14 de jul de 2012

Capítulo 23 Esclarecimentos

Posted by Dany Rocha On 7/14/2012 No comments

Seu corpo parecia petrificado. Bella não acreditava no que estava vendo. Por que Alexa Queen estaria ali? O que ela queria? 

— Isabella. — Alexa a cumprimentou.

Sua voz a proporcionou cala frios. 

— Como vai? — Bella não conseguia formar nenhuma resposta para respondê-la, pois sua cabeça rodava por tantas perguntas que a estavam deixando desorientada. 

— O que está fazendo aqui? — Conseguiu finalmente dizer alguma coisa. — O que quer?

Alexa estreitou os olhos e olhou através do quarto o procurando.

— O Sr. Cullen está? — Bella ofegou.

Edward? O que Edward tinha haver com Alexa? 

— Bella? — A voz de Edward tornou-se presente nos ouvidos de Alexa e de Bella.

Edward apareceu na porta de roupão e quando se deparou com Alexa segurou a respiração. Bella o encarou.

— Edward, de onde você conhece... — Bella olhou para Alexa. —... essa mulher?

Edward olhou para Bella e depois para Alexa.

— O que ta fazendo aqui? — Ignorou a pergunta de Bella e olhou para Alexa sugestivamente. 

— Tenho novidades. — Respondeu apenas.

— Novidades? — Edward travou o maxilar. — Não podia ter mandado por torpedo? — Alexa abriu um sorriso sem humor algum em seus lábios.

— Edward, o que está acontecendo? De onde você conhece a Alexa? Novidades de que? — Ela olhou para ele e depois para Alexa. — Edward! — Chamou sua atenção quando ele continuou calado apenas olhando para Alexa.

— Bem, suponho que devemos conversar. — Alexa disse. 

Edward a encarou e perguntou quase em um grunhido:

— O que está fazendo?

— Edward eu acho que ela tem que saber de uma vez por todas e além do mais, nós precisamos da ajuda dela. — Bella estava começando a ficar impaciente. 

— Você ficou maluca? Claro que não precisamos. — Edward bufou e colocou a mão na testa. — Você deve ter enlouquecido de vez mesmo. 

— Pelo amor de Deus, dá pra vocês pararem e me explicarem? — Bella estourou e Alexa e Edward a olharam. — Agora! — Ordenou. 

Edward suspirou e deu espaço para que Alexa adentrasse na suíte.

***

Bella e Edward estavam sentados em um sofá enquanto Alexa estava à frente deles sentada em uma cadeira.

— Pois bem Isabella. — Alexa começou. — A primeira coisa que você deve saber é: Edward é um agente da CIA.

Bella sentiu seu mundo desmoronar. Seu coração parecia ter perdido várias batidas em seu peito. Uma sensação horrível atravessou sua espinha e seus olhos lacrimejaram. 

Não queria acreditar nisso, simplesmente não podia! Por quê? Por que ele tinha que ser o que um dia sua mãe, Renée foi? Ele teria o mesmo fim que ela tivera? Isso era o que ela mais temia. Não suportava a idéia de perdê-lo, também. 

Ela olhou para ele que a encarava com os olhos carregados de culpa. 

Ele mentira para ela mais uma vez, não é mesmo? E... espera. Se ele é da CIA, da CIA de Alexa Queen com certeza ele saberia sobre sua mãe e... sobre como ela foi treinada desde sempre para também se tornar uma agente. Ele não tinha motivos para mentir para ela, não sobre isso! Mas se ele era um agente, porque todo aquele teatrinho de conseguir a presidência da empresa?

Sua cabeça estava latejando. Ela estava muito confusa.

— Bella? — Edward a chamou ao vê-la tão pálida. 

Ela umedeceu os lábios e perguntou séria:

— Você sabe da minha mãe e sobre mim, então por que não me contou? E tudo aquilo que você fez só para conseguir a presidência da empresa? O que você ganharia com tudo isso?

