14 de jul de 2012

Capítulo 32 Epílogo

Posted by Dany Rocha On 7/14/2012 No comments

[N/A: PESSOAL ME DESCULPA PELO TANTO DE MESES SEM POSTAR!!! ¨O¨ Eu posto SSS no Nyah, ela já está finalizada, lá. Mas vou postar todos os capitulos aqui, ta bem? DESCULPEM MAIS UMA VEZ!]

[N/A²: 
Olá! Como vocês estão? ^_^ 
Ai está o Epílogo de SSS! XP
Divirtam-se! ^^
Boa leitura! XD]

Seus passos eram curtos, porém apressados e contentes. Em sua pequena boca um sorriso com apenas cinco dentes — dois superiores e três inferiores —, os fios de seu cabelo curtos acobreados como o do pai estavam cobertos por uma toca vermelha e com detalhes em verde e branco. A pequena Emily trajava uma saia preta rodada com um laço de seda branco no final, uma camiseta de mangas longas vermelha e um colete verde por cima. Sua meia calça era branca com detalhes em preto. Ela estava toda combinando para aquela data tão especial: O natal.

Com apenas dois anos e sete meses ela já havia escolhido sua data comemorativa, e enganava-se quem achava que era seu aniversário, não, era o natal. Neve, família reunida, arvore enfeitada; presentes!

Seus passos curtos finalmente alcançaram a porta no final do corredor e o adentrou, ela caminhou em direção à cama e começou a pular, tentando alcançá-la e assim escalá-la, todavia, sua altura mal alcançava ao um metro. 

— Papai! Papai! — Ela tentou chamar a atenção de Edward e claramente ela conseguiu. Pois sua voz infantil e doce o monopolizava rapidamente.

Ele estava sentado na cama com as costas apoiadas na cabeceira e com as pernas esticadas, o notebook que estava em seu colo agora se encontrava fechado e sobre o criado mudo. Edward abaixou-se e pegou Emily a sentando em seu colo.

— Mas que princesinha mais linda. — Edward a olhou e se perdeu naquele par de orbitas achocolatados que o encaravam ansiosos. — Você está muito bonita, meu amorzinho. — Ele passou o dedo pela ponta do nariz dela e ela sorriu. Ah, seu sorriso era lindo. Seus cinco dentinhos a amostra e suas covinhas no queixo. 

Ela era extremamente linda.

— Papai, onde é que ta a mamãe? — Ela colocou as mãos no tórax dele se apoiando, e em seguida ficou de pé sobre suas coxas.

— Ela está terminando de se arrumar. — Ele respondeu abaixando sua toca e tampando-lhe os olhos; Emily gargalhou junto com ele e depois arrumou sua toca, porém Edward voltou a abaixá-la e mais uma rodada de gargalhada soou pelo quarto.

— Ouço risadas gostosas. — Bella surgiu no quarto — estava no closet — com um lindo vestido branco rodado até os joelhos, um bolero verde e vermelho e um salto prata. Seu cabelo estava solto e com uma tiara igualmente branca. 

— Mamãe! — Emily se remexeu sobre o colo de Edward e acabou caindo sobre o peito dele.

— Que menininha mais gostosa nós temos aqui. — Bella se aproximou e a pegou no colo. — Alice cuidou muito bem de você, não foi mesmo? — Ela assentiu sorridente.

— Estamos prontos? — Edward se levantou da cama e apenas calçou seu sapato social preto. Ele vestia uma calça jeans, camisa polo vermelha com branco. 

— Sim! — Emily se agitou no colo de Bella, que retirava sua toca deixando seu cabelo à amostra e depois voltou a colocá-la.

— Vamos. — Bella concordou e eles desceram os degraus da escada de sua casa e ao chegarem ao térreo se depararam com todos seus familiares:

Carlisle e Esme. Rosalie e Emmett — que haviam se casado recentemente. Alice, Jasper e o pequeno Brandon de onze meses. Charlie e sua esposa — ele se casara há um ano e meio — Sue, juntamente com seu filho Seth. Charlie estava morando em NY agora, para a felicidade de Bella.

Edward e Isabella não trabalhavam mais com a CIA, agora Edward era o sócio de Jasper na empresa, porém não tinha mais nenhuma ligação com Alexa. Bella expandira sua agencia fotográfica. Ambos cresceram profissionalmente.

A decoração na casa estava perfeita, a arvore de natal era enorme e em seu topo havia uma brilhante estrela posta por Emily sobre os ombros de Edward. Toda a família estava sentada na sala conversando e dando boas gargalhadas. 

— Tio, tio, tio, tio. — Emily veio correndo meio cambaleante em direção a Emmett que a pegou no colo e a jogou no ar a fazendo rir.

