13 de mai de 2010

Inesperado ou esperado?

Posted by sandry costa On 5/13/2010 3 comments




Nessie 


Acordei e me vi deitada sobre o peito do Jake, levantei levemente meu rosto e fiquei o admirando, lembrei da nossa noite e senti meu rosto esquentar. Percorri sua barriga com meus dedos, qual foi à palavra que ele usou? Perfeito, sim ele era perfeito.
_Bom dia princesa. Sua voz estava muito mais rouca que o normal, subi meu olhar para o seu rosto e vi o mesmo desejo que eu sentia em seus olhos.
_Dormiu bem meu amor? Perguntei-lhe.
_Sim, sonhei com você. Isso me trouxe fleches do meu sonho, mais sem muita clareza então deixei pra lá. Ele tocou meus lábios com ternura, antes de tomá-los com voracidade, envolvendo meu corpo com seus braços e não houve mais conversa durante a manhã.
_Acho melhor tomarmos um banho, nosso vôo sai às seis horas. Jake disse sobre os meus lábios, provocando uma sensação boa em mim, eu não queria ter que sair dali, ele provavelmente viu isso nos meus olhos, pois acrescentou.
_Eu também não queria sair daqui, mais temos que nos despedir de todos. Fomos tomar banho.
Entrei na banheira e fiquei o admirando enquanto ele vinha até mim, ele entrou e me beijou, nossos beijos eram quentes, larguei sua boca e desci traçando um caminho de beijos por seu peito, sentia ele tremer cada vez que meus lábios tocava sua pele, como eu esperava ele me beijou com loucura, sincronizei nosso beijo desfrutando do sabor de sua boca. Cada toque do Jake me proporcionava ondas de calor por todo o meu corpo, ele me sentou em seu colo e me amou de um jeito avassalador.
_Pequena!
Jake falou enquanto eu terminava de me vesti, olhei para ele e era quase insuportável vê-lo enrolado naquela toalha branca, involuntariamente mordi meu lábio inferior.
_Sim.
Minha voz saiu falha, mostrando o meu desejo por ele. Ele deu um sorrio enorme.
 _Você gosta né?
Perguntei sarcasticamente, o sorriso dele aumentou. Ele veio até mim e me abraçou.
_Eu amo ver que eu te afeto assim como você me afeta.
 Sua voz rouca deixava transparecer algo estranho.
_O que ouve amor. Ele respirou fundo antes de dizer.
_Tem uma coisa que eu preciso te contar, ou melhor, eu preferiria te mostrar.
Eu percebi que era algo importante, liguei minha mente na dele, e ele me mostrou quando ele encontrou a Pandora e um imortal, me encolhi quando vi o imortal preparando para atacá-lo, e então ele matou a Pandora, por mais que eu não gostasse dela, eu não desejava isso pra ela, ele me mostrou a chegada de meu pai e meus tios, e a luta entre eles e o imortal. Quando ele terminou ele olhou nos olhos e disse.
_Eu não quis te contar antes do casamento, mais também não quero segredo entre nós.
Eu compreendi a sua posição, então eu o abracei, era duro pensar assim mais ela foi alguém importante para o Jake. Depois que ele se vestiu voltamos para casa, nos despedimos de todos inclusive o pessoal da reserva que estavam nos esperando para se despedir.
Depois de nos despedirmos meus pais nos levaram pro aeroporto, e pegamos o avião para o Brasil.