Edward se virou em sua direção e começou sua explicação:

— Sim, eu sabia, não ti contei porque você queria manter distancia de tudo isso e eu não queria desrespeitar sua decisão. — Olhou dentro de seus olhos achocolatados. — E claro, eu queria manter você segura. — Bella balançou a cabeça negativamente com um sorriso sem humor brotando nos lábios. 

— Segura do que Edward? — Bufou. — Se eu quis me manter longe disso tudo, ti garanto que não foi por minha segurança, mas apenas porque queria muito recomeçar. Não queria viver uma vida dupla. 

— Eu disse. — Alexa comentou. 

Edward a fuzilou com os olhos e ela jogou de ombros.

— Mesmo assim. — Disse se voltando para Bella novamente. — Você sabe bem como é essa vida de agente, pela experiência que você teve vendo sua mãe, você pode entender o risco que você corria. Não apenas por você ser minha esposa — já que a maioria das pessoas que lutamos para prender sempre pensa em nos atingir machucando a quem nós tanto amamos —, mas por você ser filha de Renée Swan. — Bella suspirou.

Nesse ponto ele tinha razão. Sua mãe fora uma excelente agente e o que não lhe faltava era inimigos, uma máfia em especial, a mesma máfia que a atacou em Forks. Claro que ele tinha razão, mas então porque fazê-la se casar com ele, sendo que assim ela ficaria mais ‘indefesa’ ainda? 

O casamento. O que a faz se lembrar...

— A empresa? — Edward passou os dedos entre os fios de seu cabelo.

— Certo. — Suspirou. — O que a empresa produz Bella? — Edward perguntou.

Bella franziu o cenho.

— Hã... Tecnologias avançadas? — Sua resposta saiu como uma pergunta. 

— Isso, mas não exatamente apenas isso. A empresa além de produzir apenas tecnologias avançadas para o mundo todo, ela produz certos tipos de tecnologias e armas para a CIA e claro que essas tecnologias e armas são produzidas por pessoas ligadas a CIA. — Edward explicou e uma expressão de entendimento invadiu a face de Bella.

— Você. — Edward assentiu.

— A nossa agencia fica abaixo da empresa. As pessoas que trabalham na empresa não sabem. Apenas as que trabalham na empresa e na CIA. 

— Então você ta dizendo que alguns agentes trabalham na empresa construindo armamento para a CIA? 

— Basicamente. — Estreitou os olhos. — Veja bem, na verdade nem todos os agentes trabalharam apenas produzindo esse armamento, mas como também trabalham para a empresa. Advogados, administradores, sócios e por ai vai. 

— É mais como um tipo de fachada para não desconfiarem que são agentes. — Bella concluiu. — Como minha mãe quando dizia que trabalhava como sócia de Alexa em um consultório de advocacia. 

— Exato. — Edward arrumou seu roupão sobre os ombros e prosseguiu: — Porém toda essa coisa de empresa, dinheiro e poder, acabou me subindo a cabeça de uma forma que eu realmente não me orgulho, Bella. — Disse arrependido e a olhando nos olhos. — Mas quando eu lhe propus que nos casássemos eu comecei a ver que a vida não se trata apenas de dinheiro e poder, que podemos ter mais do que apenas isso sem ter que ser uma pessoa tão desprezível como eu era antes de ti conhecer. 

Bella estava sem palavras.

— E... — Edward riu sem humor. —... você deve ter se perguntado: já que é tão perigoso eu ser sua esposa e você queria me proteger, porque me propôs em casamento? 

— Na verdade me perguntei sim, mas você acabou de responder. — Bella disse mordendo o lábio inferior.

— É, fora isso, a coisa toda da empresa e por eu ter me apaixonado perdidamente por você. — Bella abriu um pequeno sorriso, mas foi rápido demais para Edward ter certeza do que vira. — Eu achei que se você estivesse ao meu lado eu poderia ti proteger mais do que poderia se você estivesse longe de mim.

Bella se sentia em um enorme torpor onde todas as palavras de Edward pareciam irreais. Era difícil descrever o que ela estava sentindo realmente, mas intensos e fortes sentimentos a possuíam naquele momento de uma forma agonizante. 