— Fala pequena! — Ele sorriu a parando de jogá-la para cima.

— Coloca joguinho no computado pra mim blinca. — Pediu colocando os braços ao redor do pescoço dele.

— Você quer blinca? — Ele perguntou divertido e ela assentiu animada. — Ta bã, vamu blinca entaum. — Ele caminhou com ela até o computador e a sentou em seu colo.

— Para de tirar onda com a menina Emm. — Alice disse rindo.

— Maizi o que foi que mim fiço? — Perguntou inocentemente e quem estava presenciando a cena riu.

— Jogo tio, jogo! — Emily pediu impaciente.

— Calma ai bonequinha, você é tão mandona quanto seu pai.

— Isso ela puxou da mãe. — Edward se defendeu e ganhou uma tapa no ombro de Bella, que estava sentada em seu colo.

— A beleza também né? — Emmett comentou fazendo Bella rir e Edward semicerrar os olhos.

— O de corrida tio. — Emily apontou para a tela do computador indicando o jogo que queria.

— Ta bem, corrida. — Antes que ele clicasse no jogo Edward disse:

— Não coloca o de corrida. — Emmett o olhou confuso.

— Por quê?

— Por que esse ela não sabe jogar, então ela vai tentar ganhar, mas vai perder e vai ficar mal humorada, o que vai custar para ela ficar feliz de novo um ou dois bombons. — Sua explicação fez Emmett assenti como se dissesse “faz todo o sentido.”.

— E claro que esse mau humor ela puxou do Edward. — Bella comentou e os Hale riram.

— Admiro seu senso de humor, amor. — Edward sorriu falsamente para sua esposa, mas no final acabou lhe dando um selinho e lhe presenteando com um de seus sorrisos tortos.

— Corrida, tiiiiioooo! — Emily pediu mais impaciente que antes.

— Escolhe outro, boneca. — Emmett pediu carinhoso e Emily assentiu, por fim.

— Mário! — Ela ficou sorridente novamente.

— Mário ela não sabe jogar também. — Edward disse antes que Emmett clicasse no jogo.

— Mas que coisa! — Emmett franziu o cenho. — Que jogo ela sabe, então?

— Nenhum. — Bella respondeu risonha e Emmett fez uma careta.

— Então porque ela pediu para que eu colocasse um jogo?

— Para ela perder, ficar mal humorada e você ter que dá um ou dois bombons para ela ficar feliz novamente. — Jasper respondeu como se já tivesse passado por aquilo, e bem, ele havia passado por aquilo.

— Amém! — Edward disse e em seguida gargalhou junto com o restante da família que havia assistido toda aquela cena.

— Você mal tem três anos e já é uma sapeca estrategista de bombons, hum? — Ele a pegou no colo e a olhou nos olhos, ela apenas riu.

— Jogo! — Ela pediu ainda rindo.

— Jogo é uma pinoia, vai brincar no Paint, vai. — Todos voltaram a rir.

— Tio. — Ela colocou as mãos no rosto de Emmett.

— Não me olha com essa carinha de anjinha meiga e linda que você tem sua bonequinha perfeita.

— Ele vai acabar lhe dando um bombom não é? — Charlie perguntou a Bella.

— Provavelmente a compre uma fabrica de chocolate. — Respondeu com um semblante falso de seriedade.

A família fez apenas o que estavam acostumados a fazerem aquela noite: Gargalharam.

Edward olhou para Bella e ela o fitou ao notar o olhar dele sobre sua face.

— Tudo bem? — Ela perguntou sorrindo. Ele pegou uma de suas mãos e beijou sua palma, depois disse com um pequeno sorriso na face:

— Não. — A olhou com intensidade. — Tudo perfeito. — O sorriso na face dela aumentou e ela colou seus lábios em um beijo calmo e suave.

Fim


[N/A: 
~lágrimas nos olhos~ 
Pessoal, foi muito bom escrever SSS! Quero agradecer a todos pelo carinho, apoio, reviews e recomendações! Vocês todos foram incriveis! Espero que vocês tenham gostado de SSS! Pois eu amei escrevê-la! Infelizmente ou felizmente PODKAOPKD' meu bebê chegou ao fim! Mas foi uma experiencia e tanto escrever minha primeira fic Beward, aqui eu conheci muitas pessoas legais e com certeza tive muitas aprendizagens.
Mais um vez obg!
Beijooos e quem quiser ler mais algumas doideiras de Daniella, sintam-se a vontade para darem uma passadinha no Nyah em minha nova fanfic: Quem Sou Eu? (((((((((:
Se cuidem minhas beringelas laranjas, nos vemos por ai! õ/]

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.