrando nele.

Bella esperou o carro amarelo se misturar aos demais e entrou em seu apartamento — o porteiro a ajudou com as suas malas. Ela deixou as malas na sala e foi para seu quarto tomar um banho e vestir alguma roupa “casual” para onde quer que Edward esteja planejando a levar. Após o banho ela se vestiu e depois foi até a cozinha tomar um pouco de água para molhar a garganta que estava implorando por um pouco de liquido. Quando terminou de tomar a água ela ouviu o telefone tocando e foi até a sala para atendê-lo. 

— Alô?

— Olá, Srtª. Swan, ou devo dizer Srª. Cullen? — Bella sorriu ao reconhecer a voz.

Flashback On

O som dos saltos altos batendo contra a cerâmica branca daquele corredor com paredes da cor marfim chamaram sua atenção e ela olhou rapidamente na direção da mulher morena vestida de verde claro e com uma prancheta em mãos.

— Isabella Swan? — Bella olhou para a mulher e se levantou. — Me acompanhe Srtª Swan. — Bella assentiu e a seguiu pelo corredor em direção a uma de tantas portas onde a mulher de olhos verdes abriu-a e deu espaço para que ela entrasse depois ela fechou a porta dando um leve aceno de cabeça para Bella que retribuiu.

— Srtª Swan. — Uma voz doce chamou sua atenção e ela olhou para frente onde uma linda mulher de cabelos negros e curtos lhe sorria sentada a uma cadeira em frente a uma mesa.

— Me chame apenas de Bella. — Disse estreitando os olhos e lhe devolvendo o sorriso. 

— Pois bem Bella. Sente-se. — Bella se sentou a frente da bela morena com traços indígenas. — Sou a Dra. Leah Clearwater, mas pode me chamar apenas de Leah. — Bella assentiu ainda sorrindo.

Leah:http://2.bp.blogspot.com/-1s_fPVKPdQE/TcQe90ssatI/AAAAAAAAOWU/mulV70oeCGc/s1600/julia%2Bjones%2B%25282%2529.jpg

— Então Bella, me conte, o que a trouxe aqui? — Bella respirou fundo e respondeu:

— Estou suspeitando de que eu possa estar grávida. 

Flashback Off— Continuemos com o Bella e Leah, o que acha? — Bella perguntou sorrindo.

Leah deu um riso discreto e concordou.

— Estou com o resultado dos seus exames Bella. — A voz cordial disse fazendo o coração de Bella acelerar.

— E então? — Ela mordeu o lábio inferior em um ato de nervosismo.

— Meus parabéns Bella; deu positivo. Você esta grávida de dois meses! — Os olhos de Bella se encheram de lágrimas e seu coração que antes estava acelerado agora parecia que não se agüentava de tanta felicidade no tão pequeno espaço que era o seu peito.

— Obrigada Leah. — A sua voz de gratidão saiu esganiçada pelo choro entalado em sua garganta, mas ela não conseguiu segurar por muito tempo as lagrimas que ameaçavam cair e que agora manchavam seu rosto angelical. 

Elas marcaram uma consulta para a próxima semana e depois de se despedirem desligaram. 

Bella caminhou até o seu quarto e se olhou no espelho. Ela levantou a sua blusa e colocou as mãos na barriga que trazia o fruto de seu amor com Edward. Ela estava tão feliz! Estava louca para contar ao Edward. Ele com certeza iria surtar! 

Ela abriu um sorriso de orelha a orelha só de imaginar a reação dele.

A campainha tocou e Bella quase correu na direção da porta, pois com certeza seria Edward, mas para a surpresa de Bella não era ele.

— Jacob? — Ela ofegou. 

Jacob Black estava a sua frente com uma revista em mãos e com uma cara de poucos amigos.

— Srª. Cullen. — Ele a cumprimentou com indiferença e frieza. 

Os olhos de Bella se arregalaram e todos os pelos de seu corpo se eriçaram e naquele exato momento ela soube que estava em uma grande enrascada.

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.