Edward por um lado podia sentir a paz e a leveza tomarem conta de sua consciência por finalmente estar contando a Bella toda a verdade, mas por outro lado ele se sentia péssimo por só agora estar contando isso a ela. Sentia-se péssimo por ter mentido para ela novamente e pelo o que parece tê-la colocado em perigo, pois é claro que Alexa veio ali com a intenção de revelar tudo para Bella e pedir sua ajuda para que prendessem os Volturi. Mas porque sua ajuda? No que Bella poderia ser tão útil?

— E as novidades? — Edward perguntou se voltando para Alexa que possuía a expressão tranqüila. 

— Bem, uma coisa que ainda não deixamos claro para Isabella e que é muito importante é o fato dos Volturi ainda estarem tentando ‘dominar o mundo’. 

— ‘Dominar o mundo’? Essa não é uma frase meio clichê do narrador de ‘As meninas super poderosas’? — Bella perguntou com sarcasmo.

— Pois é exatamente isso o que eles estão planejando fazer. — Alexa respondeu se inclinando na direção dos dois. — Como sabemos, há alguns anos atrás Renée Swan havia sido escalada para espionar os Volturi. E foi exatamente o que ela fez. Ela passou algumas semanas na Itália, onde os Volturi estavam escondidos e descobriu que eles construíram um tipo de maquina que evapora uma substancia bastante suspeita no ar, substancia na qual penetra no nosso organismo e afeta o nosso cérebro de uma forma que eles com algum tipo de tecnologia, possuem o poder de nos controlar. — Ela umedeceu os lábios e suspirou. — E Renée havia destruído essa máquina que evapora tal substancia e voltou para Phoenix, achando que depois que os Volturi haviam sido presos ela poderia voltar a viver em paz com sua filha. — Ela olhou para Bella sugestivamente. — Mas infelizmente os Volturi fugiram e foram à procura de Renée que foi morta em sua própria casa a frente de sua filha que estava escondida no armário. — Bella fechou os olhos e se encolheu no sofá sentindo as lembranças invadirem sua mente com cada vez mais intensidade. — Renée antes de morrer deixou com você, Bella, um colar e lhe entregou o dela, igual ao seu, depois que os Volturi foram embora e você saiu do armário, certo?

Bella assentiu.

Depois que os Volturi saíram pela porta de sua casa, ela saiu do armário e correu até Renée que estava deitada no chão com uma enorme poça de sangue ao seu redor e antes que ela pudesse fechar os olhos e sentir a última batida de seu coração ela entregou a Bella o seu colar, que era a metade do coração que Bella usava no pescoço. 

— Pois bem, as novidades é que os Volturi descobriram que o colar na verdade é um tipo de chave — quando estão unida uma na outra — que se conecta a maquina... que a liga a fazendo evaporar a substancia no ar e assim por todo o mundo fazendo com que eles possuam o poder de nossas mentes. — Finalizou.

— Dominar o mundo. — Sussurrou Bella. — Mas... — aumentou o volume de sua voz. —... você disse que precisa da minha ajuda. Pra que?

Edward olhou de Bella para Alexa esperando também uma resposta, pois Alexa sabe o tanto que Edward zela pela segurança de Bella e colocá-la nessa missão ia contra todos os seus princípios e instinto de proteção perante a ela. 

— Coisa de família? — Sua afirmação saiu como uma pergunta. — Pensei que você quisesse terminar a missão de sua mãe. 

— O que? — Bella franziu o cenho e riu sem humor. — Ta mesmo falando sério?

— Eu pergunto a mesma coisa. — Edward disse com os olhos semicerrados. 

— Vamos lá Isabella, você sabe que é capaz. Você é boa e você sabe disso. Além do mais, ajuda nunca é demais, certo? Ainda mais quando se trata da ajuda de uma Swan, cá entre nós. — Alexa sorriu. — Então, o que me diz?

Edward olhou para Bella e ela olhou para ele de volta.

Qual seria a decisão dela, afinal?

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.