 Jake 

A cidade era linda e melhor ainda eu estava aqui com a minha Nessie, nós ficamos hospedados em um hotel incrivelmente lindo. Eu não me cansava de admirar a minha pequena, seus olhos brilhavam quando eu a chamava de minha esposa. Ela me mostrou todos os pontos turísticos da cidade, mais na maior parte do tempo ficamos dentro do quarto.
 A semana passou mais rápido do que esperávamos, e na segunda a noite fomos encontrar nossos familiares na parte reservada do aeroporto, todos estavam muito animados, a baixinha já tinha planos de uma filial se sua loja de buffer, e eu também pra minha oficina, e contava com a ajuda da Rose. Carlisle havia entrado em contato com uns amigos e conseguido um emprego no hospital local, e os demais tinham seus próprios planos. De Forks a única coisa que eles trouxeram foram os carros e motos, Alice já havia providenciado moveis e roupas para todos.
Dirigimo-nos a parte afastada da cidade, Edward havia conseguido duas casas próximas a sua, uma grande no estilo dos Cullen, e outra do mesmo tamanho da dele, que seria da Nessie e minha. Ele nos entregou a chave e nos deu privacidade para conhecer nossa casa. Enquanto guardei nossos carros e motos na garagem, Nesse se encaminhou para a casa, quando cheguei próximo a ela, ela estava parada admirando, a casa realmente era bonita, abracei a Nessie por trás e notei que ela estava chorando, beijei seu rosto e nos conduzi pra dentro.
A casa por dentro era mais linda ainda, ela era ampla, tinha vários quadros com fotos da Nessie, minha como lobo e como humano, e de toda família, havia um escritório pequeno, com uma estante com vários livros, ela havia puxado o gosto dos pais por livros. Uma cozinha de dois ambiente com todos os moveis brancos. No segundo andar tinha quatro quartos e o maior era o nosso, o que me chamou mais atenção foi a foto enorme minha e da Nessie do dia do nosso casamento escrito a frase que a minha pequena me disse quando aceitou se casar comigo, eternamente sua.

Nessie 

Durante o tempo que estive aqui nunca havia reparado nessa casa, ela era linda, a nossa cara. Lógico o closet era enorme e cheio de roupas, com uma porta pra um banheiro particular. Jake me beijou e eu passei minha mão por sua nuca, beijar ele era a melhor coisa do mundo. Depois de olharmos a casa, fomos ver a do meu avô, já que a dos meus pais era a mesma de antes.

 (...) 

