14 de jul de 2012

Capítulo 26 Primeiro Passo

Posted by Dany Rocha On 7/14/2012 No comments

Ela subiu suas mãos para a nuca dele e colou seus corpos, e por fim seus lábios. Edward passou a incitar Bella fazendo suas mãos másculas passearem por seu corpo esbelto. Em questão de instantes ambos se encontravam não mais de frente um para o outro, mas dentro da banheira. O desejo que ambos sentiam um pelo outro parecia insaciável e talvez realmente fosse, isso explicaria muita coisa. 

Bella se sentou com cada uma das pernas ao lado do corpo de Edward, esse último estava sentado na banheira com as pernas esticadas e com a mão direita na face dela e a esquerda em suas costas.

— Desculpa? — Indagou Edward sério e com os olhos brilhantes. 

Bella subiu suas mãos pelo peitoral definido e largo do marido até chegar a sua nuca, depois inclinou a cabeça para a esquerda e ficou a centímetros de seus lábios entreabertos. 

— Não. — Soprou a resposta em sua face. Edward puxou o canto esquerdo de seu lábio em um tímido sorriso e depois abaixou a cabeça colando seus lábios no vão do pescoço de Bella que se arrepiou com o ato. 

— Eu te amo. — Disse enquanto subia os beijos molhados e quentes até seus lábios não a permitindo lhe dá uma reposta. 

Bella brincou com os fios molhados do cabelo de Edward enquanto o mesmo passava as pontas dos dedos por seu braço, ombro, colo, ombro novamente retornando ao colo e finalmente aos seus seios, aos quais receberam toques calientes das mãos e lábios dele. Bella fechou os olhos aproveitando tal carinho. Ela arranhou levemente suas costas e se remexeu sobre o colo dele, o que o fez gemer conseqüentemente.

— Bella. — Ele sussurrou em seu ouvido e mordeu seu lóbulo. 

Isabella ergueu-se por alguns segundos e voltou a se sentar em seu colo, mas dessa vez com o membro dele em sua intimidade pulsante. Ambos gemeram com tal esplendido momento. 

Caricias atrevidas, beijos quentes e molhados, movimentos provocantes, palavras carregadas de excitação... Ápices de prazeres fenomenais, eles obtiveram naquela banheira e na cama após o “banho”.

Edward estava dormindo de barriga para baixo e com o lençol branco até sua cintura. Bella o olhava com intensidade no olhar e acariciava seu cabelo carinhosamente.

— Eu te amo. — Sussurrou e inclinou-se para depositar um singelo beijo nos seus lábios.

***

Garota e garoto Volturi. Sim, garotos, quantos anos aqueles pirralhos deveriam ter? No máximo 19? Não importava, pois Sr & Srª Stranger iriam descobrir onde se encontrava a chave e assim iriam impedir o plano aterrorizante e sem escrúpulos dessa família italiana. 

No salão do hotel estava acontecendo um jantar no qual mesas e mais mesas ocupadas por pessoas importantes comiam em uma conversa discreta com seus amigos. Garçons circulavam pelo local carregando bandejas e servindo as pessoas educadamente. A musica tocada pelos componentes de uma pequena banda era suave e harmoniosa, a junção do violino, piano, saxofone e mais alguns instrumentos era perfeita. Entre a banda e as mesas havia um local apropriado para alguns casais dançarem e alguns deles já estavam arriscando passos graciosos por ali. 

Havia uma escada que levava até o salão assim como a porta principal, mas eles resolveram aparecer pela escada, seria mais discreto. O homem moreno acompanhava a mulher loura a todo o momento e ao chegarem a uma mesa vazia o homem puxou a cadeira para que sua esposa se sentasse e logo depois Senhor Stranger fez o mesmo, sentando-se de frente para ela. Um garçom se aproximou e eles fizeram seus pedidos.

— Olha. — Isabella arqueou uma sobrancelha na direção da porta principal e Edward olhou para lá discretamente.

E lá estavam eles. Jane Volturi, com seus cabelos grossos, de um castanho pálido, curtos até o ombro. Uma figura bastante magra e andrógina, com um rosto bonito e angelical. Tem olhos grandes azuis e lábios cheios. Alec Volturi, seu irmão gêmeo, cabelos negros, olhos grandes azuis e lábios cheios, assim como sua irmã. 

Eles entraram no salão e sentaram-se em uma mesa distante, eles pareciam entediados. Um garçom foi até eles e depois de alguns estantes se retirou com os pedidos deles já anotados. 

— São duas crianças. — Edward lamentou em um suspiro. 

— Deve ser por isso que não me lembro deles. — Comentou.

— Você conhece os outros? — Perguntou interessado.

— Não todos, apenas os lideres e Demetri e Felix. — Respondeu séria. O garçom retornou depois de algum tempo com os pedidos deles. 

— Obrigado. — Edward agradeceu com um aceno de cabeça e o garçom se retirou.

— Vamos aguardar e quando Jane sair, nós daremos inicio ao plano. — Edward assentiu e lhe serviu um pouco de vinho. 

— Ainda não compreendo porque aceitou essa loucura. — Queixou-se pegando os talheres. 

— Já ouviu falar em vingança? — Bella se inclinou em sua direção e arqueou uma sobrancelha.

— Minhas costas até hoje estão com feridas, o que você acha? Claro que já ouvi falar e até tive o despraz... o prazer de ter uma amostra de sua vingança. — Disse também se inclinando na direção dela com um sorriso torto nos lábios.

— E você adorou. — Semicerrou os olhos e sorriu. 

Edward aproximou sua cadeira de Bella e então colocou sua mão em sua coxa coberta pelo vestido.

— Poderia me dá outra amostra, não acha? — Lhe beijou a maçã do rosto e foi descendo para o pescoço, ao mesmo tempo em que sua mão invadia o vestido dela e acariciava-a sua intimidade coberta pela lingerie. Bella sentiu seu corpo estremecer e travou o maxilar para que um gemido não saísse por entre seus lábios.

— Edward. — Bella pediu se forçando a buscar um pouco de controle que Edward a tirava. — Afasta. — Ela colocou as mãos em seus ombros e afastou seus lábios do pescoço dela.

— Eu te enlouqueço não é? — Ele retirou a mão de sobre sua intimidade já levemente encharcada e antes que retirasse por completo sua mão do vestido dela ele lhe deu um leve aperto na coxa. 

— Não provoca. — Bella puxou a mão dele dali e tomou um pouco de vinho. De repente seu corpo todo estava pegando fogo. 

— Péssimo pedido. — Disse voltando a lhe beijar o pescoço.

Bella pegou o garfo sobre a mesa e o apertou sobre a coxa dele e ele se afastou como se tivesse levado um choque. 

— Bella. — Disse com a face em uma mista expressão de surpresa, dor e indignação.

— A-fas-ta. — Disse vagarosamente. 

— Doida. — Resmungou enquanto retornava com a cadeira para o lugar de antes. — Às vezes acho que procurar ajuda psicológica seria uma boa idéia para você, o que acha? — Bella sorriu arteira e colocou um pedaço pequeno de carne na boca. 

— Acho perfeito. — Disse após engolir o alimento e tomar um pouco de vinho. — Podemos aproveitar e deixá-lo internado na clinica. — Ela piscou e Edward cerrou os olhos. — O que acha? — Sorriu novamente e tocou a panturrilha dele com seu pé e aos poucos foi subindo até onde alcançava.

— Pede para que eu me afaste, mas não consegue ficar sem me tocar, hum? — Arqueou uma sobrancelha e sorriu malicioso.

Uma música nova se iniciou e tomou conta do salão. Edward tomou o resto de seu vinho e se levantou oferecendo sua mão a Bella.

— Acompanhe-me nessa dança, Senhora Stranger? — Bella arqueou as sobrancelhas surpresa, mas depois suavizou a expressão aceitando a mão de Edward.

— Claro, Senhor Stranger. — Ele sorriu e ambos caminharam em direção ao local apropriado para se dançar.

Take the Lead - Tango Scene: Assistam ao vídeo e depois retornem a leitura. 

Dançaram com ousadia e perfeita harmonia. Ao final da dança Edward mordeu o lábio inferior de Bella e essa última sorriu. 

— Não sabia que você dançava tango. — Bella disse enquanto voltavam à mesa.

— Eu não sabia que você dançava. — Provocou e Bella apertou sua mão com força e ele a olhou com reprovação.

— Sim, sou infantil, me processe. — Disse com os olhos semicerrados e Edward sorriu brincalhão. Bella balançou a cabeça negativamente e sorriu um pouco, mas logo seu sorriso se desfez ao olhar na direção da mesa dos Volturi. — Edward. — Disse gesticulando com o queixo a mesa na qual estava apenas Alec.

— Já estou indo. — Edward soltou a mão de Bella e atravessou o salão discretamente e entrou em um corredor onde levava aos toaletes.

Bella caminhou até sua mesa e pegou seu copo que ainda estava com o vinho pela metade, em seguida ela foi em direção a mesa de Alec e tomou um gole de vinho e “tropeçou” em seus próprios pés e estava a ponto de cair sobre Alec, mas esse último se levantou a tempo de segurá-la antes da queda.

— Ah, obrigada. — Bella disse com uma entonação de voz diferente, bem parecida com as pessoas embriagadas. — Você é um amorzinho. — Ela passou o braço por sobre os ombros dele e ele circulou sua cintura.

— A senhorita está bem? — Perguntou com sotaque.

— Estou. — Sorriu mostrando todos seus dentes impecavelmente brancos. — Não viu que eu acabei de sai da pista de dança? Dancei bem, você não acha? — Tomou o resto do vinho.

— Sim, sim, você dança magnificamente. Imagino se a senhorita estivesse sóbria como dançaria. — Alec sorriu e a ajudou a se sentar de frente para ele.

— Sóbria eu danço hip hop, não sóbria eu danço... hmmm. — Bella se aproximou de Alec e colocou uma mão em sua coxa. — Diga-me meu rapaz, o que eu estava dançando? — Ela pegou o copo de Alec que ainda estava cheio sobre a mesa e tomou a metade da bebida.

— Tango, senhorita. — Alec tomou o copo de Bella. — Acho que não deve mais beber, a senhorita gostaria de ajuda para voltar a sua suíte ou o homem com a senhorita o fará?

— Hã... — Bella ficou um pouco pensativa. — Eu estou com um homem? 

— O homem que dançava a acompanhava na dança. — A recordou.

— Ah, sim. — Sorriu ao se lembrar, mas logo ficou séria. — Não faço idéia de quem o seja, acho que é meu marido. — Voltou a ficar pensativa. — Em fim, não sei onde o miserável foi e... sim, eu quero ajuda. — Ela alargou o sorriso e Alec devolveu o sorriso a ajudando a ir até a sua suíte.

Ao chegarem lá Alec abriu a porta para Bella e ao ver quem estava dentro da suíte ficou espantado. 

— Jane! — Se sobressaltou e soltou o braço da cintura de Bella e correu em direção a Jane que estava amarrada a uma cadeira e desmaiada, mas antes que a alcançasse Edward lhe deu uma coronhada com a sua arma.

— Crianças. — Lamentou enquanto o garoto caia aos seus pés desacordado. 

Bella entrou na suíte e fechou a porta a trancando, depois retirou a peruca e ficou de frente para Edward.

— Primeiro passo: pegá-los. — Ela disse sorrindo para ele.

— Concluído. — Ele devolveu o sorriso amistoso. 

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar, isso incentiva os escritores e também a mim que tento agradar a vocês.