_Bom dia amor. Jake me acordou antes de ir pra oficina, ele e tia Rose havia aberto uma filial aqui, enquanto o Seth, que agora era sócio do Jake, tomava conta da de Lá Push. Já havia três meses que estávamos aqui, tio Emmett ajudava o Jake e a tia Rose, tia Alice cumpriu o prometido e abriu uma loja de buffer, tio Jasper retomou a escrita do seu livro, minha mãe e meu pai votaram pra faculdade, eles queriam que eu fosse também, mais eu preferi curtir meu começo de casamento.
Uma vez por semana Jake levava o café na cama pra gente, ele dizia que é tão raro eu comer, que quando acontece tem que ser especial. Hoje ele trouxe uma bandeja com tudo que eu mais gosto, panquecas, chocolate, morango, suco de laranja e outras coisinhas, nós comemos e ele foi pra oficina-escola.
Após ele sair fui tomar um banho, fiquei um bom tempo na banheira pensando, ultimamente eu andava me martirizando porque já tinha três meses que eu estava casada e não conseguia engravidar, na verdade me custa pensar que a minha suspeita estava certa, já saí varias vezes disposta a conversar com meu avô, e quando chego lá perco a coragem. O Jake dizia que era pra mim me acalmar e esperar, mais eu só pensava nisso. Após o banho fui para a casa do meu avô e como sempre todos faziam de tudo pra me entreter, uma das coisas que mais funcionava era quando o tio Jasper me chamava pra ajudá-lo com o livro que ele está escrevendo, eu sempre amei ler e descobri ter o dom pra escrever. O dia passou e mais uma vez não falei com o vô Carlisle, por volta de uma hora fui pra casa esperar o Jake.
_Falou com o Carlisle pequena? Ele perguntou enquanto eu o via almoçar.
_Não tive coragem.
_Não se preocupe com isso... Vamos pra oficina?
_claro.
Tirando esse detalhe, meu casamento era um sonho, o Jake era o melhor esposo que poderia existir, carinhoso, amigo. Nós fomos pra oficina e a noite ele me levou a um restaurante.
_Jake?
O chamei enquanto ele se vestia para um novo dia de serviço, hoje ele e o tia Rose iriam se encontrar com o dono de uma das maiores fabricas de carros do mundo, e ele estava animado pois tinha grande chance deles firmarem parceria. Ele veio até a cama onde eu estava.
_Boa sorte.
Eu disse o beijando, eu não estava me sentindo bem, mais resolvi não dizer nada, com certeza ele cancelaria a reunião e ela era muito importante.
_Você está bem amor?
_Estou, foi só um sonho estranho, depois vou pra casa do meu avô.
Ele me deu outro beijo e saiu, não era mentira eu realmente tive um sonho estranho, desde que eu me casei venho tendo esse mesmo sonho, antes era só um borrão, mais agora já podia ver mais claramente, não cem por cento. Era sempre o mesmo sonho, o meu maior sonho e o meu maior pesadelo, Jake e eu em uma campina e ele com um lindo menino no colo, tem sempre mais alguma coisa, mais não dava pra ver. Levantei-me e fui tomar um banho antes de ir pra casa do meu avô.
Meu corpo estava dolorido, coisa que não era comum, lógico a primeira coisa que me veio à mente era o que estava me consumindo continuamente, mais tirei logo isso de mente, não iria dar falsas esperanças ao Jake novamente. Movi-me na velocidade humana e mesmo assim parecia estar cansada e então foi só o tempo de chegar ao vaso e vomitei, o que eu não sei por que já tinha mais de vinte quatro horas que eu havia comido, mesmo assim eu vomitei. Sentei-me no chão e pus minha cabeça entre as pernas e esperei a ânsia de vomito passar, decidi que hoje eu iria falar com meu avô, eu já estava até sentido falsos sintomas. Voltei para o quarto pra me arrumar.
_Nessie, amor?
Abri os olhos e vi o Jake do meu lado e já estava escuro.
_Achei que você fosse pra casa do Carlisle, passei lá e eles disseram que você não tinha aparecido.
Então reparei que não era só o Jake que estava ali e sim toda a minha família, pus um sorriso no rosto e pensei em uma desculpa rápida, só que antes de falar tive que correr de novo pro banheiro. Senti varias mãos frias em mim e uma quente.
_O que significa isso Renesmee?
Meu pai perguntou, eu não entendi o motivo dele estar bravo, eu lá tinha culpa de ter vomitado, se não quisesse ver não vinha atrás.
_Não estou falando disso querida.
 Ele falou com a voz doce de sempre.
_Porque você não nos chamou, ou avisou seu avô.
_Eu iria mais acho que dormi.
E o pior era ver nos olhos de todos o que eles achavam. Meu pai expulsou todos do quarto até um inconformado Jake, e meu avô começou a fazer vários exames em mim.
_Vai demorar ainda?
Perguntei depois de quarenta minutos, meu avô sorriu.
_Você nunca teve paciência com exames.
Rolei meus olhos, claro que eu não tinha paciência com exames, afinal eu já nasci sendo medida e essas coisas. E então ele falou o que eu realmente não esperava.
_Eu tenho que fazer mais um exame, mais tenho quase certeza que você está grávida querida.
Eu me senti sufoca com tamanha alegria. Meu avô fez um ultra-som, e confirmou que eu realmente estava grávida, infelizmente não deu pra ver o feto, pois a membrana era muito grossa, então me lembrei de meu sonho.
 Quando o Jake e minha família entraram no quarto todos tinham cara de bobos e cada sorriso maior que o outro, o Jake ainda chorando veio até mim, e só então percebi que também estava chorando. Com os exames que meu avô fez, ele chegou a conclusão de que a minha gravidez seria mais rápida que a da minha mãe, eu já estava louca pra ver a carinha do meu bebe.
Depois de nos abraçar e parabenizar, todos foram embora, meu avô fez mil recomendações, disse que passaria aqui todos os dias e que qualquer coisa era pra ligar pra ele.
 _Está feliz?
Perguntei ao Jake quando ele se deitou ao meu lado.
_Imensamente.
 Ele disse com um sorriso maravilhoso e me beijou, eu dormi aninhada no seu colo.

(...) 

Depois de vários meses tendo o mesmo sonho, uma semana depois de saber que eu estava grávida finalmente eu vi com clareza meu sonho.

Fanfic escrita por Sandry

3 comentários:

AI MEU DEUS ta d+ Sandry
como assim a Nessie ta gravida to doida pra saber como vai ser essa gravides
BJINHOS S2

Episodio maravilhoso. Eu ja disse isso mais vou repetir, vc escreve muiito bem Sandry! Parabéns... Estou muito feliz pela Nessie e pelo Jake, estou anciosa pra saber como vai ser essa gravidez... Não demora pra postar ñ viu!
Ficou ótimo!
Bjsculos^^

Lindoo!!
O que sera que ela não consegue ver??
Ai que anciedade.. já estou super curiosa pra ler o próximo episódio.
Posta logo por favor?!
Ta amando sua fic Sandry!!
bjuss